segunda-feira, 25 de setembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Tempo seco contribui para aumento de queimadas

Tempo seco contribui para aumento de queimadas

Matéria publicada em 12 de setembro de 2017, 14:14 horas

 


Barra Mansa – Com o tempo seco típico do inverno, o número de queimadas na região tem aumentado. Segundo dados da secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, de agosto até o dia 10 de setembro foram registrados 10 casos no Centro, nos bairros Getúlio Vargas, Monte Cristo, Apóstolo Paulo, Vila Independência, Vila Ursulino, Vila Coringa e no distrito de Floriano. Segundo a Defesa Civil, não chove na cidade desde o mês passado.

De acordo com o assessor da Defesa Civil, Antônio Marcos Lopes, o tempo sem chuva colabora para o aumento das queimadas na cidade. “A última chuva que ocorreu foi entre os dias 19 e 21 de agosto com um total de 11 milímetros, índice considerado moderado pelos metereologistas”, afirma.

Segundo a bióloga da secretaria de Meio Ambiente, Lívia Costa, as ocorrências acontecem em áreas descampadas na zona rural e urbana e o último caso foi registrado na Mata da Invernada, na Vila Ursulino. “O vento aliado à falta de chuva contribui para que o fogo se alastre com facilidade no mato seco”, completa.

A bióloga ainda destaca que as maiores causas das queimadas são desencadeadas com o auxílio da atividade humana. “A queima de lixos domésticos, como folhas secas, por exemplo, também são causadores de focos de incêndio ou o descarte de vidros em locais inapropriados, que no campo seco e com a umidade baixa, provocam o fogo, além das guimbas de cigarros na beira de estradas e rodovias”, afirma.

Lívia disse ainda que a secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realiza um projeto de reflorestamento no município. “Em áreas com árvores, o risco de queimadas diminui consideravelmente, aumentando assim a qualidade de vida e segurança dos moradores ao redor”.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Cláudio Cruz (Baianinho), a fumaça atrapalha a visibilidade dos motoristas nas estradas e rodovias, além de causar problemas respiratórios, poluir o meio ambiente e causar a morte de animais silvestres. Ele orienta a população comunicar ao órgão responsável em caso de algum tipo de incêndio.

“Em Barra Mansa, o telefone para denunciar os casos de queimadas e as pessoas que provocam esses crimes é o 2106-3406. As denúncias devem conter provas, como fotos e vídeos do executante no ato do crime. E em caso de focos de queimadas, é preciso acionar o Corpo de Bombeiros, no telefone 193”, afirma secretário.

Conforme o secretário, a prefeitura vem intensificando o assunto em campanhas de conscientização dos moradores, pelos atendimentos na secretaria e no projeto de reflorestamento. “Nós iremos marcar uma reunião com o Corpo de Bombeiros para que sejam discutidas formas de prevenção e de diminuição do problema”, conclui.

Sem chuva: Ocorrências de queimadas acontecem principalmente em áreas descampadas na zona urbana e rural (Foto: Divulgação)

Sem chuva: Ocorrências de queimadas acontecem principalmente em áreas descampadas na zona urbana e rural (Foto: Divulgação)

6 comentários

  1. >>>>>>> TODOS OS FATOS ORA ACONTECEM…… TEM UMA RAZAO DE ACONTECER||||||||||||

  2. Rodriguinho da Merenda

    Daqui a pouco o foco do incêndio será no ETE da Avenida Presidente Kennedy. Já esta um matagal aquilo.

  3. EXISTE A FRASE.PREVINIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR.DESDE CRIANÇA EU OUÇO ESTA FRASE.POIS LUGAR DE BAIANO É NA BAHIA.NÃO PREVINIRÃO DEIXA QUEIMAR.

  4. Morador de Barra Mansa

    Cadê os bombeiros ??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document