sábado, 25 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Doenças em gatos costumam aparecer com o frio

Doenças em gatos costumam aparecer com o frio

Matéria publicada em 19 de julho de 2017, 07:00 horas

 


Mantenha seu bichinho protegido das correntes de vento e da umidade; evite locais com aglomeração de animais

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

Estamos em pleno inverno e, como vimos, essa época do ano causa muitos transtornos não só para nós humanos, mas também para os nossos amigos de quatro patas. Ainda mais quando estamos nos referindo a algumas doenças.

Como dito em algumas colunas anteriores, doenças típicas do inverno podem acometer os cães, porém, os felinos não ficam fora dessa. Existem também algumas doenças comuns nessa época do ano que acometem os nossos amiguinhos gatos.

Duas doenças bem típicas dessa época são a rinotraqueíte viral felina e a “gripe dos gatos”.

A rinotraqueíte viral felina é causada por um herpevírus, altamente contagiosa, sendo responsável, em média, por 45% das infecções respiratórias felinas. Essa doença apresenta como sintomas iniciais o espirro, febre, rinite e salivação. Outro sintoma que o animal apresenta e que é típico dessa doença é uma descarga nasal e ocular que inicialmente é serosa, mas que rapidamente transforma-se em mucopurulenta. Após esses sintomas é comum que o animal apresente anorexia, depressão e pelos ásperos. A taxa de mortalidade entre os filhotes afetados pela doença pode chegar a 60%.

Já a outra doença comum dessa época é a “gripe dos gatos”, também causada por diferentes vírus e bactérias responsáveis por um conjunto de sintomas definido na medicina veterinária como complexo respiratório dos felinos. Os agentes infecciosos frequentemente envolvidos são os vírus da rinotraqueíte felina e da calicivirose felina, assim como uma bactéria chamada Chlamydia psittaci. E, embora, cada um desses agentes provoque alterações próprias no organismo do gato, os sintomas comuns são semelhantes aos da gripe canina, como corrimento nasal e ocular, dificuldade para respirar, espirros, tosse, perda de apetite e febre. Também pode evoluir para uma pneumonia e, nos animais com sua resistência comprometida, levar à morte.

Sendo assim, nesta época do ano, quando o clima seco e frio do inverno favorece o aparecimento e a disseminação dessas doenças, alguns cuidados devem ser tomados:

– Evite a exposição do seu gato em locais de aglomeração de animais, tais como parques, gatis, feiras de animais, praças, abrigos e lojas de animais;

– Mantenha o animal protegido do frio, das correntes de vento e da umidade. Diminua a frequência dos banhos, e evite fazê-lo nos dias frios. O uso de roupinhas apropriadas pode ser benéfico em alguns casos para aquecê-los nos dias mais frios;

– A maneira mais eficaz de proteger os gatos dessas doenças é a vacinação anual. Os gatos podem ser protegidos contra o complexo respiratório felino através da vacina Quíntupla Felina que, além dos três agentes citados, protege também contra a panleucopenia felina e contra a leucemia felina. Essa vacina deve ser aplicada quando filhotes e, depois, anualmente durante toda sua vida.

A prevenção é a melhor forma de evitar tais problemas típicos do inverno. Manter o animal hidratado, bem alimentado e com as vacinas em dia são cuidados fundamentais durante o ano todo, mas para driblar algumas enfermidades no inverno, esses cuidados são importantíssimos.

Se o seu gato está apresentando alguns dos sintomas descritos, leve-o imediatamente ao médico veterinário, somente ele está apto para diagnosticá-lo e iniciar com o tratamento adequado para o seu animalzinho.

Fique atento e não deixe seu animal desprotegido nesse inverno.

Aquecido: Mantenha o animal protegido do frio e diminua a frequência dos banhos (Fotos: Divulgação)

Aquecido: Mantenha o animal protegido do frio e diminua a frequência dos banhos (Fotos: Divulgação)

Cantinho do leitor

Essa é a Amora, a bebezinha da Riqueli e do Marciel.

cantinho do leitor

Preciso de um lar

A Lola é uma vira-lata de cinco meses, já vacinada e mansinha. Vamos ajudá-la a encontrar um lar?

preciso de um lar

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas.

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Untitled Document