domingo, 17 de dezembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Cadastro para mercado orgânico seleciona 15 candidatos em Volta Redonda

Cadastro para mercado orgânico seleciona 15 candidatos em Volta Redonda

Matéria publicada em 23 de setembro de 2017, 20:05 horas

 


Volta Redonda – Quinze produtores orgânicos da região já têm um motivo para comemorar. É que eles foram aceitos no processo de cadastramento de produtores orgânicos e agroecológicos interessados em fazer parte do Mercado Municipal Orgânico, que será montado na Praça da Chaminé, localizada no bairro Jardim Paraíba, já a partir da segunda quinzena de outubro.

O processo foi promovido pela prefeitura de Volta Redonda através do Banco VR de Fomento e esteve com as vagas abertas desde o dia 28 de agosto até o dia 13 deste mês.

De acordo com o gestor do Banco VR de Fomento, Nelsinho Gonçalves, o candidato para poder vender seus produtos no mercado precisa cumprir alguns requisitos. Ser da região e ter a certificação de produtor orgânico, emitida por um órgão certificador, são algumas delas. Segundo Nelsinho, o novo espaço será o primeiro mercado municipal orgânico do estado do Rio e contribuirá para aumentar a produção de produtos orgânicos na região.

– Acredito que com a criação deste novo espaço gastronômico em nossa cidade com certeza irá contribuir para incentivar cada vez mais os produtores a investir neste tipo de segmento. Como consequência, irá aumentar a produção de produtos orgânicos em nosso município, como também de toda região. Hoje já temos três feiras orgânicas funcionando: uma na Vila Santa Cecília, uma na praça da prefeitura e outra que funciona na UFF (Universidade Federal Fluminense) do campus Aterrado – destaca.

Nelsinho diz que o mercado será um espaço específico para os produtores, com estrutura e visibilidade.

– Queremos criar um mercado de referência no estado. E para que isso seja possível, a prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o Banco VR de Fomento, já está tendo reuniões e debates com estes produtores. Nestes encontros também estamos debatendo assuntos ligados à infraestrutura do local, os tipos de produtos que poderão ser comercializados, como também a forma de divulgação – explica.

O gestor do banco VR de fomento esclarece que a prefeitura já está ajudando na estrutura desses comerciantes nos locais de suas feiras orgânicas. Na opinião de Nelsinho, a maior dificuldade que os produtores ainda encontram no momento é a falta de apoio e diálogo para se expandir.

– Apesar de existir uma demanda grande, a falta deste apoio, estrutura e diálogo ainda atrapalha a expansão deste tipo de comércio. Mas trabalhando juntos poderemos ajudá-los a aumentar o lucro desses produtores. Observo que a grande maioria desses produtores trabalha unicamente com produção orgânica, e com o mercado funcionando irá contribuir para aumentar o faturamento deles. A proximidade da Praça do Chaminé ao mercado popular também irá ajudar os comerciantes que já trabalham em baixo do viaduto Nossa Senhora das Graças – diz.

De acordo com o produtor orgânico Vander da Silva, de Pinheiral, a criação do mercado orgânico será mais um canal de escoamento da produção regional.

– Alguns produtores de Pinheiral ainda não participam da feira na Praça Sávio Gama porque já vendem na feira orgânica de Pinheiral. E também porque fazem entrega da merenda escolar em escolas de Pinheiral. Apesar do apoio do poder público já estar ocorrendo, acredito que ainda está faltando uma divulgação maior para que a população reconheça mais o valor nutricional e os benefícios dos produtos orgânicos – opina.

 

Orgânico: Mercado será criado perto da Praça da Chaminé em Volta Redonda (Foto: Júlio Amaral)

Orgânico: Mercado será criado perto da Praça da Chaminé em Volta Redonda (Foto: Júlio Amaral)

Untitled Document