sábado, 23 de junho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Prefeitura de Volta Redonda sorteia boxes vazios dos mercados populares

Prefeitura de Volta Redonda sorteia boxes vazios dos mercados populares

Matéria publicada em 8 de junho de 2018, 15:32 horas

 


Volta Redonda –  Pela primeira, os boxes dos mercados populares serão sorteados pela prefeitura. Serão 35 unidades, que estão vazias, distribuídas pelos bairros Aterrado, Vila Santa Cecília e Amaral Peixoto. Os espaços são destinados à micro-empreendedores e pessoas físicas. Os interessados devem ficar atentos ao chamado para apresentação de documentos, cuja data será divulgada em breve pelo Portal VR.

O diretor Executivo do Banco VR de Fomento, Nelsinho Gonçalves, lembrou que a lista de documentos necessários para participar do sorteio deve estar preparada para que sejam efetuados o cadastro.

Para as pessoas físicas será necessária a apresentação da CND (Certidão Negativa de Débito); identidade, CPF e comprovante de residência. Já o MEI (Micro-Empreendedor Individual) terá que apresentar CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas); CND municipal, estadual e federal, além do certificado de regularidade do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviços) e CPF do MEI.

O período das inscrições e a data do sorteio ainda serão marcados pelo Banco VR de Fomento. Segundo Nelsinho Gonçalves, é importante que os interessados façam o acompanhamento no site Portalvr.com. “O sorteio é a forma mais democrática e transparente para que esses espaços sejam ocupados”, ressaltou Nelsinho, lembrando que a identificação desses espaços vazios foi devido ao trabalho de monitoramento dos mercados populares realizado pela equipe do Banco VR de Fomento, guarda municipal, por determinação do prefeito Samuca Silva.

 

Samuca e Nelsinho viabilizam primeiro sorteio de boxes (Divulgação)

9 comentários

  1. É impressionante como uma cidade do porte de VR, não tem um MERCADO MUNICIPAL. Esses camelódromos criados pelo gordo, só servem para vender muamba, sendo que a maioria é falsificação.

  2. Três boxes com alimentos orgânicos: um na Amaral Peixoto, outro na Vila e o outro no Aterrado!

  3. Luciano Espíndola Carneiro

    O MEI – Micro Empreendedor Individual vai ser prejudicado, pois no meu caso por exemplo que tenho uma classificação de “Indústria” terei que contar com a sorte dentre vários que querem apenas vender produtos sem nota e muitas vezes falsificado. Teria que ter uma cota para aqueles que realmente produzem e aí sim um sorteio dentre eles. Teríamos também produtos mais variados e produzidos na região fugindo assim das mesmices dos contrabandos costumeiros.

  4. Todos os boxes com mesmo produtos!
    Com o mesmos preços,não ve concorrencia e lojistas desanimados sem ofertas.é melhor esperar a feira de domingo e comprar mais barato.e camelo pelas ruas.

  5. Nessas lojinhas podiam vender orgânicos, artesanato, produtos caseiros e não muamba…

  6. “será necessária a apresentação…” 2112 papelada, quanta burocracia para vender coisas falsificadas e sem nota fiscal. sem sequer o direito do consumidor de devolver caso de algum problema (tem que trocar por algo do mesmo boxe).

  7. Evandro Queiroz Glória

    Parabéns Prefeito, mas fique de olho nos produtos contrabandeados

  8. 8/de junho 2019

  9. Tem que pagar quanto de aluguel?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document