sábado, 17 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Secretaria fiscaliza cumprimento da lei de gratuidade dos idosos no Raulino de Oliveira

Secretaria fiscaliza cumprimento da lei de gratuidade dos idosos no Raulino de Oliveira

Matéria publicada em 10 de fevereiro de 2018, 20:24 horas

 


De olho: Secretária  confere pessoalmente cumprimento de lei no Raulino de Oliveira

De olho: Secretária confere pessoalmente cumprimento de lei no Raulino de Oliveira

Volta Redonda – A Secretaria Municipal da Mulher, Idosos e Direitos Humanos realizou uma ação no Estádio Raulino de Oliveira para verificar se a lei municipal sobre a gratuidade de idosos estava sendo cumprida.

A ação ocorreu durante a partida entre Flamengo e Botafogo na tarde deste sábado, dia 10. A legislação municipal permite a entrada gratuita aos torcedores acima de 60 anos.

A própria secretária da pasta, Dayse Penna, conversou com os torcedores da terceira idade e não encontrou nenhuma irregularidade .

“Estou cumprindo uma determinação do prefeito Samuca Silva de acompanhar de perto as questões da maioridade. Estou satisfeita com o que vi no estádio. Não só Idosos, mas portadores de necessidades especiais e menores de 12 anos acompanhados, entrando com tranquilidade e respeito”, disse a Secretária.

Um dos que foram beneficiados com a lei, foi o aposentado Carlos Augusto Moreira, de 62 anos, que levou os dois netos para assistir a partida. Flamenguista de coração, Carlos Augusto vem se beneficiando da lei.

“Nós, aposentados, já contribuímos muito para o país e essa presença da prefeitura aqui no estádio é um reconhecimento de nossa importância. Além disso, o salário do aposentado não daria para vir sempre ver os jogos e se divertir ”, disse o senhor Carlos Augusto.

Dos quase 7 mil presentes ao clássico, 1,3 mil tiveram direito à gratuidade no acesso ao Raulino de Oliveira.

“Isso é muito importante para todos. Além do respeito e cumprimento à lei, a prefeitura está incentivando os nossos futuros torcedores, as crianças. No ano que vem, eu também não pagarei”, comemorou a professora Rita Maria Holanda, 59 anos, que levou a neta de 9 anos.

O prefeito Samuca Silva ratificou que o respeito às leis municipais é fundamental.

“ Para que a sociedade viva cada vez mais em harmonia e com qualidade de vida, precisamos respeitar as leis, e nesse caso da gratuidade dos idosos, crianças e portadores de necessidades especiais, orientei a toda equipe que a estrutura do governo precisa estar sempre presente para fazer esses direitos serem exercidos”, finalizou o prefeito.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

12 comentários

  1. Itamar Batista de Douza

    Será que o Prefeito de Volta Redonda Samuca sabe o que é Lei Federal ,Estadual e Municipal?…se sabe,porque deixa o Sindicato das Empresas de Ônibus da Região obrigar os idosos a fazer o cartão do passe para os ônibus.Se a gratuidade é Lei para pessoas com certa idade então a carteira de identidade vale,a questão do passe e só para controle dos passageiros que entrará no calculo do aumento das passagens de ônibus.Entrei num ônibus Açude e tive que pagar a passagem pois meu passe estava vencido e eu não sabia nem fui para informado.

  2. E nos onibus ? Sul fluminemse do renovou 10 carros. Não iam renovar a frota ? Idoso largado e obrigado a viajar sem segurança.

  3. Tô gostando de ver o Samuca dando valor aos Idosos em volta redonda,Só falta agora dar continuação na obra da Vila Dos Idosos no Belmonte ,Já tem tempo que a obra ta parada ,Conclua esta obra pelo Amor De DEUS, Disque 0800619619 defesas dos idosos

  4. Tenho atualmente 62 anos completados em outubro ultimo. Depois de algum tempo usufruindo do direito no Estádio Raulino de Oliveira, no recente jogo entre Flamengo x Volta Redonda fui impedido de entrar com gratuidade. Diante de meus argumentos de que já havia utilizado o benefício em partidas anteriores e perguntando se havia mudado algo, não me deram explicações convincentes alegando apenas que a gratuidade era para maiores de 65 anos e que a prerrogativa era do clube (não me disseram se Fla ou Volta Redonda), e que estavam cumprindo ordens. Para entrar no estádio tive então que pagar pelo ingresso. No dia de ontem, uma grande coincidência: me deparei com a mesma pessoa que havia me impedido de entrar no jogo anterior, porém não fui questionado e entrei normalmente usufruindo do direito a gratuidade. Teria havido má fé ou foi um mero mal entendido por parte da pessoa que estava na catraca?

  5. Sugiro que essa Secretária verifique também os ônibus da cidade. Tenho 70 anos e fui impedido de embarcar em um ônibus pois o motorista me falou que tenho que fazer o Cartão magnético, pois esse “negócio ” de Identidade não vale mais. Não podemos mais embarcar pela porta traseira, segundo o motorista. Argumentei com ele que a C.F. (Constituição Federal ) me dá esse direito e ele deu um sorriso e disse ” vou quebrar seu galho, mas tem que fazer o cartão de idoso ” . Pode isso ARNALDO ?

  6. Os comentários que postei sobre gratuidade dos idosos seria bom que se fizesse uma atualização das informações porque as leis estão sendo alteradas.

  7. Gratuidades no Maracanã
    As dúvidas sobre gratuidades no Maracanã é uma das mais frequentes que respondemos nas redes sociais e no blog. Vejam alguns pontos principais para esclarecer. Só para lembrar que somos um canal independente de informação, sem ligação com a concessionária Maracanã S.A.

    Não é necessário retirar o ingresso de gratuidade para entrar no Maracanã.
    O acesso é feito diretamente nas catracas do estádio.
    A entrada é feita, em geral, pelos acessos B (na Rua Eurico Rabelo) e E (antiga Rua Mata Machado, agora um calçadão) – mas isso pode ser alterado pela organização. Os orientadores tem sinalização e orientam onde é a entrada.
    Só os setores Norte e Sul são utilizados para entrada de gratuidades. Em todos os demais é preciso pagar o ingresso de acordo com a categoria.
    Idosos acima de 65 anos tem direito.

  8. Os idosos poderão ter ingressos gratuitos em eventos esportivos realizados em estádios e ginásios, museus mantidos com verbas públicas e eventos culturais patrocinados pelo governo federal. O benefício consta do projeto de lei do Senado (PLS 263/11), de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que recebeu parecer favorável, nesta terça-feira (6), da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). O projeto será votado em decisão terminativa pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

    A proposição modifica a Lei 10.741/03, que institui o Estatuto do Idoso. Atualmente, o estatuto limita-se a assegurar às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos descontos de 50% nos ingressos para eventos culturais, esportivos, artísticos e de lazer. A gratuidade ampliará os direitos dos idosos. Mas, como ressalvou o relator do projeto, senador Pedro Simon (PMDB-RS), não inviabilizará iniciativas de cunho privado, pois se restringe a eventos patrocinados pelo governo federal, museus mantidos com verba pública e estádios de futebol e ginásios esportivos.

  9. ESTA LEI TEM QUE SER MELHOR EXPLICADA SE É LEI MUNICIPAL E QUAL A IDADE DO IDOSO.

  10. Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    Fazem isso em jogo de grande apelo, só para aparecer… Não sou favorável a nenhum tipo de gratuidade irrestrita. A partir de determinada faixa de renda, não deveria haver gratuidade, porque não existe almoço grátis e todos sabem quem paga o pato no final…

  11. Parabéns ao prefeito que colocou fiscal no estádio para que nos maiores de 60 anos pudéssemos usufruir de nosso direito

  12. Ontem eu fui na bilheteria do estádio afim de pegar o ingresso de gratuidade pois tenho 61 anos e me informaram que a gratuidade era para pessoas acima de 65 anos, quer dizer então Quercus fui enganado pela pessoa que estava vendendo ingresso?

Untitled Document