quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Emerson Sheik decide e Ponte vence o Botafogo

Emerson Sheik decide e Ponte vence o Botafogo

Matéria publicada em 20 de agosto de 2017, 16:24 horas

 


Campinas – A Ponte preta acabou com o jejum de vitórias no Campeonato Brasileiro ao bater por 2 a 1 o Botafogo, neste domingo, no Moisés Lucarelli. Com o resultado, os campineiros chegaram a 27 pontos e se afastaram da zona de rebaixamento. Os alvinegros, com 28, perderam a chance de se aproximarem no G-6.

O jogo não foi tecnicamente dos melhores, mas as duas equipes correram muito em um campo pesado por causa da chuva. A Ponte Preta abriu o placar com Emerson Sheik. O Botafogo empatou com Brenner, de pênalti, ainda no primeiro tempo. No fim do jogo, Emerson Sheik marcou seu segundo para dar a vitória aos campineiros.

Na próxima rodada, a Ponte Preta recebe o Atlético-MG, novamente no Moisés Lucarelli, no domingo. No mesmo dia, o Botafogo vai até Salvador para enfrentar o Bahia, na Fonte Nova.

O jogo

A partida começou equilibrada, com as duas equipes em busca do ataque, mas com cautela. O Botafogo teve a primeira chance de marcar aos seis minutos. Brenner cruzou para Léo Valencia, mas o chileno finalizou para fora.

O susto fez a Ponte Preta melhorar a marcação. A partir dai, os donos da casa passaram a pressionar e chegaram ao gol aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola chegou em Emerson Sheik. O atacante dominou e chutou para a rede.

O Botafogo não se intimidou com o revés e foi para cima da Ponte Preta. Os alvinegros não demoraram para chegar ao empate. Aos 20 minutos, Arnaldo foi lançado na área e acabou sendo derrubado por Lucca. O árbitro marcou pênalti, convertido por Brenner.

Depois dos gols, o jogo voltou a ficar equilibrado, mas sem grande emoção. O campo, prejudicado por conta da chuva, atrapalhava o toque de bola e a criação de boas jogadas. Somente aos 38 minutos, o Botafogo conseguiu uma finalização, com Léo Valencia, mas sem qualquer perigo.

O lance animou os visitantes, que quase virou a partida aos 39 minutos. Após bola levantada na área, Marcos Vinícius escorou de cabeça, Marllon falhou e viu Brenner chutar na rede pelo lado de fora. A Ponte Preta só respondeu no último lance da etapa inicial. Danilo aproveitou rebote e chutou para grande defesa de Jefferson. Assim, a partida foi para o intervalo com o empate no Moisés Lucarelli.

No segundo tempo, o Botafogo voltou melhor e tinha o domínio da posse de bola. Os alvinegros buscavam o gol, mas pecavam nos passes próximos a área. A Ponte Preta não conseguia sair da boa marcação dos cariocas e pouco avançava.

A Ponte Preta só teve sua primeira chance aos 15 minutos. Em contra-ataque rápido, Felipe Saraiva recebeu passe na área e chutou cruzado para boa defesa de Jefferson. No minuto seguinte, mais uma vez Felipe Saraiva tentou a finalização e parou no goleiro botafoguense.

A partir dai, os donos da casa melhoraram e passaram a criar bons lances no ataque. Aos 21 minutos, após erro da zaga alvinegra, Felipe Saraiva acertou belo chute, mas viu mais uma Jefferson salvar os visitantes.

Nos minutos finais, quando parecia que o duelo terminaria empatado, a Ponte Preta chegou ao gol da vitória, aos 43 minutos. Emerson Sheik acertou belo chute da entrada da área, sem chance para Jefferson.

Depois disso, os donos da casa recuaram e viram o Botafogo quase empatar aos 44 minutos. Naldo tentou cortar cruzamento e acertou o próprio travessão. A Ponte Preta conseguiu segurar a pressão final dos cariocas para sair de campo com a vitória.

PONTE PRETA-SP 2 X 1 BOTAFOGO-RJ

 

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e José Ricardo Guimaraes Coimbra (PA)
Renda: R$ 46.205,00
Público: 2.933 pagantes
Cartões amarelos: Lucca, Aranha e Emerson Sheik (Ponte Preta); Léo Valencia, Jefferson, Wanderson e Fernandes (Botafogo)
GOLS: PONTE PRETA: Emerson Sheik, aos 12min do primeiro tempo e 43min do segundo tempo; BOTAFOGO: Brenner, aos 20min do primeiro tempo
PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Elton, Naldo, Jean Patrick (Léo Gamalho) e Léo Arthur (Felipe Saraiva); Emerson Sheik e Lucca (Luis Ali)
Técnico: Gilson Kleina
BOTAFOGO: Jéfferson, Arnaldo, Joel Carli, Emerson Santos e Gilson; Dudu Cearense, Bruno Silva, Leandrinho (Fernandes) (Wanderson), Leonardo Valencia (Rodrigo Pimpão) e Marcos Vinícius; Brenner
Técnico: Jair Ventura

Untitled Document