segunda-feira, 16 de julho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Grêmio desafia Real Madrid em busca do bi mundial

Grêmio desafia Real Madrid em busca do bi mundial

Matéria publicada em 15 de dezembro de 2017, 17:41 horas

 


Renato Gaúcho Grêmio

Renato Gaúcho bate bola com os atletas do Grêmio antes da final


Abu Dhabi (E.A.U.) –
O Grêmio pode conquistar o mundo neste sábado. Para isso, precisa vencer nada mais, nada menos do que o Real Madrid, do craque português Cristiano Ronaldo, na final do Mundial de Clubes. A partida ocorre às 15 horas (de Brasília), no estádio Zayed Soccer City, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Este enfrentamento não será o primeiro entre Grêmio e Real Madrid. Os dois clubes já duelaram uma vez. Em 1961, realizaram um amistoso na França. A partida terminou com a vitória merengue por 4 a 1. Os gols espanhois foram marcados pela lenda húngara Puskás, duas vezes, Del Sol e Mateos. O tento gremista foi de João Cardoso.

Contudo, o desempenho do Real Madrid diante dos brasileiros é apenas mediano. Em 39 partidas, o time espanhol venceu 16, empatou 10 e perdeu 13 confrontos. O último duelo foi justamente numa partida de Mundial, em 2000. Os merengues encararam o Corinthians e empataram por 2 a 2, no Morumbi, em São Paulo.

O retrospecto gremista contra clubes europeus é de 67%, com 52 vitórias, 14 empates e 24 empates em 90 jogos. O último confronto contra um europeu foi contra o Hamburgo-ALE, em 2012, em amistoso na inauguração da Arena. O Tricolor venceu por 2 a 1, gols de André Lima e Marcelo Moreno. Westermann fez para o Hamburgo.

O técnico Renato Gaúcho deve repetir a escalação do time que entrou em campo contra o Pachuca-MEX na semifinal do Mundial. Contudo, não está descartada uma mudança na equipe. Com o baixo rendimento de Lucas Barrios, Jael pode ser o titular contra os espanhóis.

Em coletiva após o treino, o técnico não revelou a possível formação.

“A gente tem um grupo. Independente de quem for jogar, o mais importante é que todos estão preparados. Somente 11 começam e qualquer um deles pode começar jogando amanhã”, disse.

Sobre a postura de sua equipe, Renato foi enfático.

“O Grêmio tem a sua maneira de jogar e não mudou durante todo o ano. Nós respeitamos todos o adversários. O próximo é o Real Madrid, mas o Grêmio tem a sua maneira de jogar e numa hora dessas tem muito pouco tempo para mudar”, finalizou.

O Real Madrid vai completo para o duelo diante do Tricolor. Todos os jogadores estão livres de problemas físicos e ficam à disposição do técnico Zinedine Zidane. O zagueiro Sergio Ramos, o lateral-direito Carvajal e o meio Toni Kroos, poupados da semifinal, voltam ao time. Autor do segundo gol diante do Al Jazira, Gareth Bale segue no banco.

Zidane discordou de Renato sobre o Real Madrid ser o favorito.

“Eu não concordo, porque é uma final. Em uma final é sempre 50% a 50%. Creio que é merecido o Grêmio estar na final. Mas uma final é apenas uma partida e nesse tipo de jogo não há favoritismo”, afirmou.

Contudo, o francês ressaltou que o time espanhol quer o título, que seria o terceiro nos últimos quatro anos, já que o Real venceu o Mundial em 2014 e 2016.

“Estamos aqui para defender o nosso título e vamos ter que jogar uma boa partida”, observou.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO-RS X REAL MADRID-ESP

Local: Estádio Zayed Soccer City, em Abu Dhabi (EAU)
Data: 16 de dezembro de 2017, sábado
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: César Ramos (México)
Assistentes: Marvin Torrentera (México) e Miguel Ángel Hernández (México)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Luan e Fernandinho; Barrios (Jael).
Técnico: Renato Portaluppi

REAL MADRID: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Modric, Kroos e Isco; Cristiano Ronaldo e Benzema.
Técnico: Zinedine Zidane

2 comentários

  1. الفتح - الوغد

    Comparar time europeu com sulamericano, já há algum tempo, é igual comparar time grande com time pequeno. Às vezes acontece uma zebra, como o Inter em 2006 ou o São Paulo no ano anterior, que jogaram por um gol, mas é algo muito raro… Jogos de igual para igual, dos que me lembro, foram do próprio Grêmio em 95, contra o Ajax; Vasco contra o Real em 1998 (Vasco merecia ter vencido) e Palmeiras contra o Manchester em 1999… O São Paulo de Telê era o melhor time do mundo na sua época, então não considero surpresa seus títulos…

  2. Imagine que desonra para o futebol,um time campeão do Mundo com Jael, Fernandinho, Jailson, Ramiro, Lucas Barrios. Seria demais…
    A esperança gremista chamada Luan simplesmente amarelou feio e viu o Modric e o Kroos passearem em campo. Foi um treino de luxo para o Real Madri.

Untitled Document