quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Um jatinho para o governador

Um jatinho para o governador

Matéria publicada em 18 de agosto de 2017, 07:00 horas

 


Pezão quer avião com poltronas giratórias e autonomia de 2200 km; fato deixou chocados os servidores públicos que ainda nem receberam o décimo terceiro salário

wp-coluna-espaco-aberto-jorge-calife

O governador do estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, quer contratar um jatinho executivo para suas viagens pelo Brasil. A divulgação da licitação, na semana passada, provocou uma investigação do Ministério Público. E deixou chocados todos aqueles servidores públicos que ainda nem receberam o décimo terceiro salário. Mas o governador tem seus motivos. Com sua popularidade em baixa, Pezão corre o risco de ser hostilizado se embarcar em um voo comercial comum.

O governo do estado está disposto a gastar 2,5 milhões de reais em um jatinho para o governador percorrer os céus do Brasil. Afinal, não se trata de um reles Learjet. O avião do Pezão tem que ser a jato, com duas turbinas, deve ter banheiro privativo separado da cabine dos passageiros. Precisa ter poltronas giratórias, para permitir reuniões de governo durante as viagens e uma autonomia de 3,5 horas de voo, ou 2200 km.

Tirando as comissárias de bordo sexies, é quase como aquele jato executivo que o Tony Stark usou no primeiro filme do Homem de Ferro. O avião do Tony Stark é ficção, mas não será difícil encontrar um avião adequado, entre as empresas de táxi aéreo que operam no Brasil. Os jatos executivos birreatores são divididos em três categorias, de acordo com o tamanho e a autonomia. Tem os pequenos, chamados leves, como o LearJet 40 e o Cesna Citation que não servem para o governador. Eles têm cabine estreita e um banheiro só. Daí que podemos eliminar essa categoria.

Para achar o avião que o Pezão procura temos que ir para a categoria dos jatos de porte médio ou grande. Há inúmeros modelos, de uma série de fabricantes. Um jato da categoria média é o Learjet 45, igual ao PR-JBS do empresário Joesley Batista, que levou o presidente Michel Temer e sua esposa para o resort Transamerica, em Comandatuba. Na época Temer não achava que os Batistas eram bandidos. O Learjet 45 é um belo avião, com um alcance de três mil quilômetros, pode ser equipado com poltronas giratórias, mas ainda é meio estreito para reuniões de governo.

Luxo

Afinal, procuramos um avião com espaço interno suficiente para virar um escritório aéreo. Algo maior do que o necessário simplesmente para levar o presidente e a primeira dama para um resort. Vamos passar para a categoria dos jatos executivos de grande porte. Um avião que preencheria todas as expectativas do Pezão é o Cesna Citation Sovereign que vem com poltronas giratórias e mesinhas.

Também serviria o Challenger 600 da Bombardier, que foi usado pelo Anthony Hopkins no filme “No Limite”. Ele tem capacidade para até 19 passageiros, dá para levar a equipe toda de governo dentro dele. E o raio de ação é de seis mil quilômetros. Suficiente para ir festejar a assinatura de um contrato em Paris como o Sergio Cabral gostava de fazer. O Challenger 600 é da categoria jatos grandes, mas infelizmente não tem nenhuma empresa brasileira operando esse jatão. Melhor dar preferência à indústria nacional e escolher um Embraer Legacy 650 que tem a mesma capacidade do avião canadense.

Essa é uma daquelas coisas sobre o Brasil que os estrangeiros custam a entender. O governo está revendo as metas e anunciou esta semana que o rombo nas contas públicas é bem maior do que se imaginava. O estado do Rio de Janeiro está praticamente falido, com os funcionários públicos fazendo fila para receber cestas básicas. Em um quadro desses como justificar o avião de luxo do governador?

São os privilégios do poder. Afinal, é por isso que os nossos políticos se agarram com unhas e dentes aos seus mandatos. E, afinal de contas, eles foram eleitos pelo povo brasileiro, não foram? Se o povo discorda, que se manifeste.

Sofisticado: A cabine do Legacy 650 tem assentos giratórios

Sofisticado: A cabine do Legacy 650 tem assentos giratórios

 

JORGE LUIZ CALIFE | jorge.calife@diariodovale.com.br

11 comentários

  1. Tomara que caia esse avião será menos um ladrão ns política

  2. Acho o senhor um tanto seletivo. Seus ídolos também não teriam como escapar dessa, tais como: Aécio, Aloysio Nunes, Dória, Renan Calheiros, Tasso Jereissate,, o Bolsa, Pezão, Eduardo Paes, Rodrigo Maia, Alckimim e por ai vai, e, como ex presidentes, José Sarney, Collor, FHC, Temer.
    Sei q vai falar: Cadê a Dilma ?
    Aí eu direi: Já está incluída, implicitamente, no seu pacote seletivo.

  3. الفتح - الوغد

    Embraer é o melhor avião. Aliás, é o que de melhor esse país faz, excetuando aquilo que a natureza provê…

  4. Parabéns pelo texto.

  5. Esse é o nosso país: uma república na teoria, mas uma monarquia na prática. Não somos cidadãos que elegem representantes, mas sim, súditos que tem que bancar e reverenciar a nobreza em Brasília e demais senhores feudais nos estados.
    Só mesmo um esquerdista para defender um Estado grande como solução para os nossos problemas. Estas bizarrices são a consequência real destas ideias. Basta lembrarmos também do luxo e do tamanho das comitivas da Dilma e do Lula quando viajavam para o exterior.

  6. Só aqui nesta republiqueta de bananas, que Governadores e outros cargos afins, tem essa mordomia. Os jatos da Aeronáutica não fazem o que deviam |( fiscalizar as fronteiras ) pois tem que ficar carregando Deputados e Senadores de graça para suas bases ( que bases ? ) . A BAGUNÇA vem de todos os níveis da politica. E o POVO ? Ora o POVO é um simples DETALHE.

  7. tuquinha o inesquecivel puxa

    NÃO VOTEI NESSE ATUAL GOVERNO POR ESTAR FORA DO ESTADO NAS ELEIÇÕES PASSADAS, SÓ DIGO UMA COISA, NÃO É SÓ O RIO QUE ESTA QUEBRADO, NÃO, TODOS OS ESTADOS, O SEU CABRAL E SUA TURMA PEGOU DINDIM QUE VEIO DO DO LULA DA DILMA QUANDO MANDAVAM NO PAÍS, E QUALQUER OUTRO PEGARIA COM CERTEZA, IMAGINA SE FOSSE O GALHOTINHO, LINDINHO OU ATÉ O SOBRINHO DA UNIVERSAL ? MUITOS ACREDITAM EM POLITICOS, E PIOR AINDA, NESSES QUE ESTÃO ACUSANDO O CABRAL, ELES SÃO PIORES, PENA QUE NA ÉPOCA DELES NÃO TINHA INTERNET LIVRE, E ENTRE TODOS OS GOVERNADORES DO RIO, DIGO, TODOS, O QUE MAS FEZ OBRAS FOI O SEU CABRAL, PROCUREM SABER, PROCUREM, O CABRAL SE FERROU POR TER OLHO GRANDE, E QUERER SER O PODEROSO CHEFÃO QUANDO VIU QUE DINHEIRO VINHA DO CÉU, NÃO PRECISAVA DISSO, AGORA TEM QUE PAGAR PELO QUE FEZ, VAMOS FICAR DE OLHO, QUE OS ANTIGOS, INCLUSIVE FAMILIA QUE JÁ MANDOU NO ESTADO QUEREM VOLTAR, C U I D A D O, FAÇAM UMA PESQUISA, PROCUREM SABER SUAS INTENÇÕES, SEUS PROCESSOS, ETC . . .

  8. Será que dá para repetir um movimento “à la revolução francesa” em nosso país? Bom, pelo menos, motivo e ambiente já existem: PLEBISCITO PARA SE ELEGER A GUILHOTINA, JÁ!!!

    • Lula seria o primeiro presidente do país a ser guilhotinado… E antes de cair o ferro no seu pescoço Lula diria: “Nunca antes nesse país um político bandido e corrupto foi tratado como merecia….”

    • الفتح - الوغد

      Nao temos POVO para isso…

Untitled Document