segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Encontro Mambucabense de Teatro de Rua 2017 será realizado sábado

Encontro Mambucabense de Teatro de Rua 2017 será realizado sábado

Matéria publicada em 22 de novembro de 2017, 10:17 horas

 


wp-coluna-em-cena-joao-vitor-monteiro-novaes

Neste sábado, dia 25 de novembro, a partir das 14h, acontecerá na Vila Histórica de Mambucaba o I Encontro Mambucabense de Teatro de Rua 2017, que tem o  objetivo de fortalecer a cultura, o turismo,  a geração de renda e emprego na comunidade.

O primeiro encontro receberá grupos de teatro, atores, diretores e amantes das artes cênicas de Angra dos Reis, Paraty e Rio de Janeiro, que participarão dos espetáculos, das oficinas,  da roda de conversa, do sarau e de um  bate-papo.

A programação contará com as seguintes atividades:

 

*Espetáculos

 

Auto do Bumba meu Boi – Cagério

É um musical infantil participativo que conta a lenda do Bumba meu Boi do Maranhão. Catirina sente desejo e o Boi perde sua língua.  Após diversas situações, O Boi volta a mugir.

em cena (1)

 

 

Se Essa Praça Fosse Minha – Trupe de Lá TAG – RJ

Um espetáculo de rua da Trupe de Lá TAG que mistura teatro, dança e música em uma estética popular.

em cena (11)

 

 

Princesa Sisuda – Oficina ChãoDeEstrelas

Em um reino distante havia uma princesa muito séria. Ela nunca sorria. O rei preocupado com a tristeza de sua filha proclama que quem a fizesse rir ganharia metade do reino e  a princesa em casamento. Mas o que ele não esperava é que um pobre João qualquer fosse capaz dessa façanha.

 

 

A Bruxinha que era boa – Grupo Família Abelhinha

A peça acontecerá no Espaço Colmeia de Mambucaba e é o clássico do teatro infantil que conta a história da Bruxinha Ângela que não consegue fazer maldades como as outras bruxas e por isso vive sendo alvo de piadas e sendo excluída. O texto é de Maria Clara Machado.

 

 

*Cenas curtas

 

Pocket – FALA (!) Substantivo Feminino – Coletivo Athos

O Coletivo foi formado em 2016 por moradores de Angra dos Reis e visa com esse primeiro trabalho apresentar o silenciamento das vozes e corpos femininos.  O pocket busca retratar esse grito que escancara, que quebra o silêncio. A direção fica por conta de Carol Barbosa e João Vitor Novaes.

em cena (4)

 

 

 

MILKSAKESPEARE – Grupo Trabalho de Artes

Sala de Aula. Sistema. Grades. Advertência. Corpo máquina. Censura. Silêncio. Expulsão. Não fala! Não mexe! Reproduza, não pense. Decore, não dialogue. Copie… Copie… Copie… Mudança. Trabalho de Artes. O que resta é silêncio. Outro tipo de silêncio. Silêncio cênico. Shakespeare. A direção é deste colunista, João Vitor Novaes.

em cena (3)

 

 

 

*Oficinas e vivências

Oficina corpo em coro – Ministrante: Trupe de Lá TAG  – criação cênica a partir do corpo

Oficina de interpretação – Ministrante: Ong ANGRARTE

Oficina de jogos teatrais  – Ministrante: ChãoDeEstrelas

Vivências em malabares e bola de cristal – Ministrante: Edyr Kegele

Construção de máscaras cênicas – Ministrante: Gustavo Valente

 

 

*Rodas de conversa

O teatro, a arte e a cultura fora dos grandes centros urbanos

Mediadores: Coletivo ATHOS E TRUPE TAG

 

Ofício “Técnico em Teatro”

Bate papo com Gustavo Valente sobre o trabalho em espaço teatral, máquinas, técnicas e equipamentos

 

 

*Shows

Sarau na Boca de Marilde

Show Musical (show de talentos)

 

 

JOÃO VITOR MONTEIRO NOVAES  | joao.vitor@diariodovale.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document