segunda-feira, 23 de abril de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Sexta-feira estreia o espetáculo ‘A Dois. Contos de outra Margem’

Sexta-feira estreia o espetáculo ‘A Dois. Contos de outra Margem’

Matéria publicada em 13 de dezembro de 2017, 08:00 horas

 


wp-coluna-em-cena-joao-vitor-monteiro-novaes

Estreia na sexta-feira, dia 15 de dezembro, às 19h, no Sesc Barra Mansa, o espetáculo “A Dois. Contos de outra Margem”, que é o resultado da Oficina de Teatro 2016 da unidade Sesc Barra Mansa. Ministrada aos sábados, a oficina começou no final do mês de maio e contou, no seu início, com 32 alunos da faixa etária de 13 a 20 anos.

Metade dos alunos já havia tido contato com o teatro nas oficinas nos anos anteriores, e a outra metade estará subindo no palco pela primeira vez, como é o caso de Camily Baptista, 13 anos, que se disse empolgada. “Sabe, eu sempre sonhei em estar em um palco atuando, só que eu achava que nunca conseguiria. Foram anos tentando fazer teatro e nunca conseguia, e, chegou a minha última tentativa, e eu consegui o que eu sempre quis, que era entrar no curso, subir no palco e poder mostrar tudo o que me inquieta”.

O processo artístico foi conduzido por mim, João Vitor Novaes, que estabeleci que para a criação do espetáculo era necessário haver uma primeira abordagem de temas. Ficou estabelecido junto com os alunos que investigaríamos o amor e todas as possibilidades de amar. A partir desse tema levantamos importantes contos de autores brasileiros como Guimarães Rosa, Caio Fernando Abreu, Lygia Fagundes Telles, Rodrigo Nogueira e outros; depois, situamos quem iria contar essa história.

Segundo Guilherme Lynn, 18 anos, e Bruno Lopes, 20 anos, a sensação de estar no espetáculo é tão gratificante e única, que faz com que eles consigam observar os resultados do que aprendeu nas aulas.

– O treinamento do corpo, os sentidos e estados emocionais que são fatores essenciais, todo o processo de desenvolvimento da peça, desde quando recebemos o roteiro até a finalização completa está sendo desafiador, tanto pessoal quanto profissional – diz Guilherme. “Teatro, a arte do efêmero, aonde aprendi que é possível passar energia, emoção e sensação, através de palavras e gestos. Para mim, é uma válvula de escape, aonde coloco em prática tudo aquilo que aprendi, tudo aquilo que tenho que expor. Sinto-me feliz, sinto-me bem, como se o mundo estivesse ali parado me assistindo, a cada frase dita é uma energia diferente”, completa Bruno.

“A Dois. Contos de outra Margem” parte de um metateatro, que é o teatro dentro do teatro, e fala sobre um grupo de atores que está reunido em uma antiga biblioteca desativada procurando algo para apresentar no dia da conclusão do curso de teatro. Essa brincadeira entre realidade e ficção vai revelando muitas coisas que surgiram durante a montagem. As atrizes Annelize Rodrigues, 18 anos, e Alanis Freitas, 15 anos, revelam um pouco como foi esse processo.

– O processo foi incrível, pois vivemos momentos de muito aprendizado, experiências, descobertas e ali já estávamos sendo preparados para o espetáculo. As aulas foram incríveis, com diversos pontos de trabalho específico que ajudam muito no preparo de uma cena. Foi maravilhoso esse ano e tudo que eu evoluí, com o professor que está ali corrigindo e ensinando e todos os parceiros de cena que estão ali somando – disse Annelize.

Alanis completou afirmando que desde o começo do curso soube que seria uma experiência e tanto. “E está sendo. Os exercícios feitos em aula, as técnicas apresentadas pelo professor, ver cada uma dessas coisas sendo aplicadas em cena mostra o conhecimento que foi adquirido, a evolução da turma, isso é gratificante. O espetáculo está montado, o dia já está marcado, agora é a nossa vez de mostrar tudo que foi praticado no decorrer desses meses”.

A trilha sonora vai ser executada ao vivo pelos atores Dudu Zerbone, 18 anos, e Vincent Euzébio, 15 anos, que além de tocar e atuar na peça, compôs uma música para uma das cenas.

Após oito meses de trabalho o grupo já estabeleceu relações que vão além das profissionais.

– Para a minha vida pessoal, é um lugar onde me encontro e encontro com outras pessoas que têm esse mesmo sonho de representar e se comunicar de uma maneira diferente. São muitas lições aprendidas ao longo do tempo e muitos amigos que levarei para a vida – falou Miguel Dionízio, de 16 anos, revelou.

‘A Dois. Contos de outra Margem’: Peça é o resultado da Oficina de Teatro 2016 da unidade Sesc Barra Mansa (Fotos: Divulgação)

‘A Dois. Contos de outra Margem’: Peça é o resultado da Oficina de Teatro 2016 da unidade Sesc Barra Mansa (Fotos: Divulgação)

 

Fica técnica

‘A Dois. Contos de outra Margem

Concepção e direção: João Vitor Novaes

Elenco: Alanis Freitas, Annelize Rodrigues, Bruno Lopes, Camilly Baptista, Dudu Zerbone, Guilherme Lynn, Iuri Gabriel, João Marcos Fagundes, JP Viana, Letícia Alves, Lincoln Pedrosa, Maria Clara Gabriel, Miguel Dionizio, Natália Penedo e Vincent Euzébio.

Sinopse: Como um menino que não se desgruda do brinquedo novo, os atores vasculham poemas, memórias e contos de importantes autores atrás de palavras localizadas nas margens. Acabam por descobrir que nas distintas relações e maneiras de amar se encontra o material dramatúrgico para a peça.

 

Serviço

A apresentação de ‘A Dois. Contos de outra Margem’ será sexta-feira, dia 15 de dezembro, às 19h, no Sesc Barra Mansa.

 

em cena (2) em cena (4)

 

 

JOÃO VITOR MONTEIRO NOVAES  | joao.vitor@diariodovale.com.br

Untitled Document