quinta-feira, 25 de maio de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Pelo é essencial para regular a temperatura do cão

Pelo é essencial para regular a temperatura do cão

Matéria publicada em 18 de fevereiro de 2017, 07:00 horas

 


Pelagem não age da mesma forma que a roupa para os humanos; ideal é procurar a ajuda de um profissional

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

No verão, com as altas temperaturas, é comum vermos cães deitados no piso frio, ofegantes e com a língua toda para fora. Nesta época é normal uma dúvida vir à tona: “Tosar ou não o meu animalzinho para aliviar o calor que ele sente?”.

Como no verão as pessoas deixam seu corpo mais exposto como uma forma de se refrescar, e guardam no armário as roupas que as esquentam no inverno, elas se baseiam nesse raciocínio, e raspam seus cães. Para elas, teoricamente, a pelagem, principalmente a longa, esquenta o cão e por esse motivo, devem ser removida nessa época.

Porém, o pelo do cachorro não age da mesma forma que a roupa para os humanos. Ele é um componente essencial para regular a temperatura do cão. O que muitas pessoas não sabem é que a pelagem atua como um isolante térmico e evita que o animal perca ou receba calor em excesso. Ou seja, a pelagem, de fato, ajuda a equilibrar a temperatura corporal do cão, esquentando o cachorro no inverno e esfriando-o no verão. Sendo assim, ao tosar o cachorro, tome cuidado, você pode sem querer prejudicar essa habilidade de regular a sua temperatura.

Não estou dizendo que não é para tosar seu cãozinho, mas sim para tomar cuidado. No verão a tosa pode ser feita sim, mas sem retirar todo o pelo do animal, deixando pelo menos 5cm de comprimento de pelagem, porque senão eles ficarão desprotegidos, podendo desenvolver sérios problemas para regular a temperatura corporal, além de apresentar problemas de pele devido à exposição solar.

O ideal então é procurar a ajuda de um profissional da área de banho e tosa, para que ele lhe oriente sobre o melhor a ser feito, para que seu animalzinho passe bem por essa fase de calor.

Em algumas raças a tosa é necessária não somente no verão, e sim durante o ano todo, não por motivos estéticos, mas por uma questão de higiene e saúde. O Shih-tzu, o Poodle, o Cocker, o Lhasa Apso estão entre as raças que precisam de tosa não somente no verão, mas a cada 45 dias, em média. Algumas raças podem ganhar a tosa de três em três meses, podendo variar bastante. O profissional do pet shop saberá indicar qual o tempo de intervalo das tosas.

Cuidados

Muitos acreditam que somente a tosa pode aliviar a sensação de calor do animal de estimação, o que não é verdade. Alguns cuidados básicos podem ser adotados no dia a dia para aumentar a sensação de conforto térmico do animal.

Banhos e hidratações mais frequentes, utilizando xampus específicos para animais de estimação e escovação diária para remover os pelos mortos e arejar a pele, são medidas que ajudam a manter a saúde e a beleza da pele e pelagem. Há inclusive tosas que diminuem o volume da pelagem e embelezam o animal sem prejudicar a proteção da pele neste período de intenso calor. A escolha certa do tipo de tosa e de um profissional de confiança é essencial.

Há algumas pessoas que optam em fazer a tosa em casa mesmo, mas na maioria das vezes isso não é uma boa ideia. Isso porque quem não é profissional, não sabe exatamente como fazer uma tosa ideal de acordo com a raça, para isso há pessoas especializadas para essa função. Não é só passar a máquina no cão e pronto. O profissional de um pet shop está preparado para saber se tal raça deve manter o pelo ou não, se a tosa no verão deve ser feita, se é melhor a tosa higiênica, na qual se tosa as regiões íntimas, a barriga e demais lugares que sujam mais, ou se é melhor a tosa bebê, que deixa a pelagem baixinha como dos filhotes. Enfim, na dúvida, sempre consulte um profissional.

Tosa

Escolha um profissional para ser o tosador oficial do seu cachorro. Os cuidados com o animal e a experiência devem estar em primeiro lugar na hora da escolha. E fique atento às condições de higiene do pet shop onde você optou por levar seu melhor amigo e também para a maneira como os animais são tratados.

E nunca se esqueça, muitas pessoas se preocupam apenas com a tosa, acham que essa medida é o suficiente para os animais enfrentarem o calor, o que não é verdade. Outros cuidados devem ser tomados, como oferecer, sempre, água fresca ao pet, deixá-los em locais frescos, com sombra e ventilação, evitar passeios em horários de calor intenso e não deixá-los sobre pisos muito quentes, uma vez que as patinhas podem queimar se o animal caminhar em calçadas e ruas superaquecidas pelo sol desta estação.

Equilíbrio: Pelagem atua como um isolante térmico e evita que o animal perca ou receba calor em excesso (Foto: Divulgação)

Equilíbrio: Pelagem atua como um isolante térmico e evita que o animal perca ou receba calor em excesso (Foto: Divulgação)

Preciso de um lar

Esse é o Billy, um macho de cinco anos, labrador, porte grande. Ele já está vacinado e é muito dócil. Vamos ajudá-lo a encontrar um lar!? Interessados podem entrar em contato através do e-mail da coluna.

foto 2

Cantinho do leitor

Essa coisinha fofa é a Pérola, a bebezinha da Dhiessica.

foto 3

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas.

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Untitled Document