segunda-feira, 25 de setembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Saiba como cuidar do seu bichinho idoso

Saiba como cuidar do seu bichinho idoso

Matéria publicada em 6 de setembro de 2017, 07:00 horas

 


Expectativa de vida pode mudar de acordo com o porte; hoje em dia nossos animais vivem muito mais do que viviam antigamente

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

 

Assim como nós humanos, os animais também envelhecem. E é nessa fase da vida que ele requer atenção especial e cuidados redobrados. Mas como saber se meu animalzinho é considerado idoso ou não?

Os cães vivem, em média, entre 12 e 14 anos, mas há alguns casos que podem passar dos 16 anos. Porém, a expectativa de vida pode mudar de acordo com o porte. Animais de porte grande têm expectativa de vida menor (entre oito e 10 anos). Já os de porte pequeno, têm expectativa de vida maior, alguns casos pode até superar os 16 anos de vida. Sendo assim, os cães de porte grande são considerados idosos quando atingem os sete anos de vida, já os de pequeno porte são considerados idosos aos nove anos.

Já para os gatos, essa idade varia entre sete e 10, dependendo se tem acesso com frequência a ambientes externos ou não.

Essas idades de envelhecimento citadas podem variar de acordo com a raça, tamanho, genética e até mesmo os cuidados que o cão recebeu ao logo da vida.

Hoje em dia nossos animais vivem muito mais do que viviam antigamente, e em melhores condições, isso devido aos cuidados que temos com eles. É importante saber que um cachorro ou gato idoso não é somente aquele que possui alguma limitação (física ou mental). Assim como a gente, existem pets idosos super dispostos e saudáveis. O que vai definir então se o seu animalzinho é idoso ou não, é simplesmente a idade que ele tem.

E quais são os cuidados que devemos ter com os nossos idosos?

O principal cuidado é com a saúde deles, prevenindo assim as doenças da terceira idade. As mais comuns em pet idosos são: Artrite, dificuldade de locomoção, diabetes, câncer, problemas de tireóide (principalmente em gatos), doenças de fígado, doenças renais (principalmente em gatos), doenças cardíacas, perda gradativa de visão e obesidade.

Essas são doenças comuns de acometerem os pets idosos. E é por isso, como já comentei em matérias anteriores, que os cães idosos necessitam de acompanhamento médico veterinário mais frequente, sendo indicado check up pelo menos a cada seis meses.

Além dos cuidados com a saúde, outros cuidados são importantes para garantir uma melhor qualidade de vida e aumentar assim a expectativa de vida deles, são eles:

– Alimentação balanceada para manter o peso ideal, controle de parasitas;

– Vacinação (sempre realizada por um médico veterinário);

– Praticar exercícios para manter a mobilidade, mas sempre dentro das limitações dele;

– Saúde mental através de exercícios, brinquedos e tarefas;

– Deixe-o dormir o quanto quiser;

– Evite que ele corra ou mesmo que ande em pisos lisos;

– Ajude-o a executar tarefas as quais ele não consegue mais, como por exemplo, subir escadas;

– Substitua o comando de voz por sinais manuais, pois com o passar do tempo os cães escutam menos e esta é uma boa alternativa para manter a comunicação com ele;

– Proteja-os de temperaturas extremas como calor e frio;

– Cuide dos dentes deles, esses cuidados são importantes durante toda a vida do animalzinho, mas esses cuidados devem ser maiores nos animais idosos;

– Facilite o acesso às áreas onde eles fazem suas necessidades;

– Ofereça bastante água, pois os animais idosos necessitam beber mais água ao longo do dia;

– Procure um médico veterinário logo ao primeiro sinal de mudança de comportamento ou qualquer tipo de desconforto que ele possa estar sentindo.

A parte mais desafiadora de ter um cachorro ou gato idoso é aceitar que eles não estão tão ativos e felizes quanto antes. É difícil encarar que eles estão ficando mais velhinhos e que um dia irão nos deixar. E é difícil cuidar deles nessa fase.

E por mais difícil que seja, nunca os abandone, é nessa fase que eles precisarão mais de você. Vamos respeitar nossos idosinhos. Vamos dar todo o respeito e dignidade àquele que sempre nos fizeram tão felizes.

Assim como nós: Existem pets idosos super dispostos e saudáveis (Fotos: Divulgação)

Assim como nós: Existem pets idosos super dispostos e saudáveis (Fotos: Divulgação)

 

Preciso de um lar

O Toby é um vira-lata de seis meses, já vacinado. Ele tem porte médio e é super dócil. Vamos ajudá-lo a encontrar um lar?

1

Cantinho do leitor

Esse é o Bisnaguinha, um verdadeiro guerreirinho. Sofreu muito nas ruas, mas graças a Deus encontrou sua dona Luly, que lhe deu um finalzinho de vida digno e repleto de muito amor e carinho. Exemplo de ser humano, que cuidou dele sem se importar se era de raça, de rua e idoso.

3 2

 

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas.

 

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document