sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Seu pet pode ou não participar da ceia de Natal?

Seu pet pode ou não participar da ceia de Natal?

Matéria publicada em 20 de dezembro de 2017, 07:00 horas

 


Maior parte dos alimentos natalinos faz mal para os animais de estimação

wp-coluna-animal-glayce-cassaro-pereira

O Natal está chegando! Uma data tão especial e tão esperada. Data religiosa, onde reunimos família e amigos, com comidas gostosas e típicas da época. Casas e ruas enfeitadas, muitos presentes e muita alegria.  Porém, em muitas casas, tem alguém que fica de fora dessa história… O animal de estimação.

Mesmo o cão ou o gato da casa sendo considerado um membro da família, ele acaba ficando de fora desta festa por não poder comer a maioria, ou se não, todas, as comidas que pertencem à ceia de Natal.

Mas o fato de os animais não poderem comer todos os pratos de uma ceia, não significa que eles não devam participar da festa.

É possível preparar uma ceia para eles, tudo de forma muito saudável e sem ter muito trabalho.

Sabemos que o ideal é que eles se alimentem somente de ração premium ou super premium, de acordo com suas características, porte, raça e necessidades, pois este tipo de alimento já contém tudo que ele precisa para se manter saudável e saciado. Mas, em datas como essa, é permitido fugir um pouco dessa regra, oferecendo uma alimentação natural e saudável para eles, com ingredientes de primeira qualidade e sem corantes, conservantes e produtos transgênicos. Uma forma de oferecer uma comida diferente e saborosa para o seu amiguinho e variar um pouco na ração de todo dia, sem correr o risco de oferecer algum alimento que possa prejudicar a saúde dele.

Porém, é muito importante ter atenção e cuidado, pois cães e gatos não podem comer as mesmas comidas e ingredientes que nós. Alguns destes alimentos podem, inclusive, intoxicá-los! Para, então, dar uma chance a eles de participarem da ceia, listei abaixo as comidas e alimentos que o seu pet poderá ou não comer na ceia de Natal. Mas, lembre-se, em quantias moderadas, é claro!

Alimentos proibidos

A maior parte dos alimentos natalinos faz mal para os animais de estimação. Na lista dos proibidos estão: uva passa, farofa, salpicão, molhos, rabanada, frutas secas, panetone, chocotone, chester e peru temperados, ossos cozidos, chocolate, torrões, biscoitos, nozes, marzipã, massas fermentadas e qualquer coisa que tiver muita gordura. Ou seja, tudo isso tem que ficar fora da lista de comidas a serem oferecidas neste dia para o bichinho. Mas, principalmente:

– Os frutos do mar: pois a carcaça e as cascas de frutos do mar contêm uma substância denominada quitina, que eles não digerem bem, podendo provocar vômitos, diarreia e constipação;

– O chocolate: que contém uma substância chamada teobromina, que é tóxica para os animais de estimação;

– A cebola e o alho: que contém um componente chamado tiosulfato que destrói os glóbulos vermelhos, causando-lhes anemia, debilidade e problemas respiratórios;

– O álcool: qualquer bebida alcoólica é prejudicial e tóxica para os animais, inclusive em pequenas quantidades;

– Uvas: foi comprovado que elas podem afetar o funcionamento dos rins de nossos amigos peludos;

– Os ossos: Os ossos de assados natalinos não devem ser dados ao pets, principalmente os de aves, pois podem ocasionar perfurações intestinais, diarreia e constipação;

Ceia própria: Cães e gatos possuem necessidades nutricionais específicas (Fotos: Divulgação)

Ceia própria: Cães e gatos possuem necessidades nutricionais específicas (Fotos: Divulgação)

Alimentos permitidos

Alguns dos ingredientes interessantes de se colocar na ceia de Natal para animais são: pedaços de frango cozidos sem tempero, legumes feitos no vapor e sem sal (cenoura, brócolis, abóbora, batata e ervilha, entre outros) e algumas frutas como maçã e banana. Se quiser deixar o prato dele um pouco mais atrativo, vale cozinhar um pouco de arroz (apenas cozinhar na água, sem óleo, cebola ou sal) e misturar, mas a quantidade deve ser bem pouca.

Se as comidas ditas acima não fazem parte das que serão servidas para os humanos, ou se você não fará a própria ceia (encomendou de algum restaurante ou combinou com a família que cada um levará um prato) e, além disso, tem que arrumar muitas coisas e não vai sobrar tempo para a ceia de Natal para animais, a melhor opção para você são as comidinhas prontas natalinas. Algumas empresas produzem panetone, papinhas de sabor chester ou peito de peru e até colombas pascoais para animais de estimação. Os produtos levam apenas ingredientes que gatos e cachorros podem comer.

Lembre-se, os cães e gatos não são uma espécie de contêiner de reciclagem de alimentos, ou seja, restos de comidas natalinas não devem ser dados a eles.  Cães e gatos possuem necessidades nutricionais específicas e dar restos de comidas, seja de datas festivas ou do dia a dia, pode comprometer sua saúde, causando problemas gastrointestinais graves que podem levá-los a morte.

Enfim, com um pouco de imaginação e produtos adequados para o nosso peludo, podemos elaborar uma linda ceia natalina para eles e inclui-los na festa.

Tenham todos uma ótima ceia de Natal e boas festas!

Cantinho do leitor

Essas são Nina e Catarina, filhas queridas da Luly. Essas cadelinhas especiais já estão no clima do Natal.

cantinho do leitor

 

 

Quer ver o seu bichinho de estimação aqui também? Basta enviar uma foto dele para o e-mail (glayce.cassaro@diariodovale.com.br). Sugestões e dúvidas também são bem vindas. Mais informações pelo WhatsApp (24) 98816-1583.

 

 

GLAYCE CASSARO PEREIRA | glayce.cassaro@diariodovale.com.br

Untitled Document