domingo, 20 de agosto de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Transpetro fará o esgotamento da Monsuaba

Transpetro fará o esgotamento da Monsuaba

Matéria publicada em 17 de junho de 2017, 17:33 horas

 


Obra é a principal contrapartida para nova operação de transbordo no Tebig, em Angra dos Reis

Investimento: O prefeito Fernando Jordão acompanhou pessoalmente os testes realizados pelo Inea no Tebig (Foto: Wagner Gusmão  - PMAR)

Investimento: O prefeito Fernando Jordão acompanhou pessoalmente os testes realizados pelo Inea no Tebig
(Foto: Wagner Gusmão – PMAR)

Angra dos Reis – A Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) concedeu a licença ambiental (CECA 6.088/2017) para as operações de transbordo a contrabordo entre navios atracados no Terminal da Baía da Ilha Grande – Tebig. Os conselheiros da Comissão Estadual de Controle Ambiental (Ceca) condicionaram a licença a investimentos no saneamento básico da cidade e na melhoria do sistema de controle de riscos de acidentes ambientais no local.
A Transpetro irá dar suporte financeiro de esgotamento sanitário na Monsuaba. O presidente do Saae, Paulo César de Souza, enviou, na semana passada, o projeto para a SEA para a realização de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para selar a condicionante e liberar o dinheiro para a realização da obra, que será licitada em breve. O projeto vai beneficiar cerca de 8 mil pessoas do bairro e o esgoto deixará de ser despejado na praia. A obra envolverá quatro frentes: estação de tratamento de esgoto (ETEs), estação elevatória, redes troncos e ramais domiciliares.
Além do saneamento da Monsuaba, o município ganha também em arrecadação. Com o acordo de operação sendo oficializado entre a Transpetro e a Secretaria de Estado do Ambiente, o município pode ter 30% de aumento na arrecadação de ICMS, garantindo, de forma gradual e a partir de 2019, cerca de R$ 200 milhões a mais nos seus cofres. O prefeito Fernando Jordão, que acompanhou pessoalmente os testes realizados pelo Inea, no mês passado, no Tebig, comemorou a notícia:
– A liberação do transbordo é importante porque as operações estavam sendo feitas nos estados de São Paulo e Espírito Santo, tirando dinheiro do estado do Rio de Janeiro. Fizemos uma simulação da operação, com a presença de técnicos do Inea, e ela foi aprovada. A prefeitura sensibilizou o então secretário de Estado do Ambiente, André Correa, sobre a importância da indicação de como uma das contrapartidas para o município ser o tratamento do esgoto da Monsuaba, já que o terminal fica lá – explicou Fernando Jordão.

Saae recupera embarcação e serviços são agilizados na Ilha

O Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) conseguiu recuperar uma antiga embarcação da autarquia, que já estava parada e sem condições de uso desde maio de 2015. A equipe fez a recuperação da embarcação e a licitação acelerou a compra do motor marítimo de 25 HP.
Com isso, o Saae pode atender com mais agilidade e eficiência a prestação de serviços de manutenção de água e esgoto nas comunidades da Ilha Grande.
– Antes, com a embarcação sem condições de uso, a equipe do Saae tinha que pegar carona nos barcos da Defesa Civil ou nos que fazem transportes para a educação, e as limitações eram grandes, pois não se conseguia chegar com mais rapidez em locais na Ilha Grande. Tínhamos que entrar no meio do mato, atravessar todo um matagal, até chegar do outro lado da ilha, para ter acesso à comunidade que precisava da assistência do Saae. Agora não, pois com a embarcação de novo em atividade, podemos chegar em todas as comunidades pelo mar, fazendo o contorno por toda a ilha – salientou Carlos Alberto Rocha, assessor de Gestão e Comunicação do Saae.
Os principais serviços da equipe foram facilitados com a volta da embarcação, como no atendimento de limpeza das barragens, recuperação e troca de tubulações danificadas, troca de boias.

Untitled Document