quinta-feira, 25 de maio de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Sobre planos futuros

Sobre planos futuros

Matéria publicada em 30 de dezembro de 2016, 07:00 horas

 


wp-coluna-um-papo-com-a-vida-aline-stteel

 

O ano está terminando, e segue uma sugestão. Quanto aos seus planos futuros, anote em um papel nesse início de ano o que realizou, o que conseguiu fazer, o que conseguiu superar e ultrapassar. Olhe para esse papel e veja o que você construiu, também em termos de ser quem você quer ser, porque isso é muito importante. Coloque metas pequenas, das menores para maiores, anote metas atingíveis e caminhe devagar, estabeleça prazos para cumprir as metas menores e assim, quando perceber, terá realizado uma de suas grandes metas, ou seja, divida uma meta grande em várias pequenas e vá realizando uma a uma, mesmo que algumas possam lhe parecer bobas.

Quanto a relacionamentos, cuidado, minha luta atual é contra o ciclo de abusos nos relacionamentos doentios em que é muito difícil para a mulher se libertar. Esse tipo de relacionamento causa danos irreversíveis e profundos em mulheres em todo lugar. E isso é muito mais comum do que se imagina e não acontece somente nas classes menos favorecidas não. Mas esse é um assunto vasto que peço que se informem, procurem ajuda e ajudem. Muitas mulheres ainda são vítimas de agressões verbais, xingamentos e comportamentos abusivos disfarçados de crises de ciúmes apenas.

A mulher se isola, esconde-se da família e tem vergonha da sociedade. O abusador por sua vez, comete o mesmo erro muitas vezes até chegar em situações mais perigosas que é onde a mulher percebe que está sofrendo e precisa tomar uma atitude. O abusador faz juras de amor e pede perdão incontáveis vezes e a mulher, que normalmente abdicou de sua carreira e vida pessoal para viver em função do marido, da família e da casa, perdoa incansavelmente acreditando que assim, estará salvando seu casamento. E quando se vê tendo que tomar uma atitude e sair do relacionamento abusivo precisa começar do zero, sem carreira, sem emprego e tendo devotado a vida à sua família. Muitas entram em desespero e precisam de ajuda psicológica para se recompor e se reconstruir diante da vida.

Precisam aprender a se colocar no mundo sem nenhum tipo de culpa ou vergonha. A maior dificuldade dessas mulheres é se livrar do medo, que foi enraizado nelas ao longo de todo o relacionamento, todos os tipos de medos, principalmente aqueles que a fazem acreditar que não conseguirão viver sozinhas, pois não terão o que comer ou como sustentarem-se. Apesar de parecer uma assunto “fora de moda” saibam que é um assunto extremamente atual e que acontece com mais frequência do que se possa imaginar.

Luta

Nesse ano minha luta foi essa, em favor das mulheres e contra qualquer tipo de relação abusiva que diminua ou amedronte uma mulher a impedindo de construir para si um futuro próspero e de amor. E para o próximo ano minha luta continuará. Como profissional da área de saúde pretendo me deparar cada vez menos com histórias absurdas de relacionamentos abusivos e homens sem caráter.

Vou aproveitar e desejar a cada um que esse novo ano possa ser novo de fato, que todas as coisas velhas e prejudiciais fiquem em seu passado e que cada um construa nesse ano castelos de valores e benfeitorias ao próximo, sem demagogia, sem julgamentos, sem preconceitos. E que não nos importemos tanto em qual imagem iremos passar no Facebook e sim em qual ser humano estaremos construindo para nós mesmos e para nossos filhos nesse ano que se inicia. Que consigamos de fato ser exemplos. Ficarei um tempinho sem ver vocês, mas em breve assim que possível retornarei com minha coluna que tanto amo escrever. Obrigada por me acompanharem, me sinto imensamente abençoada por tê-los aqui comigo e por ter a oportunidade de fazer o que amo!

Escrever, derrubar tabus, esclarecer a psicologia e seus tratamentos, enfim, compartilhar minhas histórias com vocês. Muito obrigada! Sou abençoada por tê-los comigo. Um ano de justiça, amor e paz para nós! Espero voltar em breve!

 

ALINE LIMA  | aline.stteel@diariodovale.com.br

3 comentários

  1. Muito obrigada gatona!

  2. Muito obrigado Aline por compartilhar conosco a sabedoria que tua formação te proporcionou…nisto reside a maior virtude do ser humano: a generosidade ao invés da mesquinhez!!! A sabedoria iniciática dos povos antigos preconizava que a transcendência do indivíduo estava justamente na capacidade de dar ao outro mais do que o necessário, e foi isto que você sempre fez em seus escritos aqui nesta coluna!
    Que o Grande Arquiteto te ilumine e guie sempre os teus caminhos! Amizade, Paz e Prosperidade pra ti e toda tua família!
    Feliz Ano Novo!

    • Muito obrigada! Lindas e emocionantes suas palavras! Um ano de paz, sabedoria e amor pra nós né?! Fique com Deus e obrigada por me acompanhar!

Untitled Document