domingo, 18 de fevereiro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Caderno Educação / Caixa e Severino Sombra assinam contrato com BNDES

Caixa e Severino Sombra assinam contrato com BNDES

Matéria publicada em 8 de outubro de 2015, 10:59 horas

 


Para economista, encontrar a linha de financiamento correta, pode ser um diferencial frente aos concorrentes

A Caixa Econômica Federal e a Fundação Educacional Severino Sombra assinaram o primeiro contrato BNDES SAÚDE – Reestruturação Financeira que contempla um recurso de R$ 17,5 milhões. O valor será pago em 120 meses, com seis meses de carência e taxa de juros de 10,64% ao ano.

Esta é uma linha de crédito do BNDES destinada a fortalecer a capacidade de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) por meio de melhoria da gestão de instituições de saúde integradas a este sistema.

De acordo com o economista, Vinícius Neves, proprietário da empresa VF Neves Soluções Financeiras, responsável pelo trabalho de captação de recursos junto ao BNDES, essa operação teve como objetivo definir ações para a melhoria da gestão administrativo-financeira da instituição, e faz parte de um projeto de otimização operacional.

– O Hospital Universitário da USS atende a toda a região do Vale do Café, além disso, como maior empregadora do município de Vassouras, este recurso ajudará a ‘desafogar’ o fluxo de caixa da Fundação, possibilitando, após o ingresso do recurso e com a nova administração , manter todas as despesas em dia – explica Vinícius.

Ele ressalta que, com esse contrato, o atendimento do SUS, por exemplo, poderá ser aumentado e a Universidade conseguirá também aumentar o número de vagas do curso de medicina.

Para o economista, adquirir um recurso junto ao BNDES é um processo burocrático, mas possível a toda micro, pequena e grande empresa, por meio de um projeto elaborado, organizado, sob análise de toda a documentação exigida e calculando a viabilidade financeira que envolve esse tipo de projeto.

O resultado possibilita a todos os empresários poderem contar com um capital barato para investirem na empresa ou mesmo para capital de giro.

– Acredito que as principais dificuldades do empresário em adquirir esses financiamentos pelo BNDES, por exemplo, estão relacionadas aos afazeres do dia a dia e pela falta de tempo e organização. Por isso, não conseguem, muitas vezes, atender aos requisitos mínimos de contratação. Mas o resultado mostra a importância desse recurso para a vitalidade de um negócio, seja para lucratividade – transformando em novos negócios – seja em benefícios para a população e a economia de um município – ressalta Vinícius.

Ele destaca ainda que um capital mais barato permite que a empresa cresça de maneira sustentável sem nenhum transtorno ao empresário.

Para ele, planejamento e organização são as peças-chave para o empresário buscar e conquistar as diferentes linhas de financiamento que o BNDES disponibiliza.

– A atual crise econômica do país, que desencadeou em aumentos seguidos da taxa Selic, fez com que o capital ficasse mais caro. Por isso, encontrar a linha de financiamento correta pode ser um grande diferencial frente aos concorrentes – finaliza Vinícius Neves.

Leia mais:

Mais de 2,6 milhões acessaram cartão de inscrição do Enem na internet

Engenharia em alta no mercado de trabalho

Congresso reúne adversários da teoria da evolução

A volta dos netbooks

Funcionário morou um ano no Google para economizar aluguel

Curso técnico aumenta as chances no mercado de trabalho

UBM promove Encontro do Ensino Médio

ETPC abre inscrições com bolsa de estudos de até 100%

UniFOA conta com acervo de livros digitais

Caixa e Severino Sombra assinam contrato com BNDES

Processo seletivo do Batista, a oportunidade de estudar bem

Veteranos no Enem são maioria pela primeira vez desde 2011

Educando em valores com foco nos resultados

MEC divulga resultados preliminares

 

Untitled Document