terça-feira, 25 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Circuito / Confira a programação da região

Confira a programação da região

Matéria publicada em 10 de maio de 2018, 08:00 horas

 


wp-cabeca-circuito

 

————————————
Teatro
————————————–

* ‘Whindersson Nunes em Eita, Casei!’ – A peça será apresentada dia 18 de maio, às 19h30, no Cine Teatro Nove de Abril, em Volta Redonda. A classificação é livre. Mais informações e ingressos pelo telefone (24) 3343-3033. A realização é do Gacemss.

* ‘Felipe Neto Megafest’ – O artista estará em Volta Redonda no dia 3 de junho, às 18h, no Cine Teatro Nove de Abril, em Volta Redonda. A classificação é livre. Mais informações e ingressos pelo telefone (24) 3343-3033. A realização é do Gacemss.

————————————
Exposições
————————————–

* ‘10º Festival de Artes Plásticas’ Os trabalhos podem ser conferidos no Espaço de Artes Zélia Arbex até dia 31 de maio. A galeria fica na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira das 12h às 20h, e sábado de 9h às 14h e domingo de 9h às 13h30. Mais informações pelo telefone (24) 3350-8586.

* ‘Ação do Tempo’ A exposição de Anderson de Souza, André Sodré e Antônio Geraldo, poderá ser conferida de 14 a 18 de maio, no Museu da Memória do Trabalhismo Brasileiro, Rua 19, nº 21, Vila Santa Cecília, em Volta Redonda, de 9h às 18h.

* ‘Exposição de Mosaicos’ – Os trabalhos de Valéria Feitosa poderão ser conferidos até dia 30 de maio, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), de 10h às 18h, na Galeria de Arte Cílio Bastos – Espaço Cultural Gacemss, na Rua 14, nº 22, Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. Mais informações pelo telefone (24) 3342-4202.

* ‘Formas de Iluminar’ – A exposição pode ser conferida no Convento São Bernardino de Sena, em Angra dos Reis, de segunda à sexta-feira, de 9h às 12h e das 14h e às 17h, até o final de maio. São candelabros, castiçais, arandelas, tochas e lanternas, que retratam diversas cerimônias da história de Angra dos Reis. O Convento São Bernardino de Sena está localizado no Morro Santo Antônio.

* ‘História de São João Marcos’ – A Casa da Cultura Manoel Gonçalves de Souza Portugal apresenta a mostra permanente, que reúne fotos e relatos de antigos moradores sobre a primeira cidade tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, em 1939. Pode ser vista na Sala José Joaquim de Moraes Penna (Praça Fagundes Varela, Centro, Rio Claro), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 * ‘Memória Ferroviária de Resende – Uma viagem ao passado’ – A exposição tem caráter permanente e pode ser conferida de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos fins de semana das 9h às 14h, no hall de entrada da antiga Estação Ferroviária, localizada na Praça da Bandeira, também conhecida como Praça do Trenzinho, em Campos Elíseos, Resende.

* ‘MIS nas Estrelas’ – O Arte na Capa pode ser conferido até dia 30 de maio, de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, no Museu da Imagem e do Som (MIS), localizado na Rua Luiz da Rocha Miranda, 117, andar térreo da Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda, Centro Histórico, em Resende. Mais informações através do telefone (24) 3354-7530.

* ‘Retratos do Jongo’ – A exposição dos fotógrafos Carlos Augusto e Carla Godinho, pode ser conferida no Ponto de Cultura do Jongo de Pinheiral, na Rua Bulhões de Carvalhos, nº 146, Centro. As visitas devem ser agendadas pelo e-mail (creasfjongopinheiral@ig.com.br). Mais informações pelo telefone (24) 97401-9776.

11 comentários

  1. Sou produtor de eventos e deparo com muita dificuldade para legalizar um evento no sul do estado!, volta redonda e barra mansa nao tem LAAZER nao tem mais shows nao tem mais nada! o BLOCO DAS PIRANHAS que sempre foi a melhor coisa de carnaval na vila nova barra mansa nao tem apoio da prefeitura nem patrocinio voces sao uma VERGONHA !
    Virou um lugar para maior idade.. pq jovens nao se divertem.

    • Coração Valente

      Estou de pleno acordo com vc Affonso! E são cidades com grande número de habitantes e pessoas alegres, carentes de eventos abertos ao público em geral.

  2. Essa volta redonda não tem nada de inovador,não tem festas mais…Essa cidade é morta,Cade os shows?
    Não queremos funk só não,queremos diversidades como uma raven…seria pedir de mais,Uma holli coletiva!AFF
    Facul é fora de vr msm.

  3. Júlio César Cavalcante de Oliveira

    A cidade está morta !

    também…tudo que se faz de diferente é proibido !!!

    uma vez no meu bairro (vila Rica), o pessoal organizou um evento com 03 bandas sendo reggae,
    rock ( Amplexos ) e depois seria Rap.

    As “20:10″ chegaram 7 carros da GM e 2 da PM pra intervir o evento!
    ” Foi uma cena ridícula!!!!! ”

    Minha pergunta que fica é:
    porque eles não impedem o funk e samba que rola aqui até as 2 da manha todos os fins de semana?

    Se a resposta for a questão de drogas vá me desculpar, mas por incrível que pareça o pessoal underground usa só maconha e nunca tem confusão ao contrário da galerinha do Funk que está presente TODO fim de semana!!!

    Abraços

  4. bem interessante esse site,estou acompanhando vocês e gostando muito das novidades. um abraço 😉

  5. Cadê a tradição de carnaval em volta redonda só da desfile de melhor idade e os dos Bairros q. São valorizados….não resiste mas.?????????

  6. Falta programação da região!

  7. Estao fraquinhas as noticias de lazer aqui heim

  8. Falta maior cobertura da região.

  9. Favor colocar mais programações do final de semana sobre as casas de shows de volta redonda e região.

Untitled Document