terça-feira, 17 de outubro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / ‘Contra o Vento (Um Musicaos)’ será apresentado no Sesc Barra Mansa

‘Contra o Vento (Um Musicaos)’ será apresentado no Sesc Barra Mansa

Matéria publicada em 9 de agosto de 2017, 07:10 horas

 


wp-coluna-em-cena-joao-vitor-monteiro-novaes

Nessa sexta-feira, dia 11 de agosto, às 20h, os moradores de Barra Mansa, Volta Redonda e região poderão embarcar em uma viagem no tempo e relembrar alguns dos momentos mais criativos das artes e do pensamento do Rio de Janeiro do século passado: o Movimento Tropicalista.

O musical “Contra o Vento (Um Musicaos)” é um espetáculo baseado no diário de uma ex-moradora do Solar da Fossa, uma lendária pensão que abrigou nomes fundamentais da arte e do pensamento de nosso país que surgiam nos anos 1960, e fala sobre o movimento tropicalista e os dias de efervescência cultural da antiga pensão que ficava em um casarão em Botafogo, onde hoje está localizado o Shopping Rio Sul, e que recebeu em seus apartamentos hóspedes que na época não eram tão ilustres como Caetano Veloso, Gal Costa, Tim Maia, Paulo Leminski, Paulo Coelho, Aderbal Freire Filho, Paulinho da Viola, Naná Vasconcelos, Betty Faria, Ruy Castro, Antonio Pedro, Cristovam Buarque, Sueli Costa e outros.

A peça é um projeto do coletivo Complexo Duplo, coletivo de artistas do Rio de Janeiro, que para essa montagem reuniu vários talentosos artistas sob a direção de Felipe Vidal e dramaturgia de Daniela Pereira de Carvalho, com direção musical de Marcelo Alonso Neves, cenografia de Aurora dos Campos, luz de Tomás Ribas e os figurinos de Flávio Souza.

Musical: A peça é um projeto do coletivo Complexo Duplo (Foto: Divulgação)

Musical: A peça é um projeto do coletivo Complexo Duplo (Foto: Divulgação)

As canções que foram compostas para o espetáculo por Luciano Moreira e Felipe Vidal, são executadas ao vivo pelos próprios atores e tem inspiração nos estilos musicais dos anos 1960. Essas canções permeiam os três blocos da peça, que começa com um sorteio onde o público irá escolher a ordem que será assistida naquele dia.

Jefferson Almeida, ator e diretor carioca, vive a personagem Romina e diz como foi importante essa personagem em sua carreira.

– A Romina é uma personagem poderosa! Inspirada em uma figura real – Douglas – ela é uma espécie de corpo simbólico do movimento tropicalista: hibrido, sinuoso, provocativo, tropical… Uma devolução antropofagizada de um sem número de referências masculinas e femininas, clássicas e contemporâneas e todas as outras possíveis dualidades. E é um corpo-discurso que se faz importante hoje, considerando as bandeiras levantadas pelo movimento LGBTQI e as questões de gênero que estão na pauta do dia. É um presente! – diz.

A peça que está participando do Circuito Sesc por várias cidades do Rio de Janeiro tem classificação de 16 anos e 150 minutos de duração. Os ingressos para essa viagem pelo movimento Tropicalista já estão sendo vendidos na bilheteria do Sesc Barra Mansa pelo valor de R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia) e R$ 5 (associado Sesc).

No palco: Jefferson Almeida vive a personagem Romina no espetáculo musical (Foto: Renato Mangolini)

No palco: Jefferson Almeida vive a personagem Romina no espetáculo musical (Foto: Renato Mangolini)

 

Lua Blanco e Igor Cosso apresentam ‘Primeiro Sinal’ em Angra dos Reis

Os atores Lua Blanco e Igor Cosso vão se apresentar pela primeira vez em Angra dos Reis, e para esse primeiro encontro com o público angrense irão viver os jovens amigos Rael e Nina do espetáculo “Primeiro Sinal”.

A peça, que não é mais uma história adolescente e nem um pouco boba sobre o amor, será apresentada no dia 27 de agosto, às 20h30, no Teatro Municipal Drº Câmara Torres, que fica no Centro Cultural Theóphilo Massad, Centro de Angra dos Reis.

A partir da amizade de Rael e Nina, o espetáculo explora de forma leve e engraçada todo o universo dos jovens, como o mico inesquecível do primeiro dia de aula, o beijo com gosto de Koni daquele encontro, a virgindade tirada pelo primo, a separação surpresa dos pais, a herpes conquistada em uma micareta e, claro, a descoberta do primeiro grande amor da vida.

O texto escrito pelo ator Igor Cosso explora muito a metalinguagem, pois o teatro acontece dentro de uma peça de teatro. Os dois amigos inseparáveis vão juntos assistir a um espetáculo que está em cartaz na cidade. Quando chegam lá, descobrem que a peça foi cancelada. Diante do palco vazio e o teatro abandonado, os dois decidem usar o espaço para encenarem um para o outro as histórias mais divertidas que já viveram juntos.

A produção local é do ator angrense Maykon Renan que diz que esse será um dos primeiros espetáculos, que foi sucesso nos palcos cariocas, que ele irá trazer para Angra. E relembra aos fãs de Lua Blanco, que viveu uma das protagonistas da novela Rebelde, versão brasileira do seriado argentino, que a bela voz da atriz será explorada na peça. “A atriz e cantora Lua Blanco irá soltar a voz através de uma bela canção original que compõe uma das cenas da peça”.

Os ingressos antecipados custam R$ 15 e estão sendo vendidos na loja VIZZU, Centro da cidade, perto dos correios. No dia o valor para assistir “Primeiro Sinal” passa a custar R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira). Não fique fora dessa oportunidade de se surpreender com essa comédia dirigida por Ícaro Silva que trará surpresas até a última cena!

‘Primeiro Sinal’: Espetáculo explora de forma leve e engraçada todo o universo dos jovens (Foto: Divulgação)

‘Primeiro Sinal’: Espetáculo explora de forma leve e engraçada todo o universo dos jovens (Foto: Divulgação)

 

 

JOÃO VITOR MONTEIRO NOVAES  | joao.vitor@diariodovale.com.br

Untitled Document