sexta-feira, 24 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Novembro Azul Pet alerta para câncer de próstata em cachorros e gatos

Novembro Azul Pet alerta para câncer de próstata em cachorros e gatos

Matéria publicada em 10 de novembro de 2017, 21:12 horas

 


Cuidado animal: Incidência da doença é relativamente pequena nos animais; melhor prevenção é a castração, diz veterinário (Foto: Arquivo)

Cuidado animal: Incidência da doença é relativamente pequena nos animais; melhor prevenção é a castração, diz veterinário (Foto: Arquivo)

Volta Redonda – Novembro é o mês escolhido para alertar os homens sobre a importância com os cuidados com a saúde, principalmente na prevenção ao câncer de próstata. O que ainda é pouco conhecido é que a doença pode atingir animais como cães e gatos.
Segundo o veterinário, Bruno Freitas, os animais de meia idade – acima dos sete anos – são mais propensos à doença. Por isso é importante estar atento aos principais sintomas como: dor ao defecar, presença de sangue nas fezes, constipação e incontinência urinária.
Freitas explicou que o diagnóstico da doença é feito através de uma ultrassonografia, sendo também possível identificar o câncer em exames clínicos de rotina com o toque nos testículos.

O veterinário frisou que a incidência da doença é relativamente pequena nos animais, porém a prevenção é importante. Ele disse que a castração, por exemplo, reduz em grande escala os riscos do câncer de próstata, assim como o câncer de testículo, que pode ser fatal ao animal.

– A incidência da doença é pequena se comparado ao câncer de mama nas fêmeas. Cães e gatos de meia idade e já idosos são mais vulneráveis a doença, que pode ser diagnosticada com uma ultrassonografia e também com exames clínicos. A melhor maneira de prevenção é a castração que reduz em quase 100% os riscos de desenvolver a doença – falou.
Freitas destacou ainda que quando um animal é diagnosticado com a doença, o tratamento pode ser com intervenção cirúrgica ou quimioterapia.

– Os animais reagem bem ao tratamento e, dependendo do grau da doença, pode haver a remoção cirúrgica (retirada da glândula prostática total ou parcial) ou o tratamento com quimioterapia – comentou.

O profissional lembrou que cães e gatos idosos que ainda não são castrados precisam passar por uma série de exames para saber como está a saúde do animal.

– A castração é um procedimento pouco evasivo, mas em caso de animal idoso que ainda não foi castrado é necessário fazer exames básicos de rotina para certificar que o animal tem condições de ser castrado – disse Freitas, destacando algumas vantagens da castração em cães e gatos. Segundo ele, os machos castrados sentem menos necessidade de marcar território com a urina e eles ficam mais calmos, sem a necessidade de sair em busca de fêmeas.

O veterinário pontuou que em Volta Redonda há muitos casos de hiperplasia prostática benigna (aumento da próstata) em cães, sendo que o tratamento é a castração.

– É o aumento benigno do tamanho da próstata condição mais comum nos cães, sendo que o tratamento para isso é a castração – finalizou.

Um comentário

  1. Mais um caso vergonhoso pra cidade de Volta Redonda em especial pra esse prefeitinho mequetrefe. A cidade virou um canil ou seja, a quantidade de cachorros de rua avançando nas pessoas nas vias publicas é uma calamidade. Bairros comerciais como Vila Santa Cecília residências como Barreira Cravo, Sam Remo e Aero estão infestados. Cadê o serviço de zoonose? VERGONHA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document