domingo, 24 de junho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Projeto arrecada cerca de 15 toneladas de óleo por mês

Projeto arrecada cerca de 15 toneladas de óleo por mês

Matéria publicada em 10 de março de 2018, 18:05 horas

 


Cooperativa visa mudanças de hábitos, evitando o despejo incorreto do óleo residual de fritura

Volta Redonda – O óleo que usamos no dia a dia pode causar diversos danos ao meio ambiente se for depositado na natureza de maneiras inadequadas. Algumas atitudes podem fazer toda a diferença quando se trata do descarte do produto. Em Volta Redonda, há 11 anos, existe a Cooperativa de Coletores de Resíduos Líquidos e Sólidos, que conta com a parceria da prefeitura, que faz o recolhimento e o pré-tratamento do óleo residual. Após o processo, o produto obtido é vendido como matéria prima na produção de biodiesel.
Segundo, presidente da Ecoóleo, José Sebastião, a cooperativa visa mudanças de hábitos, evitando o despejo incorreto do óleo residual de fritura.
– Temos, como objetivo principal, transformar o óleo de cozinha usado em ferramenta para promoção da qualidade socioambiental através do incentivo ao seu descarte adequado bem como sua reciclagem, proporcionando a preservação dos recursos hídricos e do equilíbrio ecológico, além de gerar trabalho e renda. Especializada na prestação de serviço de altíssima qualidade na área de coleta de resíduos, dispomos de estrutura, atendimento e responsabilidade para atender as necessidades de empresas, instituições e escolas – disse.
O engenheiro ambiental Pedro Leonel explica sobre a importância da reciclagem.
– Alguns estudos científicos já comprovaram que apenas um litro de óleo é capaz de contaminar milhares de litros de água de um rio, levando a morte de diversas espécies aquáticas e se jogado no solo, mata a vegetação, tornando a área infértil. Por isso é importante fazer a reciclagem e a reutilização do mesmo de forma adequada e ambientalmente correta- comentou, explicando que atualmente a prática de reciclagem tem como objetivo principal garantir a sustentabilidade dos processos produtivos e o consumo equilibrado dos recursos naturais de tal forma que garanta a disponibilidade do mesmo para a geração atual e gerações futuras.

Recolhe: Produto obtido ao final do processo é vendido como matéria prima na produção de biodiesel (Foto: Arquivo)

Recolhe: Produto obtido ao final do processo é vendido como matéria prima na produção de biodiesel (Foto: Arquivo)

Colaboração

Atualmente a Ecoóleo, arrecada cerca de 15 toneladas de óleo por mês. Para colaborar com o projeto é bem simples, depois da fritura, o colaborador deverá colocar o óleo frio em uma garrafa pet ou em bombonas, vedar a embalagem e entregar em dos pontos de coleta do município como escolas municipais, igrejas e supermercados.
A cada 50L de óleo coletado, a Ecoóleo troca por cinco garrafas de óleo de soja ou 5 litros de cloro.

Por Mariana Netto
(mariana@diariodovale.com.br)

3 comentários

  1. Fala-se tanto em reciclagem mas a coleta é difícil. A da pmvr então nem se fala. No meu bairro de vez em quando passa um carro coletando o óleo.

  2. Pagador de impostos

    Enquanto isso, a coleta seletiva, que é gerida pela prefeitura, vai de mal a pior. O caminhão da coleta simplesmente “aparece” no dia que quer e nunca passa por todas as ruas do meu bairro. Antes que digam que é preciso reclamar, digo que já fiz isso inúmeras vezes. Mas, como haverá melhora no serviço, se a própria secretária de meio ambiente nos diz que tudo está funcionando perfeitamente? Pelo visto, o serviço vai acabar, pois aos poucos a população deixará de fazer a separação do lixo seco.

  3. Boa noite. Seria interessante divulgar uma lista de locais podemos depositar o óleo que usamos em casa, para Ecoóleo recolher.

Untitled Document