segunda-feira, 21 de Maio de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Pesquisa mostra as dez raças mais queridinhas dos brasileiros

Pesquisa mostra as dez raças mais queridinhas dos brasileiros

Matéria publicada em 7 de Março de 2018, 07:00 horas

 


Os vira-latas lideram o ranking; poodles ficaram com o segundo lugar

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira
Uma recente pesquisa realizada pelo jornal Brasil Econômico mostrou quais são as dez raças de cachorro mais populares no Brasil. E o resultado do ranking foi o seguinte:

1°. Sem raça definida (ou “vira-lata”)
1º - Vira Lata

2°. Poodle
2º - Poodle

3°. Pinscher
3º - Pinscher

4°. Labrador
4º - labrador

5º. Yorkshire

5º - Yorkshire

6º Shih Tzu
6º - Shih-Tzu

7º. Maltês
7º - maltes

8º. Pug
8º - pug

9º. Golden Retriever
9º - Golden_Retriever

10°. Bulldog Francês
10º - Bulldog

Os vira-latas (sem raça definida) lideram o ranking. Estima-se que cerca de 20% dos cães brasileiros não têm raça definida ou são mestiços descendentes, ou seja, não tem características específicas de nenhuma raça.
Já os Poodles garantem o segundo lugar desse ranking, onde estima-se que 12% dos cachorros que vivem no Brasil são Poodles. Isso se deve a suas características como comportamento sociável, afetuoso e por serem muito inteligentes.
Em terceiro lugar estão os Pinschers, onde quase 7% dos cachorros brasileiros são dessa raça. Os Pinschers conquistam seus donos por ser uma raça de pequeno porte, confiante, segura e sempre alerta.
Os Labradores ocupam a quarta posição com quase 6% dos cães no Brasil sendo dessa raça. A simpatia e a versatilidade são as principais características deles, que conquistam cada vez mais admiradores por serem amigáveis, dóceis, e se darem bem com todo tipo de ser humano, inclusive crianças. Além disso, pode ser utilizado como um cão de caça, um guarda, guia para cegos ou até um cão de busca, para uso policial.
Em quinto lugar temos o Yorkshire, estima-se que 5% das raças brasileiras são da raça Yorkshire. Eles chamam atenção pela sua aparência, pois são belos, pequeninos e bastante peludos, além disso, possuem outras características que encantam, entre elas, é brincalhão, dócil, sociável e muito apegado ao dono.
Dando sequência ao ranking vem o Shih Tzu, Maltês, Pug, Golden Retriever e o Bulldog Francês.
Enfim, independente da raça o importante é que nossos cães vão sempre nos amar, brincar e nunca nos abandonar!

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas. Mais informações pelo WhatsApp (24) 98816-1583.

 

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

4 comentários

  1. Eu tenho um shih tzu…Comecei a amar este animal quando li este artigo: http://www.petshoplovers.com/shih-tzu/ Leiam pois vale a pena!

  2. Quando se fala em animal de estimação, a maioria das pessoas pensa logo em um cãozinho pulando e correndo pela casa. Só que ter um cão nem sempre é possível, pois ele precisa de espaço que é coisa rara nas casas e apartamentos atuais, e de muita disponibilidade de tempo do seu dono, coisa que nem sempre é possível.

    E então o que fazer? Desistir de ter um bichinho de estimação? Claro que não. Há inúmeros animais que se acostumam a uma casa menor ou a um dono com uma vida mais agitada.

    Um hamster, peixinhos, uma chinchila ou diversos outros bichinhos podem se tornar grandes companheiros, mas e porque não um gatinho de estimação? Muitos falam que não gostam de gatos… Isso provavelmente acontece porque essas pessoas nunca tiveram um, e não sabem como é bom um ronronar de um bichano de estimação.

    Gatos são mais independentes
    • Claro que os gatinhos precisarão de carinho do seu dono, de ração de qualidade, de água fresquinha e brincadeiras, mas no geral, eles suportam melhor a ausência das pessoas, várias horas por dia. Como a maioria dos humanos passa boa parte do dia fora de casa, divididos entre trabalho, estudos e transito caótico, um cão que precisa de muita atenção pode não ser o melhor animal. Já o gato, que sabe ficar perfeitamente bem aguardando a pessoa chegar para recebê-la com miados e um delicioso ronronar, poderá ser o animal de estimação ideal.

    • Alguns cães, devido à solidão e a ausência do dono em casa, chegam a ter uma doença chamada de dermatite psicogênica. É quando o animal começa a se automutilar, arrancando pelos do seu próprio corpo. Isso acontece pela ansiedade e tristeza que ocorre por seu dono não estar com ele. Embora essa doença possa ocorrer em outros animais, raramente ocorre em gatos, pois eles convivem com essas horas diárias sem companhia, melhor. Principalmente se tiver mais de um gatinho na casa e se o dono preparar e espalhar vários brinquedinhos pela casa.

    Gatos são limpinhos

    Ensinar um cão a fazer o xixi e o coco no lugar certo, não é trabalho dos mais fáceis. Já os gatos, são naturalmente muito limpinhos e aprendem em pouquíssimos dias a usar a caixinha de areia. Basta mantê-la limpinha, colocar um coco do gatinho dentro da caixinha e levá-lo lá, para que observe o lugar. Nas próximas vezes ele provavelmente já irá procurar a caixinha de areia para fazer as necessidades. Esse procedimento é mais fácil e rápido com animais de mais de 2 meses, porque antes são tão bebes que não entendem o ensinamento muito bem.

    Outra dica importante sobre a caixinha de areia é colocá-la em um canto da parede. O gato, mesmo quando está nela, fica alerta e quando ele pode ficar de costas para a parede e visualizando o restante da casa, se sente mais seguro.

    Adaptam-se bem em apartamento

    • São animais menores e mais silenciosos do que os cães. Moram em apartamentos e adaptam-se com facilidade. O dono só precisará colocar telas nas janelas, para evitar que o bichano pule e providenciar brinquedinhos para espalhar pela casa, afinal, o animal precisará se movimentar e se divertir.

    • Como miam pouco e quando miam, o som é baixo, eles não irão incomodar o vizinhos e não trarão problemas com o barulho. Ter dois gatinhos juntos é uma ótima opção, pois um servirá de companhia para o outro para se divertirem enquanto o dono não está em casa e para correm e brincarem, gastando energia e fazendo exercícios físicos.

    Gatos são mais baratos para se manter

    Claro que esses bichinhos fofos e carinhosos precisam de ração de boa qualidade, vacinas, visitas ao medico veterinário, eventualmente podem ficar doentes e precisar de algum medicamento, devem tomar vermífugos etc. Só que como são pequenos e têm em torno de 3,5 Kg apenas, eles acabam comendo menos e os gatos com ração são menores.

    Os banhos, quando necessários, podem ser dados em casa, no chuveiro, pois os gatinhos são pequenos e fica mais fácil esse procedimento. Além disso, eles não precisam ser dados com freqüência, já que se tratam de animais muito limpos que mantém a sua própria higiene. Assim, a pessoa economiza no banho e tosa, fazendo com que os felinos possam ter um custo mais baixo.

    Cachorros são fofos mas, sim, às vezes deixam um cheiro que incomoda pela casa.

  3. Nos tempos em que vivemos, com o caos na segurança pública, o Fila Brasileiro – o melhor cão de guarda – vai se tornar cada vez mais popular!

Untitled Document