quinta-feira, 18 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Uma programação boa pra cachorro

Uma programação boa pra cachorro

Matéria publicada em 7 de novembro de 2017, 07:00 horas

 


wp-coluna-contos-e-cronicas-alexandre-correa-lima

Eu juro que eu acho que sou um cara mente aberta e sem pré concepções de qualquer tipo, exceto aqueles tipos de pré concepções que não estou aberto a discutir.

Entendo as transformações que o mundo passa, a disrupção, as novas tecnologias, a metafísica quântica da holística comportamental, as teorias da conspiração, a inteligência artificial e a estupidez natural.

Mas tenho que confessar que tive que ler três ou quatro vezes o email da minha operadora de TV a cabo para ter certeza que estava entendendo o que achava que estava lendo, que a partir de agora (não de agora, mas de alguns dias atrás, quando recebi o email) eu teria seis novos canais em HD na programação. Até aí ok, eles tiram um canal aqui, inserem outro lá, e la nave va.

Só que dos 6 canais, um deles só seria incluído se eu pagasse a parte. Acho que só por isso prestei mais atenção nele: DOG TV ! R$19,90 por mês.

Primeiro achei meio carinho pagar um adicional de 20 pilas (numa mensalidade que já custa mais de 200) por um único canal. Mas achei que entendi. Sim, o mundo tem cada vez mais pets e apaixonados por cães, então deve ser um canal com histórias de cães, dicas de alimentação, entrevistas com especialistas, veterinários, etc.

Mas aí eu li o slogan do canal: “Programação relaxante e estimulante PARA o melhor amigo do homem”.

Hmmmmmmmmm….

Algo estranho nesse texto. Li de novo: (…) “para o melhor amigo do homem”?

– Então o canal é para o cachorro e não para o homem?

Não me conformei e fui pesquisar mais sobre esse novo canal, encontrando essa descrição no site da operadora:

 

“(…) O DOG TV é o primeiro canal de TV com programação voltada exclusivamente para cães. O conteúdo tem como objetivo estimular a mente, oferecer relaxamento e diversão. A intenção do canal é se tornar uma boa companhia para cachorros que fiquem sozinhos em casa.

O conteúdo chega ao Brasil depois de muitos anos de pesquisa e foi criado em parceria com diversos especialistas, para criar um canal completamente voltado e adaptado a visão e a audição dos cachorros, potencializando seus padrões de comportamento naturalmente. A programação deve deixar os animais mais felizes e menos ansiosos”.

 

Então o que era uma desconfiança virou constatação. Sim, era um canal para ser assistido pelos cães e não pelos donos. Um canal que pretende estimular a mente do animal, oferecendo relaxamento e companhia para os bichanos solitários. E com essa programação eles vão ficar felizes e sem crises de ansiedade. Nada de pílulas de Lexocão, Dog TV é a solução.

É por isso que tem muita gente por aí querendo levar uma vida de cão, como já disse certa vez Eduardo Dusek.

Mas como as pessoas tem cada vez menos filhos e cada vez mais pets, não é de se espantar que a TV a cabo venha a incorporar esses novos membros da família brasileira na sua programação.

Qual a próxima inovação? O Facedog? WhatsLatt?

E se a moda avança, vai ter muita esposa colocando o cachorro do marido pra dormir no canil, enquanto o cachorro come pipocas sabor tutano e assiste o último sucesso canino no Dog TV.

 

 

ALEXANDRE CORREA LIMA| alexandre.lima@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Moro no Jardim Belvedere, aqui tem muitas pessoas que saem com seus cães para defecar em calçada alheia todas os dias.
    No máximo recolhem com um saquinho e deixam na calçada ou na lixeira da pessoa, aí o sol bate e é uma fedentina.
    Não é um caso isolado.
    Por que tem pessoas que não treinam seus cachorros de defecar em nas suas casas.
    Acham que recolher as fezes é grande coisa, minha calçada é de cerâmica, tenho que lavar e passar desinfetante todos os dias por isso , pois mesmo catando o piso fica sujo.
    E o saquinho de supermercado largado com as fezes quando o sol bate fede dentro da minha sala.

Untitled Document