ÔĽŅ Expectativa de infla√ß√£o dos consumidores tem menor n√≠vel desde 2007 - Di√°rio do Vale
terça-feira, 14 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Expectativa de inflação dos consumidores tem menor nível desde 2007

Expectativa de inflação dos consumidores tem menor nível desde 2007

Matéria publicada em 20 de abril de 2018, 10:15 horas

 


Pesquisa revela que a expectativa dos consumidores brasileiros para inflação nos 12 meses seguintes recuou em 5,0%. (crédito AB)

Pesquisa revela que a expectativa dos consumidores brasileiros para inflação nos 12 meses seguintes recuou em 5,0%. (crédito AB)

Bras√≠lia – A pesquisa que aponta a expectativa dos consumidores brasileiros para a infla√ß√£o nos 12 meses seguintes recuou em abril e ficou em 5,0%. A redu√ß√£o foi de 0,3 ponto percentual em rela√ß√£o a mar√ßo. √Č o menor n√≠vel do √≠ndice desde agosto de 2007, quando a mediana ficou em 4,9%. Na compara√ß√£o com abril de 2017, houve queda de 2,5 pontos percentuais. O indicador foi divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Funda√ß√£o Getulio Vargas (Ibre/FGV).

O economista do instituto Pedro Costa Ferreira explica que essa queda reflete o momento de estabilidade da infla√ß√£o no pa√≠s. ‚ÄúA queda na expectativa de infla√ß√£o dos consumidores est√° em linha com o que foi previsto em meses anteriores e reflete o momento de estabilidade da infla√ß√£o. Para os pr√≥ximos meses, espera-se que o indicador de expectativa de infla√ß√£o continue caindo, refletindo o bom momento do n√≠vel geral de pre√ßos da economia‚ÄĚ.

Do total de consumidores ouvidos na pesquisa, 47,1% projetaram valores dentro dos limites da meta de infla√ß√£o de 4,5% estabelecida pelo Conselho Monet√°rio Nacional para este ano ‚Äď com a toler√Ęncia de 1,5 ponto percentual, o √≠ndice ficaria entre 3% e 6% para esses entrevistados. Para 26,4% dos entrevistados o √≠ndice ficaria entre o limite inferior e a meta, que foi o intervalo mais citado. A propor√ß√£o dos que indicaram infla√ß√£o abaixo do limite inferior permaneceu est√°vel, em 23,5%.

Pelas faixas de renda, as fam√≠lias com renda acima de R$ 9.600 foram as √ļnicas que mantiveram a previs√£o sem recuos, com √≠ndice de 4% pelo quarto m√™s seguido. A maior queda ocorreu na faixa com renda familiar at√© R$ 2.100,00, com redu√ß√£o da expectativa de infla√ß√£o de 6,4% em mar√ßo para 5,8% em abril.

A Sondagem do Consumidor da FGV faz uma coleta mensal de informa√ß√Ķes com mais de 2.100 brasileiros em Porto Alegre, S√£o Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Bras√≠lia e Recife. O quesito expectativa de infla√ß√£o √© respondido por cerca de 1.500 entrevistados, com uma resposta livre, sem nenhum valor sugerido.

Um coment√°rio

  1. Quem faz esses cálculos são verdadeiros mágicos. Tá tudo subindo e a inflação caindo. Só rindo.

Untitled Document