sexta-feira, 24 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense perde para o Cruzeiro em BH e continua ameaçado

Fluminense perde para o Cruzeiro em BH e continua ameaçado

Matéria publicada em 12 de novembro de 2017, 21:14 horas

 


Belo Horizonte (MG) – O Fluminense foi a Belo Horizonte na noite deste domingo para encarar o Cruzeiro no Mineirão, e saiu de campo derrotado por 3 a 1. O Tricolor saiu na frente com Pedro, no início do segundo tempo, mas viu Lucas Romero empatar logo depois. Na segunda etapa, o Flu teve o zagueiro Marlon expulso e, em desvantagem, tomou a virada com gols de Diogo Barbosa e Thiago Neves.

O resultado recolocou o Cruzeiro na quinta posição na tabela do Brasileirão, com 54 pontos. Para o Flu, a derrota mantém a equipe em situação delicada em relação ao rebaixamento. Com 43 pontos, a equipe de Abel Braga é a 13ª colocada, e ainda pode ser ultrapassada nesta segunda-feira pela Chapecoense, que recebe o Santos no encerramento da 34ª rodada da competição.

Na próxima quarta-feira, o Flu visita o Corinthians em Itaquera, enquanto o Cruzeiro volta a jogar no Mineirão, quando recebe o Avaí.

O JOGO – Fluminense e Cruzeiro fizeram uma partida movimentada no Mineirão. O Tricolor carioca foi à capital mineira com uma proposta de marcação atrás da linha da bola e atacar em contra-ataques rápidos. Já o time da casa encontrou dificuldades, principalmentew no primeiro tempo, para penetrar na defesa adversária.

O primeiro gol do jogo não demorou a sair. Gustavo Scarpa pegou um rebote da defesa do Cruzeiro e arriscou de longe. A bola saiu fraco e Pedro, dentro da área, interceptou, girou e bateu no canto de Fábio, abrindo o placar para o Flu.

O Cruzeiro não se abalou com a desvantagem no placar e saiu em busca do empate, o que aconteceu aos 16. Lucas Romero tabelou na intermediária, recebeu na frente e soltou a bomba. A bola desviou nas costas do zagueiro Henrique e encobriu Diego Cavalieri.

O jogo era equilibrado, mas era o Flu que conseguia criar as melhores oportunidades no contra-ataque. Aos 21, o zagueiro Murilo tocou errado no grande círculo e Pedro interceptou o passe. O atacante lançou Scarpa na frente, e o meia se aproximou da área e chutou, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Dois minutos depois, Wendell puxou o contra-ataque em velocidade, tabelou com Scarpa e recebeu na área. Na hora da conclusão, o chute saiu fraco e em cima de Fábio, que fez a defesa.

O Cruzeiro tentou pressionar no final da primeira etapa, mas o melhor que conseguiu foi um chute de Thiago Neves, aos 45. A bola foi com bastante força e Cavalieri espalmou com a ponta dos dedes para a linha de fundo.

As duas equipes voltaram sem alterações dos vestiários, e o segundo tempo começou a todo vapor. O Cruzeiro partiu para cima quando a bola rolou e Robinho recebeu na direita da área e chutou cruzado por baixo. Cavalieri espalmou para o meio e Thiago Neves tentou de primeira, mas mandou para fora e perdeu grande chance.

O Flu respondeu aos 4. Pedro e Scarpa tabelaram na entrada da área e o meia tenteou a finalização, mas a bola foi para fora.

Aos 9, a sequência de lances que acabram definindo a partida. O zagueiro Marlon cortou uma bola com o braço e recebu o cartão amarelo. Como já tinha um no jogo, foi expulso. Na cobrança da infração, na intermediária pela direita, Thiago Neves levantou no segundo pau e Diogo Barbosa desviuo para decretar a virada.

Com um a menos em campo e perdendo por 2 a 1, o Fluminense se desorganizou e recuou em campo. O duelo, que era equilibrado até este momento, passou a ser dominado facilmente pelo Cruzeiro.

Aos 16, Rafael Sóbis perdeu gol incrível. O volante Douglas erra ao atrasar uma bola e dá de presente para o atacante da Raposa avançar livre. Sóbis entra na área e toca na saída de Cavalieri, mas o goleiro do Flu salva com os pés.

O Cruzeiro chegou ao terceiro gol aos 27 em jogada pelo lado direito. Diogo Barbosa tocou rasteiro na área e dois jogadores mineiros tocaram antes da bola chegar em Thiago Neves, que mandou de primeira para a rede.

Com 3 a 1, o Flu estava batido em campo. O Cruzeiro ainda chegou duas vezes com perigo antes do apito final, e esteve perto de uma goleada. Dois minutos após o gol, Thiago Neves cruzou e Robinho desviou de cabeça. Cavalieri salvou o Flu mais uma vez.

Aos 36, foi a vez do garoto Jonata fazer boa jogada e soltar a bomba, mas a bola desviou na zaga e foi pela linha de fundo.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO-MG 3 X 1 FLUMINENSE-RJ

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de novembro de 2017 (Domingo)
Horário: 19h(de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões Amarelos: Murilo, Lucas Romero, Robinho (Cruzeiro); Marlon (2), Renato Chaves, Alisson (Flu)
Cartão Vermelho: Marlon
Gols:
CRUZEIRO: Lucas Romero, aos 16 min do 1º tempo; Diogo Barbosa, aos 11, e Thiago Neves, aos 27 min do 2º tempo
FLUMINENSE: Pedro, aos 7 min do 1º tempo

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Digão, Murilo e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Lucas Romero, Rafinha (Messidoro), Robinho (Alisson) e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Jonata)
Técnico: Mano Menezes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freiras, Douglas, Wendel (Matheus Alessandro) e Gustavo Scarpa (Léo); Marcos Júnior ( Wellington Silva) e Pedro
Técnico: Abel Braga

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document