segunda-feira, 25 de junho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Igreja faz obras de revitalização em praça de Volta Redonda

Igreja faz obras de revitalização em praça de Volta Redonda

Matéria publicada em 25 de fevereiro de 2018, 17:55 horas

 


Membros aproveitam o carnaval para fazer os serviços de capina, pintura e limpeza do local

Revitalização: Capina, pintura dos bancos e do palco principal foram os serviços prestados pelos membros da igreja - Reprodução do Facebook

Revitalização: Capina, pintura dos bancos e do palco principal foram os serviços prestados pelos membros da igreja – Reprodução do Facebook

Volta Redonda

Quem usa cuida. Essa é frase que define a ação realizada pelos membros da Capela Church, que se reúnem na Praça Japão, na Vila Santa Cecília. O local foi totalmente revitalizado, visando um melhor aproveitamento da praça, uma vez que as pessoas tinham medo de comparecer ao local, por conta do mato alto e má conservação.
A revitalização da praça foi programada há mais de um mês e executada durante o feriado do Carnaval, com a ajuda dos membros da igreja, que além do material para a recuperação da praça, doaram também o seu tempo. Do orçamento da igreja saíram R$ 1.200,00 para cobrir as despesas. Com parquinho capinado, bancos reformados, a margem do rio toda capinada e arquibancada pintada a diferença é notória e trouxe elogios.
– O objetivo da reforma é de que os moradores deixem de ter medo do local e venham aqui passear com as crianças, brincar no parquinho, para que volte a ser um espaço familiar. Além de mostrar o conceito de igreja relevante. Queremos deixar uma marca, que falem sobre o que foi feito, deixando um legado para comunidade e por que não, um exemplo a ser seguido”, explicou o pastor Pedro Alexandrino, contando que os serviços executados foram de capina, pintura dos bancos e do palco principal. Ainda estão previstos a continuidade da reforma dos bancos, compra de seis latões de lixo e reforma do parquinho. Além da reforma da ponte e da escada.
– Para nós é uma maneira de retribuir, já que estamos usufruindo de um espaço público. Estar com a comunidade é o nosso objetivo, mostrando nossa diferença. Queremos transformar num novo modelo de igreja, como nós sempre dizemos: Onde todos participam de tudo ninguém tem falta de nada. E é isso que queremos mostrar”, frisou Pedro, fazendo um apelo a prefeitura. “Gostaríamos que a prefeitura nos ajudasse a fazer uma cobertura permanente no local. Nós temos uma tenda, mas ela não é fixa”, contou.
De acordo com Pedro, muitos vizinhos não acessavam o local por conta da insegurança e com a chegada da igreja já voltaram a trazer as crianças para o parquinho e frequentar a praça. “Depois da reforma alguns vizinhos foram até fazer fotos no local”, contou. Ele ressaltou ainda que a igreja é bem aceita pela vizinhança. “Não temo problemas com a vizinhança, muito pelo contrario, já ouvimos relatos de um morador do bairro há 30 anos, que nunca tinha visitado a praça por medo. Eles agradecem por estarmos ali e agora pela reforma”, frisou.

Capela Church

A igreja foi criada em 2016, e completa dois anos em março. Começou a se reunir com 17 pessoas e hoje já contam com uma media de 80 a 120 pessoas por domingo, onde os cultos acontecem às 10 h. Eles se reúnem a sete meses na praça, antes se reuniam no Kartódromo Internacional de Volta Redonda. Porém o local começou a ficar pequeno e então se questionaram sobre o significado da palavra igreja. “Nós cremos que a igreja não é o prédio, e sim a reunião dos membros. Então, poderíamos estar reunidos em qualquer lugar que teria o mesmo sentido. Foi quando alguém disse: Vamos pra rua! E fomos”, revelou. O espaço foi escolhido por estar perto da residência de um dos membros da igreja. A casa serve como local para as crianças se reunirem, entre outras coisas. Com um novo conceito de igreja, a reunião tem chamado atenção, principalmente dos jovens. “Somos a igreja para quem não gosta de igreja. Temos o intuito de alcançar os que não participam de nenhuma igreja, os que não gostam de igreja e não frequentam e os que se dizem desfilhados de qualquer religião. Estão abertos para Deus, mas não querem nada com igreja tradicional. Esse é o nosso lema”, frisou Pedro.

Autorização

Pedro conta que pediu a prefeitura autorização para ficar no local, até para que não surjam problemas por conta disso, mas até agora não conseguiram nenhum documento. De acordo com a secretaria de comunicação do município, a igreja deu entrada na prefeitura solicitando autorização para fixar a estrutura de sua tenda e autorização para a realização de seus cultos e o processo está em trâmite. Além disso, a prefeitura tem um projeto de criação de um calendário de atividades nas praças das cidades, que inclui a utilização pelas igrejas para realização de encontros.
Sobre a reforma da praça, a Secretaria de Infraestrutura (SMI) informou que o trabalho realizado na praça está dentro dos padrões da SMI. E ainda elogiou os serviços de manutenção e cuidados no local, pois como o grupo utiliza o espaço, querem cuidar e manter em ordem. E ainda reforçou o desejo de que essa atitude se torne um exemplo para outras comunidades que utilizam espaço público e ajudam a administração municipal a manter organizado e limpo.

Vivian Costa e Silva
viviancosta@diariodovale.com.br

50 comentários

  1. Li todos os comentarios e não encontrei o dia e horario que vocês se reunem. Gostaria de ir um dia para conhecer, pode me dizer o dia e horario?

    • Oi Gabriela, o pessoal se reúne aos domingos (somente aos domingos) às 10:00 da manhã. Geralmente dura 1h ou no máximo 1h15min. Após a reunião não deixe de tomar um café com o pessoal antes de ir embora, é de graça. No Facebook e no Youtube tem as mensagens dos domingos e outras informações. Procure por Capela Church. Grande Abraço!

  2. PARABÉNS PASTOR PEDRO PASSEI LA E A PRAÇA ESTA LINDA , ÓTIMA REVITALIZAÇÃO.
    UM GRANDE ABRAÇO E PARABÉNS PELA INICIATIVA
    SDS.
    SILVIO CAMPOS
    .

  3. Pastor,
    Esta é a Igreja Bola de Neve Church? Ou é outra igreja voltada para o mesmo nicho de mercado?

    • CIDADÃO VR - O Original

      Olá Ximbica! Não sou membro da referida igreja e não moro em VR hoje, apesar de ser voltarredondense de berço. Vá lá pessoalmente e veja! Quem sabe você não percebe até que não precisa rotular? E que apesar das “igrejas” que não pregam o verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo, e mais se parecem com empresas, ainda existem muitas igrejas, pessoas e líderes espirituais que trabalham apenas por amor ao Evangelho, sem nenhum outro interesse. É por isso que ainda acredito na Igreja de Jesus Cristo, pois também faço parte dela. O resto é só resto!

    • Existe a Igreja Bola de Neve Church, estou perguntando se esta é a Igreja Bola de Neve Church, é ou não é, a resposta é simples assim.

    • Não é a Bola de Neve. É a Capela Church, procure no YouTube.

  4. Estive lá no domingo passado e pude ver a revitalização do local. Ficou excelente. Estão de parabéns todos da igreja Capela. O local se tornou um ponto de encontro para pessoas que querem ouvir a palavra de Deus e também um local de confraternização e de lazer para todos moradores. Atitudes como essa fazem diferença na vida de todos nós. Fiquei muito feliz e que possamos espalhar essa ideia de nos unirmos para fazermos a diferença em tudo que fizermos, sempre buscando a direção da palavra do Senhor e visando dar o melhor para todos.Deus os abençoe

  5. CIDADÃO VR - O Original

    Gostaria de deixar meus cumprimentos à igreja! Está fazendo inclusive o que deveria ser o papel da prefeitura. Mas nem tudo será feito com agilidade pelos governos. Quanto aos críticos de plantão, a grande maioria nada faz e ainda critica quem faz. Aliás, na imensa maioria das vezes, só é criticado quem faz alguma coisa, pois está sujeito a erros e acertos, quando quem nada faz comete apenas o pecado da omissão…

  6. A praça é pública, a tenda não é fixa e as pessoas que se reúnem lá aos domingos se reúnem em local público como fazem milhares de pessoas ao redor do mundo. a limpeza foi para beneficiar a comunidade? Sim, claro! Mas quem gosta de se reunir em um local sujo? Porque a simples limpeza para que se reúnam em um local que não esteja sujo incomoda tanto? Ninguém, ou pelo menos quase ninguém gosta de se sentar num local cheio de lixo e mato alto. Repetindo: A praça é pública, é pra todos, a tenda não é fixa, é desmontável e qualquer pessoa será muito bem-vinda para participar. Sempre após a reunião acontece um café delicioso DE GRAÇA PRA TODOS.

    • Sr Ten Cel Alves,
      A partir do momento que se colocar uma cobertura fixa como é solicitação da Igreja conforme notícia acima e se programar horários para realização de cultos na mesma, ela deixará de ser pública e passará ser privada. Como disseste a praça é pública.

    • É isso ai. Tamo junto, seja lá quem for o Ten Cel Alves kkkk

    • Bom dia Recruta Zero, boa escolha para o nick, as histórias do Recruta Zero são fantásticas. Bom, voltando ao assunto da praça, a tenda não é fixa, serve para evitar que o sol ou a chuva seja um incômodo para as pessoas que se reúnem. As reuniões não são fechadas ou exclusivas, são abertas ao público. É mais que natural que muitas pessoas achem que a igreja possa ter segundas intenções, aliás a igreja brasileira já se corrompeu há muitos e muitos anos. Vemos mais desserviço do que serviço por parte da igreja. Mas deixo aqui o convite para participar de uma reunião e comprovar de perto o que acontece lá. Só e somente só a pregação do Evangelho e a prioridade em amparar os mais necessitados. Abraços!

  7. Estamos tão acostumados e reclamar e rotular tudo que quando nos deparamos com alguma coisa boa e positiva para a comunidade em um todo , preferimos julgar e ver o copo meio vazio , o espaço antes usado apenas para coisas ilícitas ( população de bem nunca ia lá ) agora usado por pessoas que só querem o bem ( agora pessoas de bem podem frequentar) agora temos um espaço de domínio público , agora famílias de bem podem ir e se sentirem seguras … estragamos tudo com comentários idiotas , nunca ninguém fez nada e quando alguém faz , preferimos achar que existem segundas intenções … deixa o povo usar , deixa o povo cuidar …

  8. Achei digno, espero que o local não seja de uso privado somente dos frequentadores da igreja.
    Mas achei ótimo, depois dessa igreja ir pra lá, consigo ir na praça com meus sobrinhos andar de bicicleta. Antes isso era impossível. Drogados e adolescentes “transando” por toda parte da praça. Totalmente LARGADA

    • Assim todos nós esperamos , era impossível uma família poder frequentar aqui lá antes , e sem falsa demagogia pq não ganho nada com isso , hoje podemos ir lá de boa … mas só pq eles lá a tal igreja meteu a cara e fez … vamos continuar acompanhando e quem sabe até ajudando como nos for cabido .. tmj

    • Muito obrigado pelo comentário RBraga. Ficamos felizes em servir. Esse é o objetivo.

      E não, a praça não é só pra nós. Nunca quisemos isso, nem queremos. Queremos é que todos usem. Por isso mesmo, nem som temos, tudo é acústico pra preservar a paz do local…

      Esperamos uma visita no domingo. Será um prazer recebê-los.

  9. Moro no entorno, então tenho propriedade para falar:

    1- era espaço para uso de drogas, roubos e furtos, e sexo;

    2- a tal igreja sem igreja limpou o local sim;

    3 – a tal igreja sem igreja instalou uma tenda sim;

    4- trata-se de espaço público, portanto, para uso público;

    5- em se tratando de espaço público, precisa de permissão prévia. repito, prévia.

    6- a igreja sem igreja está cometendo uma infração à lei sim, passível de punição pelo poder público, que não pode se eximir de agir;

    Portanto, eu, como morador do entorno, peço: se querem usar um espaço público, e dar exemplo, aguardem a prefeitura dar a autorização para tal, ou não.

    Mas não coloquem a população a seu favor por limparem um espaço que é de obrigação do município limpar e cuidar.

    Se o continuarem fazendo, podem provocar uma denúncia ao ministério público contra o prefeito por permitir isso, uma contra o responsável pela igreja por agir à revelia da lei, e outra contra o funcionário público responsável por analisar o pedido de vocês por ele não ter se pronunciado até o momento e nem ter agido em face da lei.

    • Respeitem a área que é de propriedade da COMPANHIA SIDERURGICA NACIONAL, antes que a empresa venha a cercá_la como fez no AeroClub

    • Quero esclarecer algo por escrito.
      A tenda não é fixa. Ela pode ser desmontada a qualquer momento caso o poder público assim determine. É apenas uma alternativa para proteger do sol, também comprada com o dinheiro da igreja.

      Quanto a autorização prévia, haja visto que seu entendimento é extenso a respeito do assunto, eu adoraria vê-lo desenrolar tais documentos. Autorizações para reuniões desse tipo, sem nenhum apetrecho não existem. Existe autorização para eventos que carecem de outras documentações anexas de organizações como o corpo de bombeiros e polícia civil. Ambas organizações, após consulta, informaram que tal autorização não existe… Usemos o exemplo de saída de emergência em caso de incêndio… Não existe pois não é um ambiente fechado.

      Volto a reforçar o convite para um café e colaborarmos juntos. Não estou fazendo política e nem tentando que ninguém fique de lado nenhum. Apenas entendo que não posso esperar que o governo faça. Eu faço porque também é meu. Sou cidadão e cuido do que uso. Assim como pego lixo na rua de cidadãos porcos que não usam a lixeira… Ou deveria deixar os detritos no chão até que a prefeitura os recolha?

      Estamos tentando uma alternativa sadia, que não traga problemas para ninguém. Não somos nenhuma organização criminosa e nem terrorista… Somos só um grupo de pessoas que resolveu se reunir em praça pública… Chame de igreja, chame do que quiser… Mas não vejo artifícios legais e nem jurídicos para açÕes contra um grupo de amigos que se reúne em local PÚBLICO. Estamos apenas utilizando o espaço para os fins devidos.

      Grato
      Pedro.

    • Acho que essa tal igreja que não tem igreja fez muito bem, estão de parabéns. Quem dera tivéssemos mais brasileiros patriotas que pensassem mais em melhorar o país. Eu trabalho por ali e sei de fato que a praça era usada pra esse tipo de coisa ruim mas por eles usarem isso tem parado. Não vejo problema nenhum pois estão contribuindo positivamente, independente de quem for o “dono”da praça ela é um espaço público. Quanto a lei é só ler o artigo 5 da constituição nacional.

  10. A iniciativa é louvável e a população agradece. O problema é o poder público achar que isso é o normal e abandonar ainda mais as suas responsabilidades, entre as quais, manter a limpeza e a organização da cidade. Quanto à instalação de tenda e a criação de um local fixo para as reuniões do grupo, acho que é um pouco demais. Se o local é público, assim deve permanecer, inclusive aberto para todos os munícipes dele desfrutarem.

    • Olá. Voltamos a reforçar… A criação de uma cobertura é sim para uso beneficiente de todos… Essa é nossa intenção… Ali temos um anfi-teatro sem cobertura, ou seja, inútil para qualquer evento já que os elementos da natureza são imprevisíveis…

      Não queremos tomar posse de nada e nem uso exclusivo de nada… Só sugerimos substituir a tenda que foi comprada com o dinheiro da igreja, ou seja, privada, que está emprestada à praça e que atende sim uma necessidade do grupo que se reúne na capacidade de proteger da chuva e do sol, por uma permanente, para que qualquer grupo, qualquer atividade realizada ali seja protegida do tempo de maneira segura e aprovada pelo município…

      Inclusive nós convidamos todos que quiserem, sendo ou não Cristãos, a participar conosco, não só dos cultos mas dos nossos cafés, que acontecem sempre após o culto e não deixa nenhuma sujeira pra trás… E diga-se de passagem, semanalmente nós limpamos a praça, e as vezes, até duas vezes por semana…

      As reformas e latas de lixo (a serem instaladas) também foram doadas pela igreja… Não para benefício nosso somente, mas para que todos os que frequentam a área possam zelar pelo espaço.

      Grato.
      Esperamos a sua visita.

  11. em sao paulo vi hoje reportagem quem quiser tomar conta de umapra procura a
    prefeitura esta doando a praça para que seja feita a manutenção e limpeza porque

  12. Cala a boca Debruço… aliás o nick já diz tudo: Debruço.

  13. O espaço é público e público deve continuar, ótima iniciativa a de se fazer a limpeza da área ,
    Daí a prefeitura dar permissão para se colocar uma tenda e eles fazerem reuniões na Praça com dias e horários fixos já é outra história, os membros que já chegam a 120 poderiam alugar um espaço para fazer suas reuniões. Pelo que entendi ninguém fez limpeza do local para a comunidade e sim fizeram limpeza de um local público para uso próprio.

    • O espaço não é público. Essa área ê área verde de propriedade da companhia siderurgica nacional, tanto quanto as areas verdes da subida do laranjal e as áreas verdes da subida do Bela vista. E verdes devem ficar

    • Desculpe mas o senhor entendeu errado. Vou ajudar a corrigir sua percepção.
      Fizemos a limpeza mesmo para o beneficio da comunidade. Até avisamos com panfletos também pagos por nós.

      Se amanhã ou depois fomos proibídos de usar o espaço, o que acho difícil e caracterizaria uma forma de discriminação ao exercício da liberdade religiosa garantida pela constituição, não ofereceríamos resistência, pois entendemos que a igreja não é constituida de tijolos e paredes, mas sim de pessoas…

      Seu entendimento de “os membros que já chegam a 120 poderiam alugar um espaço para fazer suas reuniões” é um entendimento falho do que de fato é igreja. Não o culpo, pois isso nos foi ensinado por séculos. Não alugamos espaço nenhum de propósito,e uma das razões é livrar o povo de uma escravidão financeira pregada por ai em muitos lugares e ao mesmo tempo poder investir na comunidade… Esse não é nosso único projeto, e gostaria de convidá-lo para vir nos visitar e entender um pouco mais a respeito de quem somos e o que desejamos fazer…

      Grato.
      Pedro

  14. A iniciativa de fazer manutenção da praça é louvável, tomara que outras igrejas fassam o mesmo, mas estabelecer o local como lugar de realização de cultos sempre no mesmo dia e horário, está errado, no mínimo vai atrapalhar a tranquilidade do local. Pra mim não passa de oportunidades e enganadores.

    • Nenhum morador teria a coragem de dizer que atrapalhamos mais que assaltantes e práticas ilícitas no local. Na verdade o local estava “abandonado” aos cuidados de usuários de droga e assaltantes… E de vez em quando, estudantes desavisados que se tornam alvo de furtos.

      Sobre os horários fixos, estamos apenas nos reunindo como um grupo de amigos e temos liberdade para tal em qualquer local aberto que se caracterize como público como garantia constitucional.

      O que me estranha é a quantidade de comentários negativos… Será que os moradores preferem que a CSN (se é que é a proprietária) feche o local que é tão lindo? Será que preferem que deixemos abandonado e sujo? Será que o exemplo dado não inspira uma melhoria?

      Esse espírito brasileiro é muito estranho… Meu desejo é que todos vcs vejam que não queremos ser oportunistas. Só queremos viver o evangelho… Por que as pessoas insistem em complicar o que é tão simples?

      Até agora não recebi nenhuma reclamação de moradores, só elogios, e as críticas são sempre anônimas…

      Será que ninguém nem ousa vir conhecer e tomar um café primeiro? Por que não ouvir primeiro antes de criar uma idéia a respeito? Ninguém nos perguntou de onde viemos, porque fizemos… Muito estranho…

      Sou Brasileiro, mas tenho medo do que o brasileiro se tornou.

  15. O dia que 100% das igrejas pagarem impostos, declararem rendimentos e terem transparência fiscal eu acreditarei na boa vontade divina. Enquanto isso uso meu canal direto sem igreja A, B, C…

    • Condicionar sua crença num ser divino a honestidade de um ser corrupto é no mínimo inconsistente… Mas… Cada um faz oque achar melhor nessa sociedade relativista de hoje em dia.

      Outra coisa: Igreja não é empresa, igreja não é instituição. Quem ensinou isso durante séculos, ensinou errado. Igreja é nada mais e nada menos que a manifestação dos ensinamentos de Jesus através de um corpo de pessoas espalhados pelo mundo todo.

      No momento em que se classifica igreja com endereço, parede e outros, deixa de ser igreja e passa a ser empresa.

  16. Muito bom. Antes essa praça ??? era antro de drogados e traficantes. Eu mesmo tinha medo de subir a Rua 31 do lado do Recreio do Trabalhador, onde fica a Praça Japão inaugurado pelo Prefeito Gotardo com pompa. Neto entrou e abandonou o local, que ficou a merce dos traficantes e viciados. Se o PHODER Público abandona, o povo vem e conserta. É isso aíiii

    • Obrigado pelo apoio Mussum. Vale muito suas palavras de apoio. Venha nos visitar um dia. Será um prazer receber quem quiser vir conhecer.

  17. Legal! Bem original a proposta, me causou uma boa impressão.

  18. Ai vai ter cobrança de R$ 100,00 para beijar a botas do pastor tbm, por ele ser um enviado de “deus”?

    Que a secretaria de comunicação da prefeitura seja ao menos transparente e nos informe dessa autorização de instalação para uma igreja criada há poucos meses.

    Como disse o comentarista abaixo Debruço: depois que eles tomarem posse nunca mais se consegue tirá-los.

    • Vcs preferem drogados e moradores de rua!!! cambada de hipócritas!!

    • Ahahahahahaha, boa pergunta no começo… Eu sou o Pedro, o pastor cujo as botas quem sabe um dia alguém… deixa pra lá…

      Te chamaria de irmão, mas nos dias de hoje, posso arrumar até um processo pois em breve dão um nome pra isso, assédio religioso, sei lá…

      Não, aqui ninguém beija minha bota. Aqui, eu, o pastor, que detesto o título, sou o servo de todos… Aqui, quase não se pede dinheiro, pois as contas, intencionalmente, são baixas, exatamente pra não precisar pedir…

      Aqui participa quem quiser, sem pressão, sem metas… Aqui nós amamos uns aos outros. Somos só uma comunidade tentando fazer o bem, nada mais que isso.

      No dia em que a transformação da conduta dos que se sentem alcançados por tal ideologia atingirem seus derredores e a taxa de assaltos cair, a taxa de desemprego cair, a condição socio econômica, pscicológica e IDH (índice de desenvolvimento humano) aumentar, você vai nos agradecer, e quando o fizer, venha de cabeça erguida, traga uma bota e R$100 até mim e eu me ajoelho, visto a bota em você, amarro seus cadarços, dou-lhe um abraço e te devolvo seus R$100… kkkkk

      Brincadeiras a parte, espero que entendas, meu objetivo é só promover o bem e inspirar mudanças positivas. Não procuro inimigos.

      Grande abraço.

  19. Pelo que eu sei essa área é área de domínio da igreja Santa Cecília. Desde o projeto da Vila Santa Cecília

    • Todos ao nosso redor, inclusive o pessoal da igreja sabem que estamos utilizando o espaço. Só estamos ali pra somar, não pra subtrair nada… Estamos ai pra servir… Quando quiser fazer uma visita, sinta-se a vontade.

      Grande abraço.
      Pedro

    • Area publica de “dominio”? Area PUBLICA, DO PUBLICO, DOS MORADORES, DAS PESSOAS QUE MORAM EM VOLTA REDONDA, DO AÇUDE 3 AO JARDIM NORMANDIA, ETC. TODOS SAO DONOS!
      É dominio “publico”.

    • Quem falou em área pública está mal informado. Essa área pertence à CSN tanto quanto o Recreio do trabalhador e outras áreas verdes de Volta Redonda

  20. Depois que cobrir, se tornam donos e aí ninguem mais tira. Após isso começam as cobranças de dízimos pra poder frequentar. Mas como esse prefeito está deixando invadir todos is espaços públicos. Inclusive enchendo a cidade de camelôs e ambulantes. Eu não acho difícil conseguirem.

    • Não gosto de Igreja

      Você frequenta pra falar que eles vão cobrar dízimo?! Já assistiu algum vídeo deles? Ou ao menos conversou com alguém que frequentei o ambiente?! Sobre o domínio se dá Igreja Sta Cecilia, me pergunto porque eles não fizeram nada antes dentro dos 10 anos de praça ??! Deixou que o local chegasse ao ponto das pessoas terem medo de frequentar??

    • Olá Debruço… Obrigado pelo seu comentário…
      Gostaria de convidá-lo a nos fazer uma visita antes de tirar algumas conclusões… Entendo que somos levados a tomar tais posições em função do histórico de muitas instituições e a igreja é uma delas… Porém, você certamente não vai ver essa cobrança e muito menos uma “ocupação”

      Nossa geração já não liga pra posses. Não temos mais DVDs, tudo é Netflix… Não temos mais carro, Uber é mais barato, e assim também é com o templo… Não queremos de maneira nenhuma ocupar e segregar. Queremos somar, contribuir para com a cidade e com os cidadãos de bem, como você.

      Venha nos fazer uma visita, tomar um café e nos ajude a melhorar a sociedade, um passo de cada vez…

      Grande abraço.

    • Ta falando besteira debruço! Se for quem estou pensando, politico que nunca fez nada e ta criticando porque alguem sem dinheiro de sindicato, ou de prefeitura esta fazendo algo.
      Talvez por ser politico deve preferir ter o trafico, crianças viciadas, pessoas em todo tipo de coisas pestilentas e ai vc se aproveita e ganha votos nao é? Se for quem estou pensando.
      Se n for é só mais um pobre coitado que leu apenas que a igreja usa o local, mas nao leu que muitas pessoas voltaram a frequentar, pessoas com 30 anos no local, criancas, familias, apenas bosteou o fato de que é uma igreja evangelica, ao ponto na inoportunidade do seu comentario tentar forjar um argumento preconceituoso pra colocar a igreja catolica contra as pessoas que ali estao.
      Toma vergonha na sua cara! Tenho dito.

Untitled Document