sexta-feira, 25 de Maio de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / MEIs inadimplentes com a Receita têm até dia 23 para regularizar situação

MEIs inadimplentes com a Receita têm até dia 23 para regularizar situação

Matéria publicada em 3 de Janeiro de 2018, 13:28 horas

 


Empreendedores devem ficar atentos aos prazos

Empreendedores devem ficar atentos aos prazos


Barra Mansa –
Os MEIs com pendências junto à Receita Federal têm até o próximo dia 23 para efetuarem os pagamentos em atrasos da guia mensal (DAS) referentes aos anos de 2015, 2016 e 2017 e ainda entregarem as declarações anuais (DASN-SIMEI) pertinentes aos períodos de 2015 e 2016. Em Barra Mansa, existem 9.391 microempresários cadastrados na Receita Federal. A informação é do gerente de Indústria, Comércio e Serviços, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Tecnologia de Barra Mansa, Carlos Alessandro Barbosa. 

– Em dezembro, o Comitê para Gestão da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios divulgou novo prazo para que Microempreendedores Individuais pudessem regularizar sua situação. Essa data expira agora no dia 23 e quem perder esta oportunidade, possivelmente terá seu CNPJ cancelado definitivamente – explicou Alessandro, ressaltando que o cancelamento é previsto no Estatuto do Microempreendedor, regulamentado através da resolução 36/2016.

Dados da Receita Federal apontam que em 2017 foram suspensos 1,435 milhão de CNPJs neste perfil econômico. Esse montante representa 18,9% da base total de empresários enquadrados no MEI, que chega a 7,435 milhões. Em Barra Mansa, existem 9.391 MEIs cadastrados. Seguindo a média nacional, o município teria cerca de 1,7 mil microempresários em situação irregular.

Para se regularizar, o microempreendedor deve solicitar o parcelamento do débito em até 60 meses diretamente no portal do empreendedor na internet ou no Catei (Centro de Atendimento ao Trabalhador e Empreendedor Individual), localizado na área externa do Centro Administrativo Prefeito Luiz Amaral.

 Mediante o pagamento da primeira parcela ou entrega de alguma declaração pendente, o cancelamento do CNPJ será evitado. A baixa definitiva do número do Cadastro Geral da Pessoa Jurídica não poderá ser revertida e os débitos migrarão automaticamente para o CPF (Cadastro de Pessoa Física) vinculado. Para continuar exercendo alguma atividade econômica formalmente, o MEI terá que tirar obrigatoriamente novo CNPJ.

Untitled Document