sexta-feira, 21 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Economia / Volta Redonda vai realizar fiscalização na feira livre

Volta Redonda vai realizar fiscalização na feira livre

Matéria publicada em 16 de março de 2018, 18:43 horas

 


Fiscais da prefeitura estarão nas ruas para aumentar fiscalização

Fiscais da prefeitura estarão nas ruas para aumentar fiscalização


Volta Redonda –
A prefeitura de Volta Redonda, por meio da secretaria municipal de Fazenda, vai realizar neste sábado (17), e no domingo (18), uma fiscalização para inibir a atuação de ambulantes na Feira Livre da cidade. A feira acontecerá no bairro Aterrado, no sábado, e na Vila Santa Cecília, no domingo.

Equipes do setor de fiscalização da secretaria de Fazenda vão começar a operação às 5 horas. “Vamos coibir o comércio ambulante dentro e no entorno da Feira Livre. A feira, é bom lembrar, são para os feirantes, que têm direitos e deveres. Hoje são mais de 300 feirantes”, destacou o diretor de Atividades Econômicas e Sociais da SMF, Wagner Jardim Lima.

Wagner explicou que a secretaria municipal de Fazenda realizou diversas ações de orientação nas feiras livres, informando aos ambulantes que eles não poderiam atuar no local. “Nós fizemos todo o trabalho de orientação e ainda orientamos os ambulantes a se regularizarem junto a prefeitura”, disse.

A prefeitura de Volta Redonda, desde o ano passado, já cadastrou cerca de mil ambulantes. O objetivo, através da Lei do Ambulante, é adequar o trabalho informal através de normas, como o horário de funcionamento do comércio ambulante, local adequado e limites para atuação nas ruas do município.

O prefeito Samuca Silva destacou a importância da medida. “Com o avanço da Lei do Ambulante, estamos dando garantias a esses trabalhadores. Fizemos o cadastro de cerca de mil pessoas que agora podem trabalhar de forma tranqüilo. Outro fator importante é que, com normas, a gente evita a desordem urbana, valoriza o comércio estabelecido e conseguimos espaço para todos trabalharem dentro de critérios”, comentou o prefeito.

10 comentários

  1. EU acho engracado vcs so sabe reclamar mais todos os sabados e domingos vcs estao la na feria comendo as coisas e comprando…. kkkkkkkkk ahahahaha para ne.

  2. A Feira Livre dos domingos na Vila, é uma tradição que não pode acabar. FATO. Mas já a algum tempo está virando bagunça. Barracas muito sujas, venda de comestíveis (pasteis, sandubas, salada de frutas, etc, sem a mínima higiene. Queijos sem rótulo, carne de porco sem origem, (barraca no sol o tempo todo com mosquitos nas carnes).Realmente é preciso dar uma geral, sem livrar a cara de ninguém. Mãos a OBRA.

  3. KALIL OMAR ELGAZZAOUI

    só no sábado e domingo , Isso é uma piada!!, Para o povo de volta redonda que elegeu o Samuca propor uma solução para a locação fixa da feira em um local que seja ótimo para todos.
    DEIXOU DE SER GERTOR E VIROU IGUAL AOS OUTROS “POLITICO”.

  4. Poderia exigir que cada feirante limpe o que sujar antes de deixar a feira

  5. Alfredo Magalhães

    Precisam fiscalizar a feira do Retiro na 3 feira urgente!! Uma desordem generalizada! Atenção fiscalização, os moradores clamam por organização!!! Podiam pensar em organizar ésta feira em um local no Retiro q incomode menos a sociedade. Pedestres, veículos e moradores. Será uma ótima essa mudança.

  6. A desordem é total… calçadas invadidas. Lixo pra todo lado… por chama feira livre…. livre de regrase respeito

  7. o dv avisa que vai ter fiscalização e ngm errado aparece!!! aff

  8. O Guinorante e o Fernando são 2 munícipes que não agregam nada a nossa sociedade. Escrevem textos de cunho alienante e ridicularizam um patrimônio comercial e cultural da cidade. São senhores da guerra. São incapacitados de prover a ordem. São poliqueixosos. Devem manter hábitos e costumes prejudiciais para a saúde e a limpeza pública do município. Por favor senhores, mantenham distância da feira livre e dos locais com eventos familiares, os senhores são nocivos à sociedade.

  9. deve fiscalizar os alimentos estragados, os peixes podres, queijos sem rótulos, alimentos sem refrigeração, ambulantes que impedem a livre locomoção, os flanelinhas ao em torno da feira, barracas de comidas estragadas e fiscalizar até os fiscais.

  10. Produtos da feira livre bem mais caros que os dos supermercados. Vou lá só pra comer pastel e tomar caldo de cana.

Untitled Document