ÔĽŅ Inverno: Vendas t√™m pequeno aquecimento no com√©rcio de Volta Redonda - Di√°rio do Vale
terça-feira, 14 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Inverno: Vendas têm pequeno aquecimento no comércio de Volta Redonda

Inverno: Vendas têm pequeno aquecimento no comércio de Volta Redonda

Matéria publicada em 14 de julho de 2018, 11:12 horas

 


Comércio ainda não conseguiu alavancar as vendas nos meses de frio


Volta Redonda –
Diferente do mês anterior, quando comerciantes comemoram o aumento nas vendas, por conta dos Jogos da Copa do Mundo, julho tem sido um dos períodos mais fracos para o setor. A procura por calçados e roupas de inverno ainda está modesta, deixando lojistas e vendedores bastante preocupados. E não é por menos. As principais ruas da cidade estão praticamente vazias.

A gerente de uma loja de roupas no Aterrado, Daiane Leiroz, disse que o período da manhã é o mais crítico, quando os clientes sequer aparecem.
-A gente fica aqui observando as ruas, organizando a loja e buscando alternativas para atrair o consumidor, mas boa parte do tempo, o espaço fica vazio Рressaltou Daiane.

No ramo h√° oito anos, a gerente estima redu√ß√£o nas vendas em at√© 60%, se comparado este ano, com o mesmo per√≠odo em 2017. E para agravar ainda mais a situa√ß√£o, a queda nas vendas tem outro reflexo, al√©m dos preju√≠zos dos lojistas: a redu√ß√£o dos sal√°rios dos vendedores que perdem as comiss√Ķes das vendas.

-Antigamente valia muito a pena trabalhar no com√©rcio, por conta das comiss√Ķes que transformavam nosso sal√°rio em valores bem acima do pago em outros setores, mas agora acabamos recebendo o valor b√°sico estipulado para a fun√ß√£o, que √© bem inferior – ressaltou a gerente.

Daiane vai mais longe, avaliando que por conta da redução dos salários, os vendedores também perderam o poder de compra, agravando ainda mais a situação.

-O que ganho dá para pagar despesas básicas, mas não sobra, e por isso, reduzi meus gastos com roupas, sapatos, entre outros produtos Рressaltou a moça.

As vendas de roupas de cama, mesa e banho, também seguem em queda, a exemplo das demais lojas. Estimativas da gerente de um desses estabelecimentos, Isis Frontino, contabiliza pelo menos 80% na queda das vendas, em relação ao mesmo período no ano passado. A expectativa dela, no entanto, é um pouco maior do que a dos vendedores de outros produtos. Isis acredita que devido às baixas temperaturas, artigos como edrodons, mantas e cobertores, se tornam imprescindíveis levando consumidores às compras.

– N√£o d√° para passar frio e, embora, esses artigos tenham uma durabilidade maior, as vendas de edredons sempre aumentam no inverno ‚Äď avaliou a gerente da loja.

Estação

A procura por artigos de inverno de fato aquecem as vendas. Pelo menos esta √© a afirma√ß√£o do presidente da C√Ęmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR), Adriano Santos, estimando aumento no movimento em torno de 8%”, entre junho e julho.

Outro setor que impulsiona o mercado s√£o os bares e restaurantes. De acordo com o presidente do Sindicato do Com√©rcio Varejista (Sicomercio-VR), Jer√īnimo dos Santos, as fam√≠lias aproveitam o recesso escolar para realizar atividades com os filhos.

-Os pais saem para almoçar, jantar, ir ao cinema e fazer uma programação diferente e isso ajuda a aumentar o movimento no setor de gastronomia e lazer Рavaliou.
Segundo as duas institui√ß√Ķes, o Rua de Compras, atividades que vem sendo realizadas pela prefeitura em parceria com o Sicom√©rcio e CDL, t√™m sido outra boa iniciativa para alavancar as vendas, al√©m de divulgar as lojas. Geralmente estes eventos ofertam ainda descontos atrativos e lazer para as fam√≠lias.

-Muitas pessoas vêm de outras localidades por conta desses eventos que acabam aumentando nossas vendas Рdisse Jeronimo.

Um coment√°rio

  1. CEM Reais para votar, SEM instrução depois

    Quando houver OFERTA me avisem.

Untitled Document