quarta-feira, 16 de agosto de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Cuide bem do seu cãozinho

Cuide bem do seu cãozinho

Matéria publicada em 9 de agosto de 2017, 07:00 horas

 


É importante oferecer sempre uma ração de boa qualidade, respeitando as características de cada animal

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

Ter um cãozinho é uma das experiências mais maravilhosas que um ser humano pode vivenciar. O amor, a amizade e a lealdade dos cães fazem deles seres encantadores. Independente do tamanho, cor, raça ou idade os cães têm o poder de encantar e apaixonar. O amor incondicional e a lealdade são características que nem sempre conseguimos encontrar em algumas pessoas.

Porém, ter um cãozinho é uma responsabilidade muito grande e requer cuidado e dedicação. Ter um cãozinho de estimação é muito mais do que prover água, comida e uma casinha, é desenvolver uma relação de amor, respeito, responsabilidade e companheirismo.

E para ter um cãozinho, ele vai necessitar de cuidados básicos que não podem faltar de maneira nenhuma, e que um bom dono tem a obrigação de lhe oferecer:

– Abrigo e proteção: Os cães precisam ser protegidos do sol, chuva, vento, frio, umidade, e precisam ter um abrigo que o impeçam de fugir ou saírem sozinhos na rua, assim, evitamos brigas, atropelamentos, envenenamentos e crias indesejáveis.

– Alimentação e água: É importante oferecer sempre uma ração de boa qualidade, respeitando as características de cada animal e faixa etária. Outros tipos de alimentos só devem ser oferecidos sob orientação médica veterinária. A água deve ser oferecida sempre limpa, fresca e à vontade, por isso a troca durante o dia se faz importante.

– Atividade física: Os animais também precisam de atividade física para uma melhor qualidade de vida, passeios, caminhadas e brincadeiras são ótimas opções, desse modo, além de estimularmos tanto a parte física quanto a psicológica, ajudamos a prevenir doenças causadas por estresse e obesidade.

– Vacinação: Os cães possuem um esquema vacinal individual, de acordo com a idade e histórico de cada um. Mas as vacinas são iguais e devem ser repetidas anualmente e só deve ser aplicada por um médico veterinário. As vacinas servem para prevenir doenças graves que podem levar o animal à morte, assim como doenças que podem ser transmitidas para os humanos.

– Vermifugação: O controle parasitário também é muito importante, pois esses parasitas, a maioria intestinal, são prejudiciais à saúde dos animais, podendo trazer várias complicações para a saúde deles.

– Controle de parasitas externos: Os animais fazem parte da cadeia alimentar de pulgas, carrapatos e piolhos; o controle periódico para evitar a infestação desses ectoparasitas é importantíssimo, pois eles podem transmitir doenças graves para os animais e humanos.

– Castração: também é muito importante, pois com ela evitamos superpopulação, abandonos, doenças uterinas, câncer, doenças prostáticas, agressividade, marcação de território, além de prolongar a vida do animalzinho.

– Higiene bucal: Esse é outro cuidado que se deve ter com os cães. Eles também precisam escovar os dentes, porém, com produtos específicos. As chamadas doenças periodontais, causam mau cheiro, dor e prejudicam a mastigação, além de ter o risco das bactérias encontradas na boca, desprenderem-se e causar infecções graves em outros órgãos como, por exemplo, o coração.

– Banhos e escovação: O ideal é dar banho a cada 15 dias, porém, hoje em dia com o convívio dos animais dentro das casas, o banho semanal passou a ser aceitável; mais do que isso, somente em caso de tratamento. Os banhos devem ser com produtos veterinários e com mínimo de estresse possível. Os animais precisam ficar bem secos, e para isso banhos em pet shop são uma ótima opção. A escovação dos pelos, principalmente os longos, deve ser diária, evitando assim os indesejáveis êmbolos que causam dor e trazem problemas para os cães.

– Consultas com o médico veterinário: Muitas pessoas possuem animais e não têm o hábito de levá-los ao veterinário de tempos em tempos para um check-up, o que é errado. Afinal, a prevenção é a melhor opção para evitar as doenças. Para isso o certo é levar o animalzinho ao médico veterinário a cada seis meses ou de ano em ano.

Seja um tutor responsável! Oferecer esses cuidados falados acima é um gesto de amor, de quem quer o melhor para o seu amiguinho.

Cuide bem do seu pet: Prevenção é a melhor opção para evitar as doenças (Foto: Divulgação)

Cuide bem do seu pet: Prevenção é a melhor opção para evitar as doenças (Foto: Divulgação)

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas.

 

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document