segunda-feira, 20 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Os pobres são de direita

Os pobres são de direita

Matéria publicada em 3 de setembro de 2017, 07:00 horas

 


Pequena burguesia se acha no direito de falar por um proletariado que não está nem aí para as ideias de Marx, Foucault e Gramsci

wp-coluna-e-nos-com-isso-paulo-moreira

 

A “esquerda” adora atacar quem não concorda com suas ideias chamando os adversários de “pobres de direita”, como se isso fosse um xingamento odioso. Ao fazer isso, agem de modo preconceituoso e elitista – dois adjetivos que adoram “colar” nos adversários.

O que a esquerda parece não entender é que os “pobres” são mesmo de direita. Alguém se lembra do plebiscito sobre o estatuto do desarmamento? A ideia proposta pelo governo petista de proibir a compra de armas foi derrotada – tudo bem, a coisa acabou sendo implantada por outras vias.

Aliás, se fossem feitos plebiscitos, outras coisas que a esquerda rejeita, como a redução da maioridade penal e a pena de morte, já estariam valendo. A esquerda precisa entender que o povão não concorda com ela.

O pobre também não é de esquerda no que diz respeito à economia: ele quer mais é que as estatais sejam privatizadas, que os funcionários públicos se lasquem e que mais setores da economia sejam passados à iniciativa privada, como a telefonia.

Pobre avalia resultados, e sabe que a escola e a saúde privadas são melhores do que seus correspondentes públicos – a única razão de opobre recorrer ao SUS e ter filhos nas escolas públicas é falta de dinheiro para a alternativa.

A solução seria universalizar a saúde e a educação privadas, com o caminhão de dinheiro que é desperdiçado com o ensino e saúde públicos “meia-boca” que existe na maior parte do Brasil, com honrosas exceções.

E o pobre sabe, também, que a intervenção do governo na economia não melhora de verdade a vida dele. Pobre acredita que vai viver melhor se tiver um emprego que pague mais, e sabe que emprego que paga mais se consegue quando o mercado vai bem.

coluna

Militância pequeno-burguesa

A esquerda vive – e não só no Brasil – do pensamento de um grupo de intelectuais e da militância de pequenos burgueses que têm como objetivo defender uma série de privilégios, como a possibilidade de ter um emprego onde não é necessário trabalhar de verdade, o que acontece muito nos escalões inferiores do serviço público concursado e no “chão de fábrica” das estatais, ou o acesso a planos de saúde e auxílios-educação. (Ué? Mas não tem que defender o SUS e a educação pública?)

Um exemplo interessante é o de dirigentes de sindicatos de professores da rede pública, que ficam furiosos quando alguém defende que os professores cujas turmas tiverem melhores resultados – notas e índices de aprovação mais altos – devem ser recompensados financeiramente.

Por alguns desses militantes de esquerda, nem provas existiriam e os alunos aprenderiam apenas aquilo que lhes interessasse. Claro. Assim, não precisa ter trabalho de preparar aula nem de corrigir prova.

E que se dane a vida profissional no futuro, já que no paraíso socialista o Estado dá a cada um segundo sua necessidade e requer de cada um segundo sua capacidade. O problema é que, nesse caso, os incapazes vão viver à custa do excesso de trabalho dos capazes.

‘Tô nem aí’

Os jovens e não-tão-jovens das classes C, D e E estão muito mais preocupados com a compra de um smartphone novo ou com a ida ao pagode, baile funk ou forró do que com a reforma trabalhista.

Ideologia de gênero, para a maioria deles, é um tema desconhecido. E, como já dissemos, o projeto de vida de todo pobre é deixar de sê-lo. Note que não se trata de promover uma melhor distribuição de renda. Trata-se de ele, como indivíduo, ganhar mais, seja conseguindo uma promoção, trocando de emprego ou acertando na Mega-Sena.

As pessoas são individualistas. Querem crescimento pessoal numa sociedade que dê oportunidades.

O sonho do brasileiro é, com ligeiras adaptações, o “sonho americano”; casa própria, carro do ano, bom salário e oportunidades de lazer.

A questão da leitura

Achar que alguém só não é socialista porque nunca leu Marx, Chomsky, Foucault ou Gramsci equivale ao chato que acha que você não é cristão porque não leu a Bíblia.

Não passa pela cabeça dessa turma que alguém pode ter lido essa turma toda e depois chegado à conclusão de que eles estavam errados. Alguém pode preferir Burke, Goethe, Milton Friedman e Bloomfield.

Afinal, para os esquerdistas, ninguém que discorde das ideias socialistas é normal.

 

PAULO MOREIRA | paulomoreira@diariodovale.com.br

74 comentários

  1. TEXTO MARAVILHOSO!!! Parabéns ao autor pela coragem e ousadia de escrever contra essa Esquerda podre que vem destrunido Países por vários anos!!! Tens meu respeito e adimiração Paulo Moreira. Alegra-me saber que ainda existe jornalista inteligente no meio de uma maioria covarde, mentirosa e partidária de credibilidade zero!!

    Socialismo/Cominismo, CÂNCER do MUNDO!

  2. Foi mal, a minha é Federal.

    • Padaria Pão e Marba

      Chupa petista, em 2018 nos veremos!!! Melhor JAIR comprando passagem para Cuba ou Veneza.. ‘VENEZAELA”
      Uaaaaaauhahuahuahuahuhauhauhauhauhauhauhauhauhauha #JMB2018

    • Oi, pobre de direita semialfabetizado. Vou comprar sim, e também para as prósperas e democráticas repúblicas caribenhas vizinhas, sempre auxiliadas por Washington: Honduras, Guatemala, Nicarágua, Haiti…
      Mas, diz aí, hiena sem rivortril: ouviu a última do Bostonaro: prometeu fazer transposição do Atlântico pra MG. Quem sabe não passa por VR e vc poderá ter praia perto de sua humilde residência para curar sua Síndrome de Dona Florinda.

  3. Para que o planalto feda ainda mais.

  4. Como assim, Paulo Elias, argumentar contra o que, já que o sujeito se vale das mais ridículas “máximas” contra a esquerda. O uso infantil da frase citada na imagem é demonstrativo disso.

  5. Texto fraco, conservador no pior sentido, pastiche insosso de lugares-comuns preconceituosos, em flerte velado com a habitual arrogância do pobre de direita. Não tão mau para um pasquim de interior.

  6. NãotenhoculpatireiaDilmadeixeioTemer

    Mais um texto idiota, com argumentos manjados, batidos, ultrapassados.digno de um coxinha babaca. Vai p’ra rua, coxinha.

  7. Excelente texto. Irretocável.

    Infelizmente os comentários que vemos aqui atacando o autor é simplesmente o resumo do modus operandi da esquerda, eles não contra argumentam, não propõem ideias, não buscam refutar. Basta gritaria como “fascista”, “bolsominion”, “vai estudar”, “pobre de celular de cartão” e etc. Esse é o motivo da derrocada da esquerda radical em apenas poucos anos.

    Somente endossando, para responder a alguns comentários anteriores. O brasileiro no geral é conservador na moral e nos costumes. E só não é (ainda!) amplamente liberal pois há anos é enganado em termos de economia e no que diz respeito ao papel do Estado.

    Um exemplo: Sempre foi nos passado que universidade pública era nossa pérola, “ai” de quem se levantasse contra ela. Mas ninguém sabia o quanto custa e como funciona na prática. Eu explico:

    A UERJ toma hoje 2% de toda a receita do estado do Rio de Janeiro. Ela atende a 20 mil estudantes. Cerca de 70% dos estudantes (isso é comprovado) possuem condições financeiras para pagar uma faculdade, ou seja, o pobre (pois esse paga mais impostos proporcionalmente) é quem paga o curso superior dos ricos. Você acha isso justo?

    E vale lembrar que 2/3 de toda a verba de educação vai para as universidades! O ensino de base fica precarizado, e é justamente o mais importante! Por isso as universidades deveriam sair das mãos do Estado e ir para a iniciativa privada, e proteger os pobres através de bolsas e ou vouchers. E aplicar 100% das verbas da educação no ensino de base, o mais importante de tudo!

    E pra quem fala que universidade pública é a “bam bam bam”, meu amigo, cada aluno de universidade pública em média custa mais de 6 mil reais por mês aos cofres públicos! Então quando comparar, seja honesto e não compare elas com essas faculdades de “500 real” da esquina, faça a devida comparação, compare com PUC, IBMEC, FGV, Mackenzie e etc. E cá entre nós, sou MUITO mais fazer um curso nessas particulares que citei que qualquer USP, UFRJ ou que seja.

    E pra encerrar, a quem for me responder, responda como adulto. Me REFUTE com ARGUMENTOS. Isso acima de tudo é uma baita dica para vocês esquerdistas, dialogar mais e gritar menos.

    • Pobre de direita que se mata – ou faz com que os pais se matem – para pagar uma faculdade com franquia em shopping possuem essa limitação natural, com forte tempero de recalque, de imaginar tolamente que a função Universidade limita-se à atividade pedagógica. Ignora as fundamentais funções de pesquisa, inovação, colaboração com políticas públicas etc. Daí essa argumentação ginasial de “custo por aluno”.
      Aprenda a diferença entre Universidade (com “U” maiúsculo) e faculdade, centro universitário e congêneres.

    • Viu só? Seu comentário é o retrato do que havia falado antes, vocês só sabem gritar, insultar e tentar diminuir sem argumentar.

      Não é só o “dono de franquia” de Shopping que se mata para pagar uma faculdade particular, a imensa maioria dos pobres e trabalhadores recorrem ao ensino privado. Muitos dos que fazem uma faculdade particular trabalham durante o dia e estudam a noite, as vezes largam quase o salário inteiro em mensalidades e materiais de estudo.

      Meu amigo, que funções são essas que citou de tanta relevância que justificam tanto gasto em ensino superior privado? Nada que pode ser feito em parcerias público privada com menos investimento e muito mais resultado.

      Novamente, se você desmerece que 2% de toda a receita de um estado vá apenas para custear uma universidade que tem maioria de alunos com dinheiro para pagar mensalidade, então você é a favor do pobre pagar por benesses aos ricos. Aliás, algo recorrente em nosso país, não à toa temos esse enorme déficit, dívida interna que não para de subir, com isso vem a inflação, perda do poder aquisitivo, desemprego e etc.

      E pare de endeusar cursos superiores, hoje o canudo na mão não significa mais nada (com exceção da medicina), olhe para os lados e veja quantos engenheiros, arquitetos, bacharéis em Direito estão ganhando mais de dois salários mínimos na iniciativa privada, e isso se estiverem empregados! veja com os próprios olhos! Precisamos de mais empreendedorismo! Para gerar mais bens e serviços à sociedade, mais empregos, mais inovação! Precisamos que o Estado pare de atrapalhar quem quer empreender nesse país. A bolha do ensino superior já estorou tem muito tempo…

    • Capitalista com vale-transporte: Não entre em discussão, esses pseudos donos da verdade, são meras caixas de ressonância das oligarquias que eles queriam ou sonharam em pertencer. É rancor de não ter conseguido fazer parte do mundo dos bem afortunados…….

    • Como dizem: pra esquerdista se lascar basta deixá-lo falar. Mais uma prova, agora com o “Serrote” (?) mostrando que tudo que sabem é insultar e não dialogar, debater e propor ideias e argumentos.

      Rapaz, quem é a “Oligarquia” no Brasil para você? Eike Batista foi criado pelo PT. JBS/Friboi com os irmãos Bastita também pelo PT. Assaltaram a Petrobrás, os Correios, e praticamente todas as Estatais. BNDES só serviu para financiar os amigos do reis ou quem compactuava com a corrupção do PT. Odebrecht e demais construtoras se tornaram essas gigantes graças ao PT. Bancos nunca lucraram tanto na história desse país como no governo petista que fez uma administração econômica keynesiana absurda. Nunca se teve na história tantos sindicatos, artistas e “movimentos sociais” mamando em tetas estatais…

      Oligarquia para mim é tudo isso que citei acima. E você sabe o que é livre mercado?

      Livre mercado é o dono da padaria, é o Uberista, é o “tio(a)” do carrinho de pipoca ou cachorro quente, é o empreendedor, o autônomo, o produtor rural e etc. Pessoas que trabalham, que buscam melhorar de vida, com o suor do próprio corpo. Mas que jogam em regras diferentes. Pois o Estado (esse que você tanto defende), adora dar privilégios e monopólios para empresas de ônibus, adoram dar incentivos fiscais para montadora de veículos, criam regras mais flexíveis para os encargos e leis trabalhistas para as grandes corporações, dão linhas de crédito milionárias a juros abaixo da inflação (com o imposto do pobre) para mega empresários.

    • Discurso razo, repetitivo, longo, trivial, o qual não respeita opiniões contrárias às suas.Disserta com tanta propriedade que não consegue, ou não quer, enxergar além do pequeno horizonte

    • Geninha, você já é a terceira esquerdista a vir aqui no meu comentário atacar sem sequer propor um argumento ou refutar o que eu tenha dito. Estão entendendo agora como vocês mesmos sozinhos conseguem passar vergonha? Me diga onde foi que menti.

      Quem não respeita opiniões contrárias são vocês esquerdistas. Tem um canal no YouTube que se chama “Mamãe Falei”, ele vai a manifestações de esquerda para questionar as pessoas. Ele faz perguntas e tenta dialogar de forma pacífica, veja com seus próprios olhos o que acontece com ele, quando não é agredido é chamado de fascista e etc. Inclusive, são nas manifestações de vocês (esquerdistas) que acontece quebra-quebra, jogam pedras na PM, quebram patrimônio público e privado, matam repórteres (caso do Santiago) e etc. Isso sem falar do pão com mortadela e das centenas de ônibus fretados, tudo pago com dinheiro público ou de sindicatos à uns coitados que nem sabem o que vão fazer lá, só vão pra poder ganhar 30 reais, pois se não fosse pago, não haveria nenhuma adesão.

      As manifestações da direita, que foram espontâneas, e das maiores manifestações de rua do MUNDO, foram pacíficas, sem sequer um patrimônio quebrado ou qualquer tipo de agressão. Viu a diferença?

      Se você acha que não “enxergo” além do pequeno horizonte, está aqui sua oportunidade para me fazer enxergar. Pois a cada comentário que faço aqui é essa minha tentativa, fazer vocês enxergarem, infelizmente o pior cego é aquele que não quer ver.

    • Concordo c o senhor. Eu também fiquei traumatizado, tendo em vista tentar 7 vezes, e não consegui entrar nessas Universidades públicas, para mim tem q acabar, só assim me sentirei vingado.

    • Traumatizado fica o pobre, que nunca vai pisar numa faculdade mas tem que pagar esse tanto de impostos para que uma minoria da elite estude às custas dele. Você deve achar o máximo que 2% de toda a receita desse estado falido vá para custear filhos de ricos (de uma única universidade) que poderiam cursar uma universidade particular.

      Traumatizado fica o jovem pobre que recebe um ensino de base precarizado, que o deixa em desigualdade de competição com outro jovem que teve seu ensino médio em escola particular e pôde pagar por cursinhos preparatórios.

      Universidade não tem que acabar. O que tem que acabar são as “gratuidades” para quem não precisa. Você sabia que o Brasil ocupa as últimas posições do ranking dos países da OCDE em investimento em ensino de base?

      Temos prioridades, hospitais sucateados, falta de creches e escolas do primário e ensino médio vergonhosas. Mas, tudo bem, você apoiar que uma elite receba privilégios através do suor dos pobres. Bem típico com quem apoia lei Rouanet, imposto sindical obrigatório e altos salários do funcionalismo público.

      Eu não sei se ainda ficou claro para vocês esquerdistas, (também é exigir muito de vocês o mínimo de interpretação, né?!) mas eu estou do lado dos POBRES e TRABALHADORES, não entenderam ainda? E o discurso de vocês são a favor dos burocratas, da elite política, dos mega empresários, dos banqueiros e sindicatos. Vocês apoiam indiretamente a inflação, o rentismo, o monopólio, a reserva de mercado, os altos salários do funcionalismo público, a ineficiência e a desigualdade social.

      Parabéns, você foi o 4° esquerdista a vir passar vergonha no meu comentário. Próximo!

    • Concordo c o senhor. Eu também fiquei traumatizado, tendo em vista tentar 17 vezes e não consegui passar em nenhum concurso público, tbm tentei vaga p Sindicalista, não consegui, tentei ser Elite, não consegui. Resumindo: para mim tem q acabar c essa “farra” de concurso público, sindicato, elites. Só assim nos sentiremos vingados.
      Eu também estou do lado dos POBRES, TRABALHADORES, PREGUIÇOSOS, LUNÁTICOS, RANCOROSOS, INVEJOSOS, PSICODÉLICOS, e por ai vai…………….

    • Padaria Pão e Marba

      Uahuauhauhauhuahuahuauhauha… O mesmo petista sem cabeça comenta várias vezes com nomes diferentes com intenção de ser ‘maioria’.!!! uhauhahuuauauahuauha

  8. excelente texto! só li verdades!

  9. Simony Aparecida da Silva

    Acho incrível resumir o conhecimento do pobre sobre o SOCIALISMO assim de forma tão GENERALIZADA, como se precisasse que a maioria sendo conhecedora do marxismo e ideiais socilaistas garantissem assim um futuro melhor em seu próprio país. Falemos então da Coreia do Norte que é socialista e nem por isso é um povo soberano e feliz a mercê de um ditador. Em Cuba as pessoas fogem por algum motivo, não é? Ora para terem uma vida mais digna e terem acesso ao mundo exterior, ora por perseguição política. Em contrapartida o Capitalismo em países subdesenvolvidos trouxe mais miséria ainda, ou seja, não há comprovação de que o SOCIALISMO seja realmente um regime economico que traga justiça social que o CAPITALISMO trará ao mundo a solução das mazelas sociais somente pela aquisição cada vez maior de riquezas. A maioria dos pobres tem acesso a Marx? Ou outros socialistas? Lembro-me que no ensino médio eu nem tive aula de Filosofia e se vi Marx em História, foi para decorar alguns nomes e textos. O povo é ignorante, torna-se ignorante ou é levado à ignorância? Desde quando ouvir músicas clássicas também darão luz aos pobres do que é a raiz do SOCIALISMO? Digo apenas que eu vejo uma situação corriqueira, independente se o pais é SOCIALISTA OU COMUNISTA: Guerra de poder! Há uma disputa mundial entre lideranças e busca para serem superpotências mundiais, ora EUA, ora os TIGRES ASIÁTICOS, assim como foi a URSS. Tudo se justifica: vamos manter o socialismo para assim ter um país forte e rico em todas as esferas, em promessas vazias em discursos de ditadores. Ou vamos mudar o mundo com o capitalismo crescente e globalizado, para que o EUA na voz de Trump seja o líder das Américas e mostre ao mundo que sua liderança é a ideal justificando também todo e qualquer sanção a quem demonstrar defender o próprio pais ou se tornar um terrorista a nível mundial. É simplório demais achar que a maioria dos pobres não tem acesso aos ideais marxistas, pois estão lá, nos livros, talvez não nas escolas, mas estão nas discussões de grupos da esquerda sim e que também são conhecidos pelos grupos da direita. Enquanto se perde tempo em classificar os que são da esquerda, agora tão derrotados na imagem dos escandalos petistas e os da direita, que pode-se dizer representados pela elite burquesa, no meio está o pobre morrendo em hospital, enquanto se discute FOCAULT, MARX, OU QUALQUER OUTRO que pregue alguma ideologia. O que não se entender ainda é que em meio a uma sociedade tão perdida no que seguir, alguns brasileiros que tinham na esquerda uma tábua de salvação, e agora perde-se qualquer esperança, então fica claro que a maior esperança não foi e não é ser da esquerda ou da direita. É FAZER DIREITO!

  10. O mais interessante desses textos é que aparecem os comentariatas esquerdistas, que dizem defender o povo, justamente desqualificando e atacando a honra e a capacidade intelectual de quem discorda deles. Sequer apresentam uma proposta ou te tantam discutir sadiamente. Por isso tanta gente se afasta deles hoje. A arrogância os dominou após chegarem ao poder e os faz cegos e surdos para o mundo real.

  11. Pobre é de direita. Percebe-se pelo português rasteiro que os paneleiros e bolsominions usam aqui. Se não for pagodeiro, jogador de futebol ou bicheiro, é pobre ” des Marais, d’ici”.

  12. Com essa idade toda escrevendo um texto digno de ensino fundamental. O problema não é se de direita, é ser burro.

  13. liberdade e propriedade

    Parabéns pela matéria! Excelente texto. O duro é ter que ficar defendendo ideais de liberdade, por que um grupelho marxista, quer que sua ideologia seja obrigatória. Parece o Islã.

    • A fúria com que o pobre de direita tenta se apropriar da linha discursiva da oligarquia socioeconômica à qual ele sonha pertencer, mas que só faz usá-lo como mão-de-obra bem nutrida, treinada e obediente.

    • Capitalista com celular de cartão: O sujeito é tão. Imbecil e escroto que além de se mostrar uma caixa de ressonância, ainda acusa uma religião, não o acho preconceituoso, tendo em ser um sujeito limitado no seu intelecto.
      Digno de ser ignorado.

  14. Realmente, texto primário e lamentável. O Socialismo tem bons argumentos, mas o Capitalismo tem essas TVs de de 4k. E claro, também tem esses jornalistas medíocres perdidos em redações provincianas, subservientes de patrões falidos e sem dinheiro sequer para comprar roupas descentes. Mas conseguem ficar bêbados pendurando a conta num bar de terceira e acham que sabem tudo de Marx, Chomsky ou Foucault. Parabéns!

  15. Texto primário, baseado numa concepção individualista e de conformismo com a ignorância. Lamentável…

  16. Jaboticaba, capitalista sem capital e pobre de direita… Só no Brasil.

  17. Esse cara com um texto marxistas demostra o quanto o Brasil está atrasado com suas ideias de direita e esquerda eta Brasil que ninguém se entende rumo a ditadura que Deus nos proteja.

  18. Aconselho a moçada que se manifesta aqui e que diz ser de esquerda, que vá procurando abrigo na Venezuela, Cuba ou Bolívia, pois BOLSONARO vem aí. Chega de ladrão.

    • Eu recomendo que o pessoal de esquerda vá para a Coréia e assista ao vivo a explosão de uma bomba de nitrogênio…
      Ah.. não esqueçam os óculos escuros!!!

    • Mineirinho do Helicoca

      Severino pau-de-arara, não vou pra Cuba, nem pra Venezuela, mas sim para alguma próspera e democrática república caribenha vizinha: Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Haiti. Todas prósperas e democráticas, sob as mãos amigas de Washington.
      Pobre de direita é o Suíno que aplaude o abatedouro.

  19. NÓS DE ESQUERDA NÃO TEMOS CULPA POR LER E ESTUDAR UM POUCO MAIS QUE OS COXINHAS DE DIREITA…

  20. Outro dia, o sujeito defendia quem furtava sinal de TV a cabo sem pagar ponto extra.
    Agora vem com mais esse texto digno de redação de 6a série. Realmente, pobre de direita tem que ser congelado para estudo.

  21. Um dos piores textos que já vi neste jornal, sem pé nem cabeça, se continuar assim vai bater de frente com o Calife.

  22. capitalista de golzinho quadrado

    Os pobres são de direita, mas na hora de votar votam nos candidatos da esquerda, como foi nas 4 últimas eleições presidencais, e digo mais, palavras de um amigo meu: ” O Lula é igual massa de bolo, quanto mais apanha mais cresce, e se ele não for candidato em 2018, ganhará qualquer poste de qualquer esquina que ele apoiar”.

    O resto é mimimi de direita.

  23. Pelo visto o nobre colunista nunca ouviu falar de kenys. Quando a economia americana quebrou em 2008 quem conseguiu reerguer foi a intervenção direta do estado comprando ações por exemplo da Gm e de outras companias. Porém no brasil o estado intervém de maneira negativa com muita corrupção e os que dizem que nao estão nem ai para reforma trabalhistas são aqueles alienados e que nada produzem.

  24. Como se no Brasil existisse DIREITA e ESQUERDA. SÃO TODOS UNS MERDA.Trabalhar que é bom nada.

  25. Excelente texto que rivaliza aos textos do “Estadão”!
    De uns vinte ou trinta anos para cá nós vemos as pessoas numa hipocrisia geral: as pessoas sabem que “pega bem” se dizer de esquerda, que mundialmente significa ou significava pessoas empenhadas em reduzir pobreza, desigualdade social e uma sociedade com menos diferenças… Isso é hipocrisia, pois se você vai no Congresso Nacional você não encontra nenhum direitista, todos se dizem centro-esquerda, contudo o PT se auto atribui o rótulo de esquerda, como se só eles tivessem o empenho de melhorar a sociedade!!! E foi justamente nesse governo do PT que a elite (banqueiros, grandes empresários, artistas da globo, etc…) mais ganharam dinheiro, enquanto o povo paga as consequências nefastas da corrupção dos esquerdistas!!!

  26. A verdade incomoda.
    Governo socialista que preste só existe no imaginário das viúvas do cachaceiro.

  27. الفتح - الوغد

    Aqui mesmo nos comentários do DV tem uns sujeitos desse tipo, na verdade suspeito que alguns deles seja a mesma pessoa, com codinomes diferentes…

  28. Muito bom o artigo! Em média, os colunistas do Diário do Vale são melhores que os dos grandes jornais brasileiros –
    estes contaminados até o talo pelo gramscismo disseminado pelas universidades. Só discordo, infelizmente, sobre a percepção do autor em relação a privatização: o povo, preso nas rédeas do paternalismo, adora uma estatal….

  29. Depois que vi morador do Santa Cruz com Síndrome de Dona Florinda espernear contra mutuários do Minha Casa Minha Vida, imaginei que nada mais me surpreenderia. Mas, eis que o autor do texto, entre as habituais besteiras, incorpora em si próprio uma nova tendência: a do “mimimi” do pobre de direita.
    Lembra aquele ser que passa, por hipótese, a ter renda mensal de 15 k. Aí, financia um Civic em 256 prestações, vai “curtir férias” espremido com outras 8 famílias num conjugado na Praia do Forte… e já não se reconhece como pobre, mesmo sob o assombro mensal do cheque especial. E passa, deslumbrado, a endossar e defender com fúria renovada o discurso de uma elite econômico-social a que ele sonha (ou acredita) pertencer, e que no fundo o despreza e o trata no máximo como um bovino premiado em exposição.

    • Perfeito,kkkkkk.

    • الفتح - الوغد

      Tua arrogância automaticamente já te desqualifica. Parece até um tal de “Macunaíma”, que postava aqui até um tempo atrás. Talvez seja outro personagem do mesmo ator, igual Tom Cavalcante…

    • Capitalista com celular de cartão

      Aí, seu Al Fatah, o Macunaíma marcou tão a fundo seu coração? Resolva isso lá com ele, em briga de casal não me meto.

    • Capitalista com celular de cartão, xiiiiiiiii, você acaba de receber a faixa mister petista, comedor de mortadela, pior pessoa do mundo, etc, percebe que a verdade não pode ser dita nem escrita? as mentiras são mais aceitas, emprego sobrando, economia a todo vapor, governo confiável…

    • Dona Florinda de Pinheiral

      Sandra, Al Fatah ficou rico e não fala mais com os pobres.

    • Florinda, ficou nada, os pobres não tem mais dinheiro para comprar no comércio dele e os ricos só compram em Miami, New York, China, Japão, Dubai, etc. Ops brincadeirinha Al Fatah . ; ) : * 2

    • Desculpa aí parceiro, mas com renda de mensal 15k, se o cara tiver de financiar automóvel e ficar em conjugado em Cabo Frio, é porque é muito incompetente na gestão das finanças pessoais mesmo!!!

    • Alexsander, pode ser. Contudo, imagine o sujeito que só atingiu esse patamar de renda depois dos 50 anos de idade, que tem um filho na PUC, outro no Macedo. Paga plano de saúde top, previdência privada que compense e outras inúmeras despesas mensais (clube, seguros, condomínio etc). Precisa fazer um fundo de reserva para enfrentar um possível desemprego. Não fica fácil ter Audi zero e ir pra Cancún todo ano não. Dinheiro voa.
      O sujeito é, no máximo, um pobre que consegue se virar.

  30. O cara se supera nas sandices e nas falácias. Entre outras, essa de generalizar e dizer que a “escola privada é melhor que a pública” é visão simplista de quem nunca adentrou um campus universitário na vida; no máximo se “formou” nas coxas, numa faculdade com franquia em shopping.
    O pobre de direita é aquele bichinho teleguiado, aquele suíno que quer soluções para que a fila do seu abate seja mais eficiente para aumentar o lucro do dono do abatedouro.

    • Lamentavelmente tenho de discordar de você amigo: escola privada é melhor que escola pública sim! Fui professor do Estado do Rio por 05 anos, com duas matrículas, tendo também trabalhado em prefeituras…temos ótimos professores nas escolas públicas, mas péssima gestão governamental, o que desestimula os docentes. Se você tiver condições, não hesite, coloque seu filho numa escola particular, pois na pública ele estará fadado ao fracasso, a menos que seja um gênio nato! Em tempo: continuo sendo professor, trabalhando pro governo federal…

    • Sim. O problema é que o cara generalizou. Comparar uma Federal, por mais que esse governo golpista tente sabotá-la, com uma dessas “faculdades” de esquina é brincadeira. Quantos pobres coitados conseguem entrar no Fundão, numa Unicamp?
      Quanto à crise do ensino público nos níveis fundamental e médio, o governo tampouco se importa. O remediado que se vire para pagar um pH ou outro cursinho de ponta para o filho tentar uma Federal.

    • Infelizmente esta é uma triste realidade Ary Góis…você tem razão! O ensino superior também vem sendo solapado, vide o caso da UERJ e outras universidades estaduais de excelência pelo país…não tá mais valendo a pena ser professor ou pesquisador por aqui…e isto já vem sendo assim há uma década, só que como o governo de plantão não é “amigo” dos sindicatos de professores e da UNE, agora aparecem os problemas (que continuam sem que este governo tome qualquer postura!). Educação no Brasil não é levada a sério nem por quem se diz de direita ou pelos que se dizem de esquerda, infelizmente!

  31. TAMBÉM ACHO QUE OS DE DIREITA (TODOS!!!!!!) SÃO IMBECIS… INCLUINDO AÍ OS “JORNALISTAS(HAHAHAHA!!!!) DE DIREITA”!!!!!!!!!

  32. E vice-versa. A facilidade de comunicação via internet tem revelado que a intolerância é recíproca, inclusive com xingamentos de todos os lados. Quem informar sobre os erros de um lado automaticamente é taxado de radical do lado oponente. E assim vamos. Inclusive por isso o “Ovo da Serpente” já está fazendo algum sucesso de público. Quanto a “indiferença” do povo, elas estão indicadas nas pesquisas, que mostram que não estão nada satisfeitas com a situação. E já estou até torcendo para o favorito ao pleito de 2018 saia da disputa, para ver se seus oponentes possam melhorar o nível de debate em vez de “esquecer a bola e partir para a solada na canela”.

    • Paulão, posso até sugerir que a melhor pessoa para mediar os debates já que nosso país virou uma comédia de péssimo gosto, com certeza pode ser o João Kleber da rede TV, esse é profissional em baixarias.

Untitled Document