domingo, 24 de junho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Passeata contra ensino integral reúne cerca de 30 pessoas

Passeata contra ensino integral reúne cerca de 30 pessoas

Matéria publicada em 25 de fevereiro de 2018, 16:44 horas

 


Manifestantes se concentraram na manhã deste sábado na Praça da Matriz

Manifestantes se concentraram na manhã deste sábado na Praça da Matriz


Barra Mansa –
O ato convocado, principalmente através das redes sociais, questionando o ensino em tempo integral nas escolas municipais, reuniu cerca de 30 pessoas. Manifestantes se concentraram na manhã deste sábado, 24, na Praça da Matriz, de onde saíram em passeata, pelas ruas do Centro da cidade. O grupo alega falta de estruturas dos prédios e que conteúdo pedagógico – com aulas de inglês, espanhol, alemão, francês, artesanatos, entre outros – não contempla a realidade das crianças.

A prefeitura de Barra Mansa, através da Secretaria Municipal de Educação, informou ter feito diversas reuniões com a comunidade e pais, para discutir o assunto. Cinco unidades da rede serão contempladas com a medida. O ensino em tempo integral é uma das diretrizes do PNE (Plano Nacional de Educação), do Ministério da Educação, estabelecendo que até 2024, 50% das escolas públicas devem se adequar a legislação.

– Estamos tentando tirar os alunos das ruas e do tráfico de drogas, deixando-os com professores. Apesar disso, estamos sendo boicotados por grupos políticos, mas se alguém tiver uma ideia melhor, que seja de interesse da população, me avise – disse o prefeito Rodrigo Drable.

A implantação do ensino em tempo integral foi dividida em dois pólos. O primeiro, será no Vista Alegre e compreende alunos da primeira e segunda fase do ensino fundamental, distribuídos pelas Escola Municipal Eliete de Oliveira Ferreira (1º ao 3º ano); Escola Municipal Leonel de Moura Brizola (4ºao5º ano) e Colégio Municipal Padre Anchieta (6º ao 9º ano).

O segundo pólo abrange os Colégio Municipal Prefeito Leonisio Sócrates Batista, para alunos do 1º ao 5º ano e o CEI Saturnina de Carvalho e Vieira da Silva, para estudantes do 6º ao 9º ano. As aulas terão início na próxima quinta-feira, 1º de março, das 7 às 17 horas.

O curriculum pedagógico compreende além das matérias tradicionais, oficinas de xadrez, musicalização, artesanato, empreendedorismo, formação profissional, robótica, atividades esportivas e ensino de línguas – espanhol, francês, inglês e alemão – para alunos do 6º ao 9º ano, e inglês e espanhol – para alunos do 1ª ao 5º ano.

Um comentário

  1. O grupo alega falta de estruturas dos prédios e que conteúdo pedagógico – com aulas de inglês, espanhol, alemão, francês, artesanatos, entre outros – não contempla a realidade das crianças. como assim .

Untitled Document