quinta-feira, 15 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Marcelo Oliveira busca equilíbrio entre juventude e experiência no Fluminense

Marcelo Oliveira busca equilíbrio entre juventude e experiência no Fluminense

Matéria publicada em 9 de julho de 2018, 17:11 horas

 


Marcelo Oliveira assumiu o Fluminense após saída de Abel Braga


Rio –
Sob o comando do técnico Abel Braga o Fluminense entrava em campo com um time muito jovem. Por diversas vezes esta falta de experiência foi apontada pelo próprio treinador como um problema. Seu substituto, Marcelo Oliveira, parece pensar da mesma forma, tanto que, para alguns colegas de comissão técnica, já elegeu a mescla entre juventude e experiência como o grande desafio neste começo de trabalho.

Este sentimento está sendo notado com a maneira como ele vem armando o time. Nomes experientes como o goleiro Júlio César, os zagueiros Gum e Renato Chaves e o meia equatoriano Junior Sornoza estão sendo mesclados com jovens como Ibañez e Pedro.

A ideia inicial de Marcelo Oliveira é ter o time com: Júlio César; Ibañez, Gum e Renato Chaves; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Júnior e Pedro. Logicamente que ainda é começo de trabalho e alterações podem ser vistas, inclusive nos treinos desta semana. Além disso, o Tricolor contratou o zagueiro Digão, que estava no Cruzeiro e foi revelado no próprio Fluminense, e o atacanmte Luciano, de 25 anos, que se destacou pelo Corinthians e teve passagem nas categorias de base da Seleção Brasileira. Os dois chegam com status de titular nas Laranjeiras.

Nesta terça-feira o elenco do Fluminense vai treinar na parte da manhã. O próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro, que está paralisado para a disputa da Copa do Mundo, será em 19 de julho, no clássico carioca com o Vasco, pela 13ª rodada.

Fora de campo a diretoria desistiu da contratação do centroavante Henan, de 21 anos, que vem se destacando pelo Figueirense na Série B do Campeonato Brasileiro. O Tricolor vinha mantendo contatos com representantes do atleta, com quem os entendimentos estavam avançados e as bases salariais chegaram a ser acertadas. Porém, o clube catarinense queria uma compensação financeira para liberar o atleta, que tem contrato até o fim de novembro. O Tricolor tentou colocar algum de seus atletas na negociação, mas os nomes não agradaram ao Fiugueira e a transação não evoluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document