sexta-feira, 19 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / No Raulino, Flamengo e Botafogo decidem vaga na final da Taça Guanabara

No Raulino, Flamengo e Botafogo decidem vaga na final da Taça Guanabara

Matéria publicada em 9 de fevereiro de 2018, 18:45 horas

 


Jogando: Flamengo tem o favoritismo pelo momento próprio e também do adversário

Jogando: Flamengo tem o favoritismo pelo momento próprio e também do adversário


Rio – 
Normalmente clássico não tem favorito. Mas não é bem assim que está sendo tratado o encontro entre Flamengo e Botafogo, que duelam neste sábado de Carnaval, às 16h30(de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pelas semifinais da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

Enquanto passou com tranquilidade pela fase classificação, de forma invicta e sem sofrer um único gol, o Rubro-Negro terá pela frente um rival abalado. O Glorioso, que ficou em segundo lugar em sua chave, praticamente junta os cacos depois da derrota de 2 a 1 para a Aparecidense, em Goiás, no meio de semana, que custou a eliminação na Copa do Brasil logo na estreia.

A zebra em Goiânia tornou insuportável a pressão sobre o técnico Felipe Conceição, enquanto que Paulo César Carpegiani, comandante do Flamengo, navega em mares tranquilos. Mas o elenco flamenguista prefere tratar com cuidado do rótulo de favorito.

– Esse jogo é um clássico à parte, independentemente de quem está melhor, será difícil. Temos que aproveitar, mas será uma oportunidade para eles mostrarem que estão melhorando. Mas também queremos mostrar nosso futebol. Será um grande jogo – disse o meia Everton Ribeiro.

Os botafoguenses realmente falam em jogo de vida e morte.

– Só temos uma maneira agora, é vencer o Flamengo. Claro, respeitando o adversário, pois não vai ser fácil. Vamos suar sangue lá dentro para conseguir a classificação. Sobre o Felipe, sempre vai existir pressão, mas as coisas mudam muito rapidamente. O Felipe sabe da pressão, é novo mas já passou por diversas coisas. Perdeu a final da Copa do Brasil Sub-17, já viveu isso. Jogadores também. Vamos esfriar a cabeça – declarou o goleiro Jéfferson.

O pensamento é compartilhado por todos do elenco.

– Para nós é o jogo do ano e por isso mesmo vamos fazer de tudo para vencer. Apenas a vitória pode começar a ajudar a mudar a nossa realidade. Vamos em busca dela – disse o zagueiro Igor Rabello.

Ganhar realmente é a única alternativa no Botafogo, uma vez que o Flamengo, por ter feito melhor campanha na fase de classificação, conta com a vantagem do empate.

– Nós sabemos que a vantagem do empate é algo importante pelo equilíbrio de um clássico. Mas não podemos entrar em campo com este pensamento, pois seria um erro muito grande. Temos que jogar mantendo o foco naquilo que fizemos ao longo de todo o Campeonato Carioca até aqui, ou seja, jogar tentando ganhar. O empate só pode ser considerado um resultado positivo depois que a partida acabar – disse o zagueiro Juan.

Em termos de escalação, o Flamengo tem uma grande novidade. Vai promover a estreia do artilheiro Henrique Dourado, contratado junto ao Fluminense. Ele vai ocupar a vaga de Felipe Vizeu, que passou a semana na Itália cuidando de detalhes de sua transferência para a Udinese.

A base da equipe será a mesma que venceu o Nova Iguaçu no último final de semana, pela última rodada da Taça Guanabara, exceto pelo retorno do zagueiro Réver, que atuará pela primeira vez em 2018. Já William Arão e Trauco, únicos da equipe titular de 2017 que ainda não estrearam nesta temporada, permanecem de fora, recuperando-se de lesões,

Já a escalação do Botafogo é um mistério, pois os treinos foram fechados para preservar o grupo. O esquema com três zagueiros, tão criticado contra a Aparecidense, vai ser deixado de lado. Pior para Marcelo, que deve ficar como opção no banco para a entrada de Renatinho, que tem a titularidade cobrada pelos torcedores.

Quem avançar do duelo entre Botafogo e Flamengo vai decidir o título da Taça Guanabara no domingo dia 18 de fevereiro diante do Boavista, que na outra semifinal, disputada na quinta-feira, segurou empate por 2 a 2 com o Bangu e se tornou o primeiro finalista.

 

 

FLAMENGO X BOTAFOGO

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Horário: 16h30(de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)
FLAMENGO: César, Pará, Réver, Juan e Renê; Gustavo Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro e Everton; Henrique Dourado
Técnico: Paulo Cesar Carpegiani
BOTAFOGO: Jéfferson, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, Luiz Fernando, João Paulo e Renatinho; Rodrigo Pimpão e Brenner
Técnico: Felipe Conceição


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document