quinta-feira, 19 de outubro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo arranca empate no fim com o Fluminense

Flamengo arranca empate no fim com o Fluminense

Matéria publicada em 18 de junho de 2017, 18:02 horas

 


Flamengo e Fluminense fizeram jogo bem disputado e que acabou com placar igual

Flamengo e Fluminense fizeram jogo bem disputado e que acabou com placar igual


Rio –
Um gol marcado pelo peruano Trauco aos 49 minutos do segundo tempo evitou que o Flamengo fosse derrotado no clássico deste domingo, no Maracanã, O Fluminense estava vencendo por 2 a 1 quando sofreu o gol que decretou a igualdade no marcador. Wendel e Henrique Dourado marcaram para o Tricolor das Laranjeiras, enquanto Diego marcou o outro gol do Flamengo. A nota pitoresca da partida foi que o árbitro da partida, Vinícius Gonçalves Dias de Araújo sentiu uma lesão na coxa, durante o segundo tempo e trocou de função com Flávio Rodrigues de Souza, assistente adicional 1, que estava atuando atrás do gol.
Com o empate, as duas equipes chegaram aos 11 pontos, mas o Fluminense ocupa a 10ª posição, enquanto o rubro-negro está na 11ª. O resultado espelhou o que aconteceu na partida. O Flamengo foi mais agressivo, enquanto o Tricolor mostrou mais objetividade para aproveitar as poucas oportunidades que apareceram durante o jogo.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Avaí, na Ressacada; o Flamengo vai receber a Chapecoense na Ilha do Urubu

O jogo

Antes do primeiro minuto, o Flamengo já chegou na área tricolor. Após lançamento longo, a zaga tricolor hesitou e a bola ficou com Vinícius Júnior que chutou nas mãos de Júlio César. O Fluminense demorou a chegar no campo adversário, o que só aconteceu aos três minutos. Gustavo Scarpa tentou a conclusão, mas foi bloqueado pela zaga rubro-negra. Aos sete foi a vez de Wendel arriscar de longe e Thiago defendeu sem problemas.

O Flamengo atacava mais pela esquerda com Trauco subindo para apoiar Everton e deixando Lucas em desvantagem no combate. Aos 13 minutos, foi a vez de Vinícius Júnior passar por Mascarenhas e cruzar para Guerrero, mas Júlio César fechou o ângulo e ficou com a bola.  O Flamengo seguia melhor em campo e ficava mais tempo com a bola. O Fluminense, mais preocupado em se defender, não conseguia acionar os atacantes Richarlison e Henrique Dourado.

Aos 23 minutos, o Fluminense criou a primeira grande chance para marcar. Márcio Araújo errou na saída de bola, Wendel recuperou,tabelou com Gustavo Scarpa e chutou, mas Thiago fez boa defesa.
A partida ficou equilibrada com as duas equipes se alternando na posse de bola, mas sem criar jogadas objetivas de ataque. Aos 31 minutos, Vinícius Júnior tabelou com Diego e cruzou para Guerrero, mas o peruano fez falta ao disputar a jogada com Reginaldo.

O Fluminense marcou o primeiro gol aos 36 minutos. Richarlison recebeu pela esquerda e tocou para Wendel que tabelou com Scarpa e chutou na saída de Thiago. A bola bateu na trave e voltou para Wendel que mandou para as redes. Aos 42 minutos, Rodinei invadiu a área, caiu e pediu pênalti, alegando ter sido puxado por Scarpa. Os rubro-negros protestaram, mas o árbitro considerou que a jogada foi legal.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Willian Arão e Berrio nas vagas de Márcio Araújo e Vinícius Júnior que estiveram muito mal no primeiro tempo. E passou a dominar completamente a partida. Logo aos quatro minutos, o Flamengo quase empatou. Após cruzamento na área, Mascarenhas rebateu mal e Trauco emendou, de primeira, e a bola tirou tinta da trave. A pressão rubro-negra aumentou e após cruzamento de Diego, Willian Arão cabeceou com muito perigo.

E o time rubro-negro marcou o gol do empate aos nove minutos. Após finalização de Everton que bateu em Lucas, Guerrero chutou para defesa parcial de Júlio César. A bola acabou sobrando para Diego que empurrou para as redes, deixando tudo igual no placar. No início da jogada, Everton estava em posição irregular, mas a arbitragem validou o gol.

Aos 17 minutos, o time dirigido por Zé Ricardo quase marcou o segundo gol. Berrio investiu pela direita, se livrou de dois marcadores e cruzou. Diego escorou para o chute forte de Trauco. Júlio César defendeu parcialmente e Everton não conseguiu aproveitar o rebote. Dois minutos depois, o árbitro da partida, Vinícius Gonçalves Dias de Araújo sentiu uma lesão na coxa e trocou de função com Flávio Rodrigues de Souza, assistente adicional 1, que estava atuando atrás do gol.

O Fluminense seguia inteiramente dominado, sem conseguir armar uma só jogada de ataque que causasse preocupação aos zagueiros rubro-negros. Só aos 28 minutos é que o técnico Abel Braga decidiu fazer alterações na sua equipe, trocando Mascarenhas e Wendel por Léo e Mateus Norton.

Aos 33 minutos, Scarpa errou na saída de bola e Willian Arão acabou recebendo a bola em boas condições, mas o cruzamento saiu defeituoso e acabou nas mãos do goleiro Júlio César.
Mesmo sem jogar bem, o Fluminense desempatou aos 35 minutos. Richarlison foi lançado na área e derrubado por Juan que entrou de carrinho, de forma estabanada. Pênalti que Henrique Dourado converteu com a categoria habitual. O atacante manteve os 100% de aproveitamento em cobrança de penalidades.

Depois de sofrer o segundo gol, o técnico Zé Ricardo chamou Conca para entrar no lugar do volante Cuéllar. O meia argentino foi muito xingado pela torcida tricolor. Assim que entrou em campo, Conca acertou Orejuela de forma violenta e foi advertido com o cartão amarelo. A entrada foi tão violenta que o jogador do Fluminense não conseguiu continuar em campo. O zagueiro Nogueira entrou em seu lugar e recuou para a zaga. Henrique passou a exercer a função de volante.

O Flamengo partiu para o desespero e Guerrero também recebeu cartão amarelo ao atingir o goleiro Júlio César. A pressão funcionou e, aos 49 minutos, Trauco marcou o gol do empate, em belo chute de fora da área. A bola desviou no gramado e enganou o goleiro do Fluminense para alegria da torcida do Flamengo que saiu festejando do Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 2 X 2 FLAMENGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de junho de 2017, domingo
Hora: 16 horas (de Brasília)] Público; 33.112 pagantes
Árbitro: Vinicius Goncalves Dias Araujo (SP) – Substituido no segundo tempo por Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Herman Brumel Vani (SP)
Cartão Amarelo: Mateus Norton(Flu);Berrio, Cuéllar, Rodinei, Conca, Guerrero(Fla)
Gols: FLUMINENSE: Wendel, aos 36 minutos do primeiro tempo; Henrique Dourado, aos 35 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Diego, aos nove minutos e Trauco, aos 49 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Júlio César, Lucas, Henrique, Reginaldo e Mascarenhas(Léo); Orejuela(Nogueira), Wendel(Mateus Norton), Marquinhos Calazans e Gustavo Scarpa; Richarlison e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga
FLAMENGO: Thiago, Rodinei, Réver, Juan e Trauco; Márcio Araújo(Willian Arão), Cuéllar(Conca), Diego e Everton; Vinícius Júnior(Berrio) e Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

6 comentários

  1. E o FluminenC continua sem ganhar do Flamengo mas agradeçam ao goleiro que fez cera por 5 minutos. Time ridículo. Kkkkkkkk

  2. Não fala besteira,todos viram a cera que o goleiro e os jogadores do Fluminense faziam,uma coisa é certa,se não fosse a cera e a paralisação por causa do Richarlison o Flamengo não teria tempo de fazer o gol,ojuiz deu cinco minutos,depois com a paralisação ele deu mais dois,só q ele terminou o jogo no ataque do Flamengo e antes do tempo,temos que ser imparcial, sem clubismo, por que não tem ninguém falando do pênalti do Gustavo Escarpa em cima do Rodnei ?
    Tem que acabar com essas palhaçada de jogador ficar se jogando e simulando falta e fazendo cera,por isso sou a favor da nova regulamentação da fifa q está em análise onde o cronômetro é parado quando o jogo para,igual no futsal,iria acabar com essa besteira, isso tudo atrapalha o futebol.
    Não vejo os jogadores do meu Voltaço fazerem cera e nem simulando,eu vejo a arbritagem prejudicando o time mesmo dentro de casa .

  3. Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco, se fizer um desmanche talvez amonte um meio time, jogos da calo na vista de se vê.

  4. Esperou o menguinho empatar pra acabar o jogo.
    Não tem jeito, o mengão sempre é ajudado pela RG e pelos juizecos.

    • Flamengo ontem, hoje é sempre...

      Deixa de ser despeitado, se houvesse ajuda ao Flamengo o juiz não terminaria o jogo em um ataque do Flamengo.

  5. Mengao ganha aos “Troucos” e barranco

Untitled Document