segunda-feira, 12 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Estreia beneficente

Estreia beneficente

Matéria publicada em 9 de maio de 2018, 07:00 horas

 


Convido os leitores que estiverem pelo Rio de Janeiro, na próxima terça-feira, dia 15 de maio, para assistirem a apresentação do espetáculo “Viúva, porém honesta”, de Nelson Rodrigues, com direção de Giulia Grandis, no Teatro Cesgranrio, às 19h30. Toda a bilheteria será revertida para o Instituto Rope, projeto social que visa realizar sonhos de pacientes que possuam alguma doença que ameace suas vidas. O Instituto é uma associação que tem por objetivo atender aos desejos mais singelos e representativos de pessoas muito especiais.
A peça teve sua estreia em 2013 no Rio de Janeiro. Depois, seguiu em temporada no Teatro dos Quatro em 2014, quando recebeu o Prêmio Inpiração do Amanhã de Melhor Direção, e recebeu excelentes críticas como a de Tania Brandão no blog Folias Teatrais.
Nelson Rodrigues intitula essa peça de farsa irresponsável, que conta a história de Ivonete que fica viúva, e, por isso, decide não se sentar mais. Frente à decisão da filha, o influente Dr. JB Guimarães de Albuquerque, diretor do jornal “A Marreta”, resolve contratar especialistas (ele sempre teve a mania de especialistas) para resolver esse problema. Mas Ivonete não é qualquer viúva. É viúva, porém honesta.
O público entra e já percebe os atores jogando uma divertida dança das cadeiras no palco. Depois do terceiro sinal os nove atores vivenciam 12 personagens, construindo todas as cenas apenas com 10 cadeiras.
Na concepção desse projeto, o Eita! Coletivo trouxe, para o processo, a atmosfera da Rua Alegre, onde Nelson Rodrigues morou durante a sua infância no Rio de Janeiro. O espaço retangular “Rua Alegre” delimitado por uma fita crepe branca serve como área de jogo para os atores darem vida a esses personagens tão exagerados e humanos ao mesmo tempo. Mesmo fora desse espaço cênico, os atores são vistos pelo público ainda em estado de jogo, prontos para manipularem e vivenciarem a cena.
“Viúva, porém honesta” de Nelson Rodrigues – uma farsa irresponsável – foi encenada pela primeira vez no ano de 1957. A única comédia escrita pelo autor tem personagens e situações ainda atuais, que estabelecem diálogos direto com a plateia. O público irá se reconhecer nessa crítica social que o autor propõe. Trata-se da crueldade humana em forma cômica.
A concepção deste espetáculo vai levar a plateia para um estado de jogo através da investigação do recurso farsesco, da teatralidade encontrada na obra de Nelson Rodrigues, e da manipulação, pelos atores, de um cenário composto somente por cadeiras.
Você está convidado para esse dia especial!!! Quer ganhar ingresso para assistir a peça gratuitamente? É só entrar em contato comigo (24) 99943-3848.

Serviço

Teatro Cesgranrio
Terça-feira, dia 15 de maio
19h30
Ingresso:
Inteira: R$ 50
Meia: R$ 25

‘Viúva, porém honesta’: Peça teve sua estreia em 2013, no Rio de Janeiro (Fotos: Divulgação)

 

 

Centro Cultural Theophilo Massad completa maior idade

No dia 24 de maio, um dos mais importantes espaços culturais de Angra dos Reis, o Centro Cultural Theóphilo Massad (CCTM) vai completar 18 anos de existência. O espaço, que foi inaugurado em 2000, foi fruto de luta do movimento cultural da cidade que ficou mais de 20 anos exigindo a construção de um teatro no antigo prédio da Fábrica de Pescados da OVAR.
A comemoração será marcada por uma série de apresentações culturais, organizadas pela prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, através da Secretaria Executiva de Cultura e Patrimônio Histórico. A programação começa no dia 23 de maio, quarta-feira, às 15h, com performance artística de alunos do curso de teatro Crescendo em Cena, na Praça Guarda Marinha Greenhalg, em frente ao CCTM. No mesmo dia, às 19h30, o grupo teatral Chão De Estrelas encena a peça “Alguém Acaba de Morrer Lá Fora”.
Na quinta-feira, 24 de maio, dia do aniversário do Centro Cultural, a Cia. Caititu apresenta a peça “Calango Deu! Os Causos da Dona Zaninha”, às 19h30. Logo após, às 21h, terá apresentação da Banda Jardim Sarmento.
A programação continua na sexta-feira, dia 25, às 19h30, com a apresentação de dança “Colegial”, do grupo Arte Fênix.
Encerrando as atividades comemorativas, no dia 26 de maio, sábado, às 19h30, o CCTM recebe a peça “Fala! Substantivo Feminino”, encenada pelo grupo Coletivo Athos.
Todas as apresentações acontecerão no Teatro Municipal Dr. Câmara Torres e terão entrada gratuita, sujeita a lotação.
– O Centro Cultural é uma vitrine de produção que conta com um espaço multiuso, que usamos de forma integrada ao palco do Teatro Municipal. Neste ano, receberemos as mais variadas apresentações de artistas de dentro e fora da cidade, que contribuirão no intercâmbio de experiência e conhecimento com a plateia. A programação é totalmente gratuita e sujeita a lotação, com distribuição de senhas no dia de cada apresentação – explicou a secretária de Cultura e Patrimônio Histórico, Marlene Ponciano, fazendo um convite especial para que a população possa prestigiar a programação.

‘Fala! Substantivo Feminino’: Peça será apresentada no dia 26 de maio

 

 

JOÃO VITOR MONTEIRO NOVAES  | joao.vitor@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document