domingo, 22 de abril de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo ganha do Botafogo no Raulino e vai à final da Taça Guanabara

Flamengo ganha do Botafogo no Raulino e vai à final da Taça Guanabara

Matéria publicada em 10 de fevereiro de 2018, 18:33 horas

 


Volta Redonda – O Flamengo derrotou o Botafogo por 3 a 1 neste sábado de Carnaval em Volta Redonda, e conquistou a vaga na final da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro.

Mesmo precisando apenas de um empate, os comandados de Paulo César Carpegiani dominaram inteiramente o confronto e abriram 1 a 0 com Everton, aos 35 do primeiro tempo. Henrique Dourado ampliou aos três do segundo, e Kieza descontou aos 23. Nos acréscimos, Vinícius Jr. deu números finais ao espetáculo com um belo chute de fora da área.

O adversário do Flamengo na final será o Boavista, que conquistou sua vaga ao empatar com o Bangu, na sexta-feira. A partida está marcada para o próximo domingo, 18/02, às 17 horas.

O Jogo

O início do duelo em Volta Redonda foi bastante disputado entre as duas intermediárias. O Botafogo começou marcando em cima, tentando segurar o setor de criação do adversário, mas o Flamengo logo assumiu o controle da partida e ao Alvinegro restou a opção dos contra-ataques.

O Rubro-Negro tinha a posse de bola e chegava perto da área com frequência, mas a primeira finalização ao gol só aconteceu aos 17 minutos. Diego cobrou falta da intermediária, bem no centro do gramado, e levantou na área, encobrindo a linha da zaga.

Henrique Dourado apareceu sozinho e cabeceou no canto esquerdo, mas a bola passou rente à trave de Jefferson.

Aos 27, novo lance que quase originou o primeiro gol do jogo. Falta frontal na frente da área, e Diego e Paquetá se colocaram para a cobrança. O camisa dez fez que ia bater mas foi o jovem da base que cobrou com categoria por cima da barreira, e a bola explodiu no travessão de Jefferson.

Só dava Flamengo em campo, e o Botafogo não conseguia segurar a bola para construir jogadas. Sem um meio de campo efetivo, restava ao Alvinegro tentar a ligação direta da defesa com o ataque, mas com Juan e Réver bem na partida, as tentativas eram sempre interceptadas.

Aos 35, o placar foi aberto no Raulino de Oliveira. Everton Ribeiro recebeu na direita e com um toque ia dando um lençol em Pimpão mas foi seguro pelo atacante. Falta que Diego cobrou e levantou na área. Enquanto a zaga do Bota se preocupava em marcar Juan, Réver e Dourado, o pequeno Everton ficou livre para cabecear cruzado e bater Jefferson, que nada pode fazer para evitar o gol.

O gol não mudou em nada o panorama da partida. O Botafogo continuou com dificuldades na criação de jogadas, o Fla manteve o domínio absoluto do jogo e por pouco não marcou o segundo antes do intervalo.

Aos 39, Paquetá recebeu na direita da área, fez grande jogada e atrasou para a chegada de Pará. O lateral bateu de primeira e a bola passou perto do gol de Jefferson.

Dois minutos depois, foi a vez de Everton fazer grande jogada pela esquerda, entrar na área e tentar de bico a finalização, que Jefferson defendeu com a ponta da chuteira e cedeu o escanteio.

Sem o veterano Juan, que se queixou de uma pancada e foi substituído por Rhodolfo no intervalo, o Flamengo retornou para a segunda etapa disposto a matar o jogo. Com 1 minuto de bola rolando, Everton recebeu em profundidade na esquerda, seguiu em alta velocidade até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Paquetá, que entrava na área. O meia bateu de primeira e a bola passou muito perto do travessão de Jefferson.

Aos 3, Diego avançou pela direita e cruzou do outro lado da área. Paquetá tocou para trás de primeira e Henrique Dourado, mesmo marcado, finalizou para o fundo da rede e ampliou para 2 a 0. Na comemoração de seu primeiro gol com a camisa rubro-negra, o atacante fez seu gesto característico de ‘ceifador’.

O Botafogo parecia batido em campo e o Flamengo continuava em busca do gol. Aos 6, Paquetá rouba uma bola na saída do Botafogo e o ataque rubro-negro troca uma sequência de passes até que Diego rolou para Renê dentro da área e o lateral, de frente para gol, chutou em cima de Jefferson.

Aos 18, Diego, da meia-lua da área, abriu para Pará na direita. O lateral levantou na área e o próprio Diego cabeceou da entrada da pequena área, mas pegou mal na bola e ela subiu demais.

O técnico Felipe Conceição, que no intervalo já tinha trocado Valencia por Renatinho, fez outra substituição que afetou o resultado da partida: Kieza entrou no lugar de Pimpão.

Com quatro minutos em campo, o atacante diminuiu para o Bota e colocou o alvinegro novamente no jogo. A jogada começou com Renatinho, que partiu em velocidade no contra-ataque e fez ótimo lançamento para Kieza. O atacante penetrou nas costas de Réver, entrou na área e bateu no ângulo de César.

Após o gol, Réver, que fazia sua primeira partida na temporada, sucumbiu ao cansaço e ao calor e pediu substituição. O volante Jonas entrou improvisado para compor a zaga.

O gol animou o Botafogo, que, mesmo desorganizado, passou a buscar mais o jogo. O técnico Paulo César Carpegiani decidiu dar sangue novo ao time, e trocou o também cansado Paquetá pela jóia Vinícius Jr., aos 31.

O Flamengo continuava mais perigoso e jogando em velocidade. Vinícius Jr teve duas boas oportunidades, aos 39 e aos 43, mas foi nos acréscimos, aos 48, que a jóia fechou o placar.

Numa jogada individual pela esquerda, o atacante ajeitou e chutou de fora da área no ângulo oposto do golerio Jefferson: 3 a 1.

Na comemoração, Vinícius Jr. provocou a torcida adversária com o gesto do ‘chororô’, e provocou um princípio de confusão com o banco do Bota.

 

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 1 BOTAFOGO

 

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data: 10 de fevereiro de 2018 (Sábado)

Horário: 16h30(de Brasília)

Renda: R$ 257.600,00

Público: 6.955 (5.460 pagantes)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)

Cartões Amarelos: Matheus Fernandes, João Paulo, Ezequiel, Gilson (Bota); Vinicius

Junior (Fla)

Gols:

FLAMENGO: Everton, aos 35 min do 1º tempo; Dourado, aos 3, e Vinícius Jr. aos 48 min

do 2º tempo

BOTAFOGO: Kieza, aos 23 min do 2º tempo

 

FLAMENGO: César, Pará, Jonas, Juan (Rhodolfo) e Renê; Gustavo Cuéllar, Lucas Paquetá

(Vinícius Jr.), Diego, Everton Ribeiro e Everton; Henrique Dourado

Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

 

BOTAFOGO: Jéfferson, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes,

Leonardo Valencia (Renatinho), João Paulo e Luiz Fernando; Rodrigo Pimpão (Ezequiel) e

Brenner (Kieza)

Técnico: Felipe Conceição

24 comentários

  1. Coisas da paixão pelo futebol, um jogador adolescente imitando uma criança chorando recebe uma dura dos adversários, cartão amarelo do juiz e críticas na mídia e de muita gente em geral, enquanto um marmanjão, nem tão bom de bola, comemora seus gols com gesto de quem cortou a garganta do adversário, sugerindo um ato de violência mortal, considerado pelos antigos um modo humilhante de ser eliminado pelo inimigo, depois que este já neutralizou o oponente (pior que fazer um gol nem sempre é vitória certa no jogo principalmente quando jogava no Fluminense). E a galera, a mídia e até adversários acham isso normal e alguns até vibram.

  2. Vi estádio abandonado. Escadas acesso as arquibancadas quebrado. Infiltração no teto durante caminho no corredor.
    Precisamos atencao.. está abandonado

    • Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

      Imagino que Maracanã, Engenhão e São Januário estejam em melhores condições, não?…

      Eu sempre vou no estádio e não vejo esses defeitos que esse povo adora colocar…

  3. Pagaram rindo 120 pilas, né?

    Quando o VOLTAÇO cobra 10 Reais, os torcedores de times forasteiros ficam todos chorando, né?

    Pagam caro para times de fora, mas choram para apoiar o time de casa por uma mixaria. E quando vão, ainda usam camisa de times forasteiros e mulambos. kkkkkkk

  4. Quanta hipocrisia, toda comissão técnica e time do Botafogo cantando cheirinho gostoso e provocando o time sub 20 do Flamengo no aeroporto pode, o Vinicius jr imitando chororô não ,na Europa também tem provocação,só aqui no Brasil que é essa palhaçada,uma coisa é provocação sadia e junto com a própria torcida,outra coisa é ofender e ele não fez isso.Infelizmente aqui no Brasil tudo ou qualquer bobeira é motivo de briga. Se querem respeito,respeite,se não querem provocação , não provoque.
    Quanto ao jogo o Flamengonão poderia ter tomado aquele gol do Botafogo,time esse muito fraco,o Flamengo tem q parar com essa mania de fazer um ou dois gols e recuar,fica tocando bola no setor defensivo,aí complica um jogo super fácil,tem q partir pra cima,se tem condições de golear,então goleie,exemplo da Alemanha,isso mostra poder ofensivo,grandeza e respeito.

  5. Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    O Raulino, com 6 mil pagantes com ingressos a preço de Arena FIFA, deu mais lucro líquido do que se fossem 40 mil no Maracanã, com seus custos ridiculamente absurdos…

    Detalhe: está comprovado que o Botafogo não tem torcida por aqui. A terceira maior torcida de VR é a do Taço!…

    • A primeira torcida é a do Barra Mansa.
      No jogo contra voces, colocamos 7000 pagantes, isso sem gratuidade.
      Somos campeões de renda.

    • A quarta né Smilodon,Flamengo,Fluminense e Vasco são as maiores
      A verdade é que torcedor de verdade é aquele que vai em todos os jogos possíveis,e desse torcedores,o Voltaço tá baixo,quem vai só em jogo decisivo,não pode ser considerado,pois quando o time estiver mal,e precisar de sua torcida,ele não estará lá

    • Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

      Não diga imbecilidades. Seis mil pagantes foi o total do jogo, a renda não deu nem 30 mil reais, coisa que o Voltaço já cansou em fazer em inúmeros jogos… O mandante foi o Baba Mansa, cuja prefeitura disponibilizou muitas gratuidades para seus simpatizantes empolgados com o acesso inédito (o time não tem torcida, foram torcer pra cidade)… A maior parte dos ingressos pagos o foram pela torcida do Voltaço, que saiu rindo muito na cara dos barramansuínos, como sempre acontece…

      Voltaço tem mais torcida que o Baba Mansa até na própria Suinolândia. Isso é fato facilmente percebido nas ruas…

    • Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

      Maiores públicos da história do Raulino são todos em jogos do Voltaço, e com torcida única. As exceções são alguns jogos do Flamengo, do Vasco, a final do Estadual de 2013 e o amistoso Fluminense x Seleção da Itália em 2014… O Baba Mansa nunca levou mais de mil torcedores a um jogo, exceção para o jogo de estreia de 2015, onde os empolgados iludidos colocaram 3 mil pessoas no Raulino…

      Baba Mansa. Tradição em ser velho…

    • Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

      Abbu Hangu –

      Duas mil pessoas no jogo contra a Cabofriense, com o time na lanterna, numa draga só… Dos times chamados pequenos no Rio, só o Goytacaz tem uma torcida equivalente à nossa…

  6. O gesto do chororó está imortalizado,e vai ser sempre lembrado,Vinícius Junior matou a pau ontem afinal recordar é viver,nada a ver o gesto do Vinícius com um gesto preconceituoso mencionado acima, parabéns Flamengo parabéns
    Carpegianni, Rumo ao HEPTA ,Libertadores começa logo que estamos prontos.SRN

  7. Alô prefeito, acorda,o Raulino está sendo chacota pela Mídia. Não aquento a globo falar mal do nosso Raulino. Faz alguma coisa.pois o prefeito anterior não fez nada.a imagem do Raulino continua a mesma.

    • Qual chacota a rede orientadora do “gado brasileiro” (eleitores analfabetos políticos) fez?

      Eu não vejo essa emissora, e nem as afiliadas, há décadas. Quem as promove tbm nem leva as minhas curtidas.

  8. O garoto Vinicius demonstrou todo o ” seu preparo, ” – fazendo o gesto chororo. Vai jogar na Europa e lá a EDUCAÇÃO E O RESPEITO estão em primeiro lugar.Vai aprendendo garoto. Quando alguns torcedores do Vasco o ofenderam imitando macaco, ele não gostou né ? Ou seja PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É REFRESCO. Em tempo sou tricolor, OK.

  9. Quando o administrador do estádio vai trocar esta rede e pintar está trave do Raulino. Está ridículo,dá pra ver na TV. Acorda prefeito. Vc está pedindo!!! Olha a imagem dá cidade Para todo Brasil.

  10. Chororô tão grande que tem ruas alagadas pela cidade. Calamidade pública é melhor parar de chorar.

  11. Era botafoguense antes de meu filho virar profissional, depois, so torcia pelo time onde ele estivesse jogando, ele saiu do brasil, e tentei torcer de novo pelo botafogo; mas esse time e muito ruim. aposto com quem quiser, que ele será um dos quatro rebaixados do brasileiro desse ano. E serio, me doi dizer isso, mas não tem a menor chance. tinha um tempo que não via um jogo dele, vi contra a portuguesa. Pqp, muito ruim, horrível!!!!!

Untitled Document