segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Chuvas e forte calor aumentam a incidência de animais peçonhentos

Chuvas e forte calor aumentam a incidência de animais peçonhentos

Matéria publicada em 17 de fevereiro de 2018, 17:00 horas

 


Vigilância ambiental recomenda cautela e mais atenção nesta época do ano

Volta Redonda – A Vigilância Ambiental de Volta Redonda recomenda cautela à população em relação ao surgimento de animais peçonhentos neste período de chuvas contínuas e forte calor. Segundo o órgão, nesta época do ano tende a ocorrer um aumento na demanda de atendimentos por picadas de aranhas e escorpiões, por exemplo.

De acordo com a veterinária Janaína Soledad, coordenadora da Vigilância Ambiental de Volta Redonda, é natural que nesta época do ano as pessoas encontrem mais animais peçonhentos em suas casas. As maiores incidências são de cobras, aranhas, escorpiões e lacraias.

– A incidência é maior, pois nesta época estes animais estão buscando abrigos por conta da chuva. Por outro lado, no verão as pessoas procuram mais atividades ao ar livre e acabam expostas aos locais onde esses animais se abrigam – esclarece.

A coordenadora lembra que Volta Redonda tem presença constante do escorpião, sendo que na região de Vila Rica e Belvedere tem um maior histórico de aparecimentos.

– No caso do escorpião, ele tem uma característica de se abrigar em restos de obras e materiais de construção. Como aquela região ainda está em expansão e com muitas obras, atrai esses animais. O terreno onde essas casas foram construídas já era um local com incidência de escorpiões – destaca.

Como precaução e para evitar acidentes perigosos com esses animais, a coordenadora da vigilância ambiental aconselha a população que sacudam e observem bem roupas e calçados antes de usá-los.

– Evitem também colocar as mãos em tocas ou galhos de árvores. Se fizer limpeza no quintal, o ideal é usar luvas. É nítido que existe um aumento na demanda de atendimentos neste período, mas não conseguimos quantificar de quanto. Mas a maior demanda com certeza é de casos envolvendo escorpiões – contou.

Segundo Janaína, há uma espécie de ciclo nesta questão do surgimento de animais perigosos. Em locais onde existam muitos ratos e baratas, também estarão escorpiões e cobras.

– No caso dos escorpiões porque eles se alimentam de baratas, já as cobras, elas se alimentam dos roedores. É importante lembrar que a vigilância ambiental sempre busca durante todo ano realizar um trabalho preventivo nas áreas de maior risco de incidência de animais peçonhentos. E após receber uma solicitação fazemos uma avaliação do local passando orientações para evitar os fatores de risco e fazemos o tratamento do entorno da residência – explicou.

Cuidados: Escorpião é um dos animais que fazem mais vítimas em Volta Redonda (Foto: Divulgação)

Cuidados: Escorpião é um dos animais que fazem mais vítimas em Volta Redonda (Foto: Divulgação)

 

Recomendações após picada

A Coordenação da Vigilância Ambiental recomenda que em caso de ser picado por algum animal peçonhento, a pessoa deve lavar o local com água abundante e procurar um serviço de saúde de referência. No caso de Volta Redonda, o Cais Aterrado.

– A gravidade da picada ou os sintomas vai depender da espécie agressora, da quantidade de veneno injetado, condições de nutrição, peso e altura da pessoa e idade da vítima, como também do local da picada. Se a pessoa conseguir recolher o animal e leva-lo ao serviço de saúde, facilitará o tratamento – recomendou Janaína.

 

Animais peçonhentos

São chamados de peçonhentos os animais que para caçarem ou se defenderem têm a capacidade de inocular substâncias tóxicas produzidas em glândulas especializadas de seu corpo.

Cobras, aranhas, escorpiões, lacraias, taturanas, vespas, formigas, abelhas e marimbondos são exemplos de animais peçonhentos, que são responsáveis por causar inúmeros acidentes, tanto nas cidades quanto nas áreas rurais.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Onde tem restos de obras tem tbm esses animais peçonhentos. Elimine os restos de obras e entulhos e fique livre deles.

    Geralmente a casa onde tem cachorros tem tbm ratos e baratas que atraem as cobras atra´s dos ratos e escorpiões atrás das baratas. A ração do cachorro é que atrai esses e outros bichos.

    Use um pote de sorvete com tampa para a ração do cachorro. Assim que ele se alimentar tampe. Quando o cachorro sentir fome, ele próprio te pedira, afinal, o seu maior amigo, seja canino ou felino são inteligentes. Não acham? Não vá na conversa do vendedor de ração para deixar o tempo todo a ração para o cachorro.

    • Quanto às formigas, existem várias perigosas que cito apenas duas por terem a mesma característica, mas com soluções diferentes e eficientes: a formiga cortadeira e os politiqueiros. Essas duas pragas cortam e carregam tudo para as respectivas colônias.
      .
      .
      .
      Para combater as formigas cortadeiras é fácil, fácil. É só colocar VENENO (não confunda com remédio para formiga que só se encontra com analfabetos funcionais) no buraco da colônia ONDE ELAS SE REPRODUZEM.

      Assim mata-se todas ELAS de uma vez só.
      .
      .
      .
      Para combater os politiqueiros é tbm fácil, fácil. É só não dar votos ao partido, a colônia deles, e ONDE ELES SE REPRODUZEM.

      Assim mata-se todos ELES de uma vez só.

  2. Tenho que discordar o pior inimigo da saúde no Brasil é uma espécie peçonhenta chamado corrupto .
    Graças a eles estamos entregues a sorte ou ao azar.
    Não há políticas públicas em relação a saúde, educação, etc…

  3. O aedes aegypt, vulgo “mosquito da dengue”, pode não ser considerado peçonhento, mas atualmente é o maior inimigo da saúde no Brasil, depois do próprio ser humano. E só dá trégua quando está muito frio e/ou em tempo de seca. Se essa especie voltar a transmitir a febre amarela a situação vai piorar absurdamente.

    • Tenho que discordar o pior inimigo da saúde no Brasil é uma espécie peçonhenta chamado corrupto .
      Graças a eles estamos entregues a sorte ou ao azar.
      Não há políticas públicas em relação a saúde, educação, etc…

  4. Moro no Belvedere, meu filho viu essa aranha na sala, semana passada, procuramos na casa e não achamos…
    Ela é peçonhenta?

    • É considerada sim. Mas às vezes é apenas uma aranha de jardim. Não é perigosa se for estas banais de jardim. O Jardim Belvedere tem algo muito mais perigoso e mortal: o escorpião amarelo, o mais terrível e venenoso das espécies de escorpiões. Lá tem muitos !

Untitled Document