sábado, 20 de janeiro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Aos 35 anos, Kaká decide se aposentar

Aos 35 anos, Kaká decide se aposentar

Matéria publicada em 17 de dezembro de 2017, 17:33 horas

 


Kaká se despede tendo uma carreira internacional das mais valorizadas

Kaká se despede tendo uma carreira internacional das mais valorizadas


São Paulo – 
Já estava difícil, mas agora é oficial: o São Paulo não contará com o futebol de Kaká na próxima temporada. Neste domingo, em entrevista à TV Globo, o pentacampeão mundial e eleito o melhor jogador do mundo em 2007 anunciou que não seguirá atuando como jogador profissional aos 35 anos.

Revelado pelas categorias de base do São Paulo, Kaká deixou o Morumbi um tanto quanto desprestigiado para brilhar na Itália em 2003. Com a camisa do Milan, o meia viveu seu auge, conquistando logo em sua temporada de estreia o Campeonato Italiano e a Supercopa da Itália. Além disso, ele também foi decisivo no título da Liga dos Campeões, em 2007, mesmo ano em que venceu a Bola de Ouro e o prêmio de melhor do mundo da Fifa.

“Muito consciente, cheguei à conclusão de que é o momento de encerrar a carreira. A minha palavra final é que o ciclo da minha carreira como jogador profissional se encerra para mim”, afirmou Kaká.

Passado o período de glórias em Milão, era chegada a hora de Kaká buscar um desafio maior. Em 2009 foi anunciado como novo reforço do Real Madrid. No entanto, por lá não teve o mesmo sucesso da época em que vestiu a camisa rubro-negra. Sem conseguir convencer o técnico José Mourinho com o seu futebol e atrapalhado por lesões, o meia se despediu em 2013, quando retornou ao Milan e disputou uma última temporada com o clube italiano.

Adquirido pelo Orlando City, dos EUA, em 2014, Kaká foi emprestado ao São Paulo por um ano, uma vez que a temporada da Major League Soccer (MLS) ainda demoraria para ter início. Novamente vestindo as cores do clube que o revelou, o meia ajudou o Tricolor a conquistar o vice-campeonato brasileiro, formando um quarteto ofensivo ao lado de Ganso, Alexandre Pato e Alan Kardec.

Depois de sua breve passagem pelo São Paulo, Kaká permaneceu no Orlando City por três temporadas, entretanto, não teve muito sucesso esportivo na Flórida, falhando em todas as tentativas de levar a equipe aos playoffs. Ainda assim, ele se despediu dos Lions como um verdadeiro ídolo. Agora, a tendência é que ele comece a estudar para assumir um cargo diretivo no Milan, que recentemente o convidou para trabalhar na Itália caso decidisse se aposentar.

Homenagem em casa

Após o anúncio de Kaká, que decidiu se aposentar ao fim de seu contrato com o Orlando City, o São Paulo fez questão de homenagear o jogador. O clube, que planejava contar com o futebol do meia na próxima temporada, enfatizou seu caráter dentro e fora dos campos, crendo que ele deixou um legado por conta de sua conduta ao longo da carreira.

“Quando param de jogar, ídolos não se aposentam, entram para a história. Mais que gols e títulos, o que fica é o legado de dedicação, profissionalismo e carinho. Obrigado por ter feito parte de momentos tão especiais. As portas da sua casa estarão sempre abertas”, escreveu o São Paulo.

Quando param de jogar, ídolos não se aposentam, entram pra história. Mais que gols e títulos, o que fica é o legado de dedicação, profissionalismo e carinho. Obrigado por ter feito parte de momentos tão especiais. As portas da sua casa estarão sempre abertas, @KAKA #ObrigadoKaka

Revelado pelo clube, Kaká despontou como jogador profissional em 2001. Dois anos depois, foi vendido ao Milan, onde viveu seu auge como jogador de futebol, sendo eleito, inclusive, o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007, ano em que conquistou a Liga dos Campeões e também faturou a Bola de Ouro, prêmio promovido pela revista francesa France Football.

Após o fim de seu contrato com o Orlando City, clube pelo qual jogou nas últimas três temporadas, Kaká era um desejo do presidente do São Paulo Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, para a próxima temporada. Com o fim da trajetória de Diego Lugano no Morumbi, o mandatário tricolor acreditava que era preciso contar com outro ídolo no elenco, entretanto, ele não conseguiu convencer o meio-campista a retornar.

Com a camisa do São Paulo, Kaká entrou em campo 113 vezes, marcando 50 gols. O único título que o meia possui como jogador do Tricolor é o Torneio Rio-São Paulo de 2001, quando venceu o Botafogo na grande decisão, marcando, inclusive, os dois gols da partida de volta (2 a 1), no Morumbi.

2 comentários

  1. Torcedor do Voltaço

    Kaká não está se aposentando, ele está parando de jogar porque seu tempo de jogador já era. Não está jogando nada.

  2. Até parece funcionário público do alto escalão do Brasil, que geralmente se aposenta com baixa idade, ganha mais de 30000 mensais, e é contra a Reforma da Previdência, pois quer continuar mamando nas tetas do governo!

Untitled Document