sábado, 21 de abril de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Médicos tentam manter hospital da CSN aberto

Médicos tentam manter hospital da CSN aberto

Matéria publicada em 16 de março de 2018, 20:08 horas

 


Comissão quer mostrar que é possível continuar com estabelecimento funcionando durante troca de operador

Corpo médico quer apresentar sugestões para manter hospital da CSN funcionando

Corpo médico quer apresentar sugestões para manter hospital da CSN funcionando


Volta Redonda – 
Os médicos que trabalham no hospital da CSN, atualmente operado pelo Grupo Vita, elegeram uma comissão composta por quatro profissionais – o coordenador da Cardiologia e Hemodinâmica Hiroshi Matsuda, o representante do grupo de cirurgiões Luiz Cézar Atan, a coordenadora da emergência, Lúcia Lourenço Ramos, e o coordenador da equipe de terapia intensiva, Eduardo Sampaio Diniz – para buscar o diálogo com representantes da siderúrgica, apresentando argumentos e sugestões para manter o estabelecimento de saúde em funcionamento durante a transição de operadoras.

— Queremos nos reunir com a diretoria e o corpo jurídico da CSN para apresentar soluções e sugestões para este caso — disse Hiroshi.

Eles afirmam que uma das possibilidades é o grupo gerir o hospital durante o processo de transição. Segundo eles, a comissão dispõe de conhecimento para isso, já que todos são profissionais com dezenas de anos de experiência no hospital, e poderiam contar com a equipe administrativa atual.

— Esta unidade é superavitária. O Grupo Vita não interferia em nenhum momento na administração, e sempre houve recursos para manter o hospital funcionando, inclusive pagando aluguel nos valores pretendidos pela CSN. Se resolver manter o hospital, a Companhia pode até conseguir reduzir seus custos — argumenta Diniz, acrescentando que a maior parte do pessoal médico quanto o administrativo que está no Hospital Vita é oriunda do antigo Hospital da CSN: “Vimos trocando de operador desde a privatização. Isso já ocorreu quatro vezes, o grupo sempre foi mantido e a nossa lealdade é com a CSN e seus colaboradores”, acrescentou.

De acordo com o grupo, a própria CSN pode ser prejudicada com o fechamento do hospital. Isso porque sua localização foi cuidadosamente pensada para ser de fácil acesso para trabalhadores acidentados na siderúrgica.

— Os minutos a mais que seriam gastos no deslocamento para outros hospitais em Volta Redonda podem ser cruciais e custar a vida de uma vítima de acidente ou de algum trabalhador que sofra um enfarte dentro da Usina — afirmou a coordenadora da emergência, Lúcia Ramos.

Eduardo Diniz disse que a CSN sempre demonstrou extremo cuidado e preocupação com a prevenção e o cuidado com seus colaboradores que se acidentam. “Acredito que essa questão tenha passado despercebida quando a empresa pensou no fechamento da unidade”, acrescentou Eduardo Diniz.

Problemas

Segundo o grupo, as redes de saúde particular e pública da região podem ficar sobrecarregadas caso o hospital da CSN pare de funcionar, mesmo que temporariamente. Volta Redonda só conta, no momento, com duas unidades hospitalares particulares e uma delas – a que tem maior número de leitos – está perto do limite da capacidade, tanto que anunciou uma expansão.

Outro problema é que só o Hospital da CSN está habilitado a fazer cirurgias cardíacas na região, e inclusive atende a demanda do sistema público de saúde, via SUS.

A manutenção da equipe – são quase mil pessoas, entre médicos, empregados diretos do hospital e terceirizados – é outra preocupação do grupo.

— Se esse pessoal for dispensado, vai se dispersar e depois, quando o novo operador chegar, membros essenciais da equipe poderão não estar mais disponíveis. E não são pessoas fáceis de substituir — argumenta Eduardo Diniz.

25 comentários

  1. Usuário do Hospital

    Todos deram suas opiniões. tudo bem. Mas o que a população volta-redondense está fazendo para que este tradicional hospital que já salvou tantas vidas, já curou tantos enfermos não feche? Não está na hora de tomarmos uma atitude que sensibilize aqueles que podem solucionar este periblema? E o Poder Público o que está fazendo? Este não é um hospital qualquer. Vamos abraçar esta causa, vamos abraçar o Hospital da CSN.

    • Pois é! O impacto para VR será enorme se esse hospital fechar mesmo. Se há hospital particular juntando sobras dos médicos para construir mais leitos, imagine se terão condições para voltar com o hospital da csn?

      21 vereadores e estão calados. E mesmo o Samuca nada faz para contornar. Ou ele que adquiriu um prédio com 200 leitos (apostando que vc ficará doente em breve) VAI ajudar a absorver esse despejo? Assim voltamos a estaca zero. Continuamos dependendo de mais leitos. rrsrs

      VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos despreparados para a função pública. Eles ficam sem saber o que fazem. Muitos dos vereadores não podemos contar pq eles estão fazendo o trabalho do presidente de associação de moradores, e não têm tempo.

  2. CREMERJ ….vocês tem sua parcela de culpa pela situação atual, por ignorância, apoiaram o golpe de 2016, apoiaram a privatização, agora é a vez de vocês sentir a corda apertar no pescoço. Vai pedir ajuda ao ministro da saúde do Temer ou ao próprio Temer quem sabe eles não se sensibilizam com a situação. Vivemos nas rédeas do capital privado, se ajustem a ele e deixem de mimimi …..

  3. Presidenta Aposentada

    Fernando Collor de Mello e seu ministro da Fazenda Ciro Gomes destruíram Volta Redonda.
    ⭐ 9 de abril de 1941
    ✝️ 2 de abril de 1993
    Vote errado e seu você paga caro, seus filhos e netos também.

    • ALEXSSANDRO CORREA DUARTE

      Ciro Gomes nunca foi ministro do Collor,.

    • Mas a Presidenta não disse que foi. E quem lançou edital de privatização foi o Collor e o munistro. Dá fazendo no governo Itamar Franco era mesmo o Ciro Gomes. História!

    • Esse nike cabe muito bem. A Presidenta defenestrada também era burra como vc. Conheço muito bem a HISTÓRIA da Privatização. COCOLOR ao receber pedido para injetar grana na CSN, que pagava GIRAFA (participação de lucros mesmo dando prejuízo) deu um gritinho histérico ” Não mando dinheiro nenhum, só dá prejuízo, fecha aquela merda “. Itamar Franco que era o vice interveio e disse ” Fecha não é melhor vender ” . Com a saída de Collor e a efetivação de Itamar o então Ministro da Economia FHC preparou a venda. E aí vendeu.

  4. Comissão ? Depois que a corda aperta é que querem correr atrás do prejuízo ? Por que não viram isso antes ? Estão com medo de perderem a boquinha ?

  5. Volta Redonda tá falida. Peão comendo pao seco pra poder pagar prestaçao de carro. Pq sem carrinho p ostentar nao fica. Ah, pra cerveja ruimtb aparece dinheiro. VR, terra de peao falido.

  6. Uma dica para à CSN: já que os médicos e clínicas que atuam no Vita querem ficar, então que paguem o valor do aluguel devido, pois eles também são culpados por isso.

  7. Isso é apenas defesa de interesse próprio!!!
    A única preocupação é continuar a ganhar dinheiro, coisa que a classe médica só pensa!!

  8. Itamar Bstista de Souza

    Bem falou o Emir da camisa do Fluminense(ou Voltaço) desbotada,se dono da CSN quiser ele deixa o prédio do antigo Hospital da CSN fechado se deteriorando comi o antigo Centro de Puericultura no “coração” da Vila que foi útil para a população de Volta Redonda por tantos anos e o Escritório Central da CSN que está abandonado também.Como todos sabem que não gastou dinheiro na aquisição destes bens,não se preocupa em largá-los às traças.Os senhores que são a favor das privatizações,aproveitem o momento para refletirem melhor..

  9. Gente calma, eles irao resolver da melhor forma…a CSN tem seus defeitos mas eles sempre se preocuparam c a integridade fisica mentao e psicologica de seus empregados, isso sera um ponto a mais p eles continuarem com o hospital em funcionamento.

  10. Todo mundo defendendo seus empregos que bonitinho, a solução dra é pagar o que devem a CSN, infelizmente está nessa situação por falta de pagamento

  11. Resumindo: nessa novela ninguém pensou em logística.

    VAI VENDOai o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDEM de Gestão Pública.

  12. Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    Para o sovina, nenhum argumento será sensato o bastante se não servir para alimentar sua ganância… Podem falar à vontade, porque no final das contas, se o judeu decidir que é melhor especular com o imóvel fechado, ele assim o fará…

    • Disse tudo… se o capitalista passar o cadeado no portão, será difícil reabrir. Torço para que o hospital fique funcionando e seja realmente objeto de outra administradora, mas certamente essa preocupação é dos munícipes. É uma instituição ligada à história de nossa cidade, prestadora de serviços de alto padrão e berço do ensino médico da UNIFOA.

    • Se ele quiser fechar é problema dele, a santa casa de BM está de braços abertos para vcs…rsrs

    • Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

      Santa Casa não atende nem acidentados da Dutra, como vai absorver pacientes do Vita? Eles vão preferir o Unimed, Hinja ou mesmo o HSJB… Barra Mansa não tem estrutura para atender sua própria demanda, caro barramansuíno. 30% dos atendimentos em VR são daí…

  13. esse e o resultado da privatizacao!

Untitled Document