quinta-feira, 27 de julho de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Mitos e verdades sobre cães e gatos

Mitos e verdades sobre cães e gatos

Matéria publicada em 17 de maio de 2017, 07:00 horas

 


Cuidados com animais de estimação devem ser pautados nas necessidades de cada espécie

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

O número de cães e gatos fazendo parte das famílias brasileiras é cada vez maior, e isso faz deles um assunto, cada vez mais falado nas casas, nas rodas de conversas e até mesmo em meios de comunicação.

O problema é que nem sempre o que falam deles é verdade. E com a ajuda da internet, alguns mitos são propagados com muita facilidade, gerando muitas dúvidas e até certos medos no que se refere aos cuidados com os cães e gatos, assim como a convivência com eles.

Alguns mitos perduram por anos e ainda assim muitas pessoas acreditam neles até hoje. Por isso, montei uma sequência de matérias, que serão publicadas em quatro semanas seguidas, contendo o máximo de informações sobre os cães e gatos, no intuito de ajudar a esclarecer algumas dúvidas e desmistificar alguns mitos, para que um melhor tratamento seja dado aos nossos amiguinhos peludos.

Abaixo, seguem então, os temas e dúvidas mais comentados sobre o universo dos cães e gatos, tanto no que diz respeito aos cuidados com estes animais, como no que se refere ao relacionamento deles com os humanos.

1 – Gatos são animais traiçoeiros, individualistas e interesseiros?

MITO! Gatos não são cachorros e, por isso, muitas vezes são tidos como individualistas. O que acontece é que o gato tem menos tempo de domesticação que o cão, por isso, ainda mantém alguns hábitos “selvagens”. Ele não gosta de ser contrariado. Se pegar um gato no colo, contra a vontade dele, há grandes chances de levar um arranhão. Gatos são caçadores natos e caçam por emboscada. Dessa forma, muitas vezes, eles treinam essa estratégia de caça nas pessoas, principalmente na perna de quem está passando, escondendo-se e, de repente, dando o bote.  Essa atitude deles fez com que eles ganhassem a fama de traiçoeiros, porém, eles não fazem isso por maldade. Sendo assim, é totalmente possível ter um gato carinhoso, que goste de ficar grudado em você o dia todo.

2 – Cães enxergam somente preto e branco?

MITO! Os cães assim como nós humanos possuem retina com dois tipos de células, os cones e os bastonetes. Porém, os humanos possuem três tipos de cones: um que se excita com luz vermelha, outro com luz verde e o terceiro, com luz azul. Essas três cores básicas se misturam e fazem com que enxerguemos o mundo colorido. Já os cães possuem apenas dois tipos de cones, assim como as pessoas daltônicas. Isso faz com que eles não enxerguem todas as cores. Tons como verde, amarelo e laranja podem ficar mais opacos, parecendo marrom.

3 – Cães e gatos enxergam no escuro?

VERDADE. Os animais enxergam muito bem no escuro devido a uma pigmentação existente no fundo dos olhos que reflete e amplifica a luminosidade.

4 – Cada ano de vida do humano equivale a exatamente sete anos do animal?

MITO! Essa contagem, muita difundida, não é exata, é apenas uma estimativa, pois cada animal possui suas particularidades, existindo uma grande variação entre os diferentes portes e raças. Além de não existir estudos totalmente conclusivos neste sentido.

5 – Algumas raças de cães precisam ter o rabo cortado e outras não?

MITO! Nenhuma raça de cachorro precisa ter o rabo cortado! A cirurgia para esse fim é totalmente estética e, atualmente, é proibida por lei.

6 – Gatos não se apegam às pessoas, somente à casa?

MITO! Basta conviver com um gato para saber o quanto ele se apega às pessoas da família sim e eles expressam isso através de ronronados e se esfregam pedindo carinho. Mas, por serem extremamente territorialistas, eles podem não se adaptar facilmente a uma nova casa e querer voltar para a antiga, em caso de mudança. Por isso, a adaptação deve ser feita aos poucos, cômodo por cômodo.

7 – Ter um animal de estimação oferece benefícios para adultos e crianças? 

VERDADE. Com toda certeza. Já são comprovados inúmeros benefícios com essa convivência, entre eles os relacionados à saúde física, com melhoria na imunidade do organismo, e mental, proporcionando melhoras até em quadros depressivos.

Questão pessoal: Amor dado ao animal pode ser equivalente ao amor dado a um ser humano

Questão pessoal: Amor dado ao animal pode ser equivalente ao amor dado a um ser humano

8 – Existem animais que não gostam de crianças?

VERDADE. Geralmente isso ocorre com animais que têm contato com alguma criança específica, que por ser muito pequena ou por não ter muita noção de sua força e não saber fazer carinho, aperta, puxa e pega o bichinho no colo de forma errada, machucando-o. Desta forma, esses animais acabam associando as crianças em geral com dor e procuram evitá-las, podendo demonstrar certa agressividade em alguns casos.

9 – Cachorros são apegados aos donos e gatos são apegados ao lar?

MITO.  O que acontece é que os gatos não estão o tempo todo disponíveis para os seus tutores. Eles são mais independentes. Eles gostam, sim, dos seus donos, porém, expressam de forma diferente do cão.

10 – Não é saudável criar cães e gatos como se fossem “filhos”?

VERDADE. O amor que é dado ao animal pode até ser equivalente ao amor dado a um ser humano, isso é uma questão pessoal. Porém, o que é errado é o antropomorfismo, ou seja, atribuir aos animais funções, desejos e características de seres humanos. Sapatos e perfumes, por exemplo, fazem mal à saúde desses animais. Atualmente muitos animais humanizados adoecem em função desta sobrecarga psicológica. Os cuidados com cães e gatos devem ser pautados nas necessidades dessas espécies, que são diferentes entre si e diferentes dos seres humanos. Mas é claro que cada pessoa/família tem suas particularidades na hora de criar seu pet, mas é preciso sempre lembrar, em primeiro lugar, que ele é um animal, e precisa ser cuidado como tal. O que não significa, de forma alguma, que ele não pode/deve receber todo amor de seus tutores.

Preciso de um lar

A Zelda é uma vira-lata medrosinha, dócil e super carinhosa. É castrada, tem aproximadamente três anos e porte médio.

foto 3

 

A vira-lata Bela também está procurando um lar. Ela tem porte médio e é carinhosa demais. É muito carente e necessita de atenção, ela se adapta muito bem com outros cães.

foto 4

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas.

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Untitled Document