sábado, 21 de abril de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / EcoTrilhas promove caminhadas por lazer e sem visar lucros

EcoTrilhas promove caminhadas por lazer e sem visar lucros

Matéria publicada em 17 de março de 2018, 15:00 horas

 


Barra Mansa – Criado com o objetivo de desenvolver caminhadas por lazer e como forma de despertar a consciência ambiental, o grupo EcoTrilhas está em seu quinto ano de atuação. A ideia teve início em 2013 de um trabalho para faculdade e hoje segue firme promovendo saúde em busca de um mundo pelo menos mais legal.
Segundo Antônio Marcelino, um dos fundadores, tudo começou quando Nikson Salem precisava fazer um trabalho para faculdade. O objetivo era contar a história das Estações Ferroviárias.
– Como sou diretor do Sindicato dos Ferroviários, ele me procurou para que eu o ajudasse, dando-lhe algumas informações. Ele propôs que fôssemos a pé até a Estação de Glicério, que fica entre Barra Mansa e Quatis. Éramos sete pessoas e, ao chegar a Glicério, um amigo sugeriu que prosseguíssemos até Quatis. Isso aconteceu em 13 de janeiro de 2013 e o percurso foi de 16 km. A partir daí, não paramos mais – explicou.
Marcelino ressaltou que começou a fazer caminhadas em 2006 com o historiador Alan Carlos Rocha. Da mesma maneira, ele foi chamado pelo fato de já ter sido maquinista e conhecedor do ramal ferroviário de Barra Mansa a Angra dos Reis.
– É bom caminhar. Depois que comecei, mudou muita coisa em minha vida. Eu fui maquinista ferroviário e ser maquinista não é passear de trem, é uma profissão muito estressante. Hoje sou uma pessoa mais tranquila e as caminhadas ajudam nisso – afirmou.
O grupo não tem um número definido devido à rotatividade de pessoal. Em uma ocasião, já foi realizada uma caminhada com um grupo de 53 pessoas em Formoso (São José do Barreiro). Já a faixa etária vai dos 18 aos 65 anos. “Mas já caminharam conosco pessoas com mais de 70 anos”, conta, para em seguida emendar:
– Como a adesão ao grupo é feita pela nossa página do Facebook, há uma grande rotatividade. (o grupo) Pode aumentar ou diminuir conforme o destino da caminhada. Para participar, basta a pessoa acompanhar a divulgação na nossa página, estar bem de saúde e aparecer no horário marcado e seguir algumas orientações básicas de segurança – esclarece.

Ideia teve início em 2013 (Foto: Divulgação)

Ideia teve início em 2013 (Foto: Divulgação)

Caminhar por prazer e para a saúde

Como o objetivo da EcoTrilhas é caminhar por lazer, o fundador do grupo esclarece que as atividades não visam lucros. Portanto, o participante não paga nenhum tipo de taxa, nem mesmo de guia.
– Cada participante arca com sua própria despesa, como no caso de condução e alimentação, sendo que até mesmo a refeição é opcional. Já os locais da caminhada se definem através de reuniões dos membros da Comissão Organizadora – diz.
Segundo Marcelino, desde que surgiu, a caminhada mais longa realizada pelo grupo foi de 33 km de São Lourenço para Baependi. “Trata-se de uma caminhada religiosa, que acontece anualmente todo dia 1º de maio em homenagem a Beatificada Nhá Chica”, comenta.
Em relação à segurança, o representante do grupo explica que o índice de acidentes é baixo. Por precaução, geralmente em locais desconhecidos sai uma equipe pra fazer o reconhecimento do local para depois levar o grupo com segurança.
– Carregamos uma corda para auxiliar e facilitar o acesso a alguns locais de subida e descida – esclareceu.

 

Untitled Document