Aplicativos viram ferramentas para estimular a leitura infantil - Diário do Vale
sábado, 18 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Aplicativos viram ferramentas para estimular a leitura infantil

Aplicativos viram ferramentas para estimular a leitura infantil

Matéria publicada em 14 de abril de 2018, 16:30 horas

 


Pais incentivam a busca pela literatura por meio de recursos digitais

 

Na rede: Aplicativos disponíveis na internet podem ser peças-chaves para estimular o aprendizado do público infantil (Foto: Cristina Indio do Brasil/ Agência Brasil)

Na rede: Aplicativos disponíveis na internet podem ser peças-chaves para estimular o aprendizado do público infantil (Foto: Cristina Indio do Brasil/ Agência Brasil)

Sul Fluminense – Ainda que nada substitua o prazer de folhear um livro, em meio a tantos recursos e tecnologias aos quais as crianças têm acesso os aplicativos educativos de histórias e literatura vêm caindo cada vez mais no gosto dos pais que querem estimular a leitura infantil na vida dos filhos. Nesse mês de abril, quando se comemora o Dia Internacional do Livro Infantil (2) e Dia nacional do Livro Infantil (18), profissionais da área de educação afirmam que realmente os aplicativos disponíveis na internet podem ser peças-chaves para estimular o aprendizado do público infantil. E mais: somado a isso contribuir para a formação de grandes leitores. É o que diz a professora Maria Cláudia Gomes Amaral, responsável por salas de leitura em escolas da região.
– Os aplicativos de literatura infantil são muito bem-vindos para estimular o gosto pela leitura. Vivemos em uma era digital e precisamos aproveitar de todas as ferramentas disponíveis em nosso favor, usando a tecnologia para estimular também a leitura. Eu trabalho com meus alunos com o livro “É um livro” do escritor Lane Smith, que trata dessa relação entre o livro de papel e a tecnologia. As crianças adoram o texto, que de maneira lúdica e engraçada que, apesar da era digital, o livro de papel tem seu lugar garantido no coração das crianças. Devemos aproveitar as ferramentas disponíveis, mas como costumo dizer o encantamento de um livro nas mãos sempre será insubstituível – disse a professora.
Para Maria Cláudia, o desafio para tornar criança um bom leitor, no futuro, é conseguir despertar nela o prazer pela leitura deleite, sem obrigação, independente de ser por meio dos tablets ou smartphones. Isso porque, dessa forma, segundo a professora, a criança descobre que ler é uma viagem fantástica que pode levá-la para qualquer lugar, sempre que ela tiver um livro em mãos. “A leitura é o caminho mais importante para se chegar ao conhecimento. Quanto mais cedo a literatura for estimulada e oferecida para as crianças, mais cedo teremos leitores formados”, acrescentou a professora.
Ainda sobre os aplicativos de literatura infantil, Maria Cláudia ressalta que o ideal seria os pais e a escola os aliarem aos livros de papel, para que as crianças também possam descobrir o prazer em manusear página por página. Na primeira infância, ela orienta que os pais devem optar por histórias rápidas e curtas, com pouco texto, enredo simples e com ilustrações grandes e coloridas que, em sua opinião, são muito bem aceitas pelos menores.
– É importante ressaltar que o encantamento de um bom contador de histórias também é muito importante e faz toda a diferença para que possamos despertar nas crianças o gosto pela leitura. Os filhos aprendem pelo exemplo e quando a criança convive com pais que leem, elas desejam ler também. Portanto pais, deixem que seus filhos vejam vocês lendo, demonstrem a eles que gostam de ler e naturalmente eles irão se aproximar da leitura também – aconselhou a professora, ao acrescentar que os livros de literatura desenvolvem a criatividade, a concentração, ampliam e estimulam a aprendizagem, a linguagem e o vocabulário das crianças.

Pais aprovam os aplicativos

A dona de casa Cláudia Andrade, de 39 anos, tem o costume de baixar no celular diversos títulos de livros infantis para o filho de nove anos. Ela conta que, embora estimule que o menino também leia os livros de papel, a preferência é sempre em acompanhar as leituras pelo celular ou tablet. “Essas crianças já nasceram sabendo mexer nesses aparelhos, elas sentem prazer em ter um em mãos e acredito que, por esse motivo, meu filho fica muito mais animado em ler através do celular. Os aplicativos são, sem dúvida, ferramentas importantes para estimular a leitura nas crianças”, afirmou Cláudia, ao acrescentar que diversos livros infantis gratuitos, incluindo títulos educativos e uma variada coleção de histórias divertidas podem ser encontradas no aplicativo.
A dona de casa Alice Oliveira, de 34 anos, explica que a filha de cinco anos ainda não aprendeu a ler, mas que ela e o marido sempre utilizam o celular para contar histórias para a pequena. Segundo ela, essa foi a maneira encontrada para que a filha não utilizasse o aparelho somente para assistir vídeos, desenhos, ou jogar, mas também entender que o aparelho pode ser utilizado para se contar uma história. “Considero uma forma de estimular a leitura e sei que, tão logo aprenda a ler, ela mesma irá manter essa prática, sem a minha ajuda. Temos que utilizar a internet a nosso favor, na educação, desenvolvimento e crescimentos dos nossos filhos e esses aplicativos podem ajudar bastante”, finalizou.

Livro de papel

Com um acervo de aproximadamente 20 mil livros, a Biblioteca Pública Municipal de Barra Mansa, que funciona no Palácio Barão de Guapi, é um espaço gratuito de incentivo à leitura infanto-juvenil e a melhor opção para quem não abre mão do livro de papel. O local possui um setor direcionado especialmente a esse público e a cada dia vem conquistando mais sócios. Hoje a biblioteca é o principal acesso a leitura gratuita, principalmente para as crianças de famílias que não possuem poder aquisitivo para acompanhar os preços das tradicionais livrarias
No local as crianças têm acesso a um grande número de títulos variados e todo empréstimo é gratuito. Além de receber os pequenos visitantes, na companhia dos pais ou algum responsável, atualmente a biblioteca realiza parcerias com as escolas promovendo visitas guiadas e apresentação de seu acervo. A Biblioteca Municipal fica aberta de segunda à sexta de 8h às 17h e toda pessoa, de qualquer idade, pode pegar livros emprestados gratuitamente.

 

Roze Martins

(Especial para o DIÁRIO DO VALE)

 

 

Untitled Document