segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Amor sem raça definida

Amor sem raça definida

Matéria publicada em 15 de novembro de 2017, 07:00 horas

 


Pesquisa revela que vira-lata é o cachorro mais querido entre os brasileiros

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

Em meio a muitas raças extremamente cobiçadas e queridas pelos amantes de cachorros, os vira-latas ainda são os preferidos por muitos.

Também chamados de animais SRD (referente à sigla de Sem Raça Definida), os vira-latas são aqueles cães e gatos resultantes da junção entre duas ou mais raças, o que não lhes garante características específicas de uma raça definida. Sendo assim, eles não têm aparência ou personalidade completamente definidas, podendo existir nos mais variados tipos de aparência e tamanho.

Enquanto os cães e gatos considerados “de raça” contam com certificados especiais, emitidos para comprovar o seu pedigree, qualquer outro que seja resultado da mistura entre linhagens diferentes já pode ser considerado mestiço e, portanto, um vira-lata.

Conhecido por ser um cão extremamente dócil e fiel, o vira-lata foi eleito o cachorro mais amado e popular nas casas dos brasileiros. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Qualibest, de São Paulo, que entrevistou 7.084 pessoas, entre homens e mulheres, de 18 anos ou mais, de diversas classes sociais, com acesso à internet e de todas as regiões do país, constatou que os vira-latas estão em 41% dos lares brasileiros, logo depois aparecem os de raça poodle, presente em 11%, pinscher em 7% e pit bull e lhasa apso ambos em 3%.

Mas, infelizmente, mesmo os vira-latas sendo considerados como os cães e gatos mais populares entre os brasileiros, segundo a Organização Mundial da Saúde, ainda existem cerca de 20 milhões de cães abandonados nas ruas, sem falar dos gatos, onde a maioria desses animais é de raça mestiça, vira-lata.

Amigo para todas as horas: Todos os animais devem ser bem cuidados e ter seu bem-estar assistido (Foto: Divulgação)

Amigo para todas as horas: Todos os animais devem ser bem cuidados e ter seu bem-estar assistido (Foto: Divulgação)

Adoção

Essa é uma realidade que entristece muito os que amam e lutam pelos animais. E, para mudar isso, somente contando com a ajuda da sociedade, a única força capaz de modificar essa triste realidade. É a partir da adoção que a vida de um animal de rua pode ser transformada.

Nos refúgios/abrigos que, geralmente, estão lotados, são encontrados centenas de animaizinhos lindos que estão à espera de um lar seguro e com muito amor para dar aos donos.

A vida deles na rua é muito sofrida, estão sujeitos a fome, frio, violência, doença e tantos outros problemas. Ao adotá-los você estará dando uma oportunidade para eles viverem.

Sem falar que ao adotar um animalzinho vira-lata você terá inúmeros benefícios, entre eles um que tem sido demonstrado cientificamente, que é o fato de os cães e gatos mestiços apresentarem melhor saúde que qualquer cão e gato com pedigree, visto que não foram criados ou modificados geneticamente para uma função específica. Nesse sentido, é difícil que um vira-lata adoeça com frequência e é muito pouco provável que fiquem cegos (exceto pelo envelhecimento próprio da idade), ou que tenha alguma doença cardíaca ou outros desconfortos que são muito recorrentes nos cães de raça.

Sendo assim, a atenção à saúde é muito mais econômica que a de um animal de raça. Por exemplo, um cãozinho mestiço deve ir, em média, duas vezes por ano ao veterinário e ter uma excelente qualidade de vida. Por outro lado, um cachorro de raça, é provável que tenha que ir com mais frequência ao especialista, visto que, sua saúde é muito mais sensível. Essas visitas se traduzem em um custo econômico, gastos que para algumas pessoas podem ser bastante significativo, e também em economia de tempo.

Então, se você não está em condições de gastar e se você não dispõe de tempo livre, o melhor é escolher um cão ou gato mestiço que tem um custo de manutenção mais econômico e fácil.

A companhia desses animais é tão agradável quanto a dos de raça. Não existem diferenças quanto a quantidade de carinho que eles podem te dar. Ambos podem chegar a ser uma excelente companhia para seus donos.

Porém, não importa se você tem um cão comprado, adotado, resgatado, com ou sem pedigree. Todos os animais devem ser bem cuidados e ter seu bem-estar assistido. Por isso, vacine, vermifugue, passeie diariamente, dê alimentação de qualidade, ofereça brinquedos para ele destruir e, ao observar qualquer alteração de comportamento, leve imediatamente ao médico veterinário. São vidas sob nossa responsabilidade.

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas. Mais informações pelo WhatsApp (24) 98816-1583.

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Untitled Document