quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Vasco bate Fluminense e volta ao G-4

Vasco bate Fluminense e volta ao G-4

Matéria publicada em 22 de fevereiro de 2015, 20:58 horas

 


Cruzmaltino jogou melhor e acabou premiado com um gol de pênalti convertido por Luan

Gilberto teve boa estreia apesar de ter passado em branco no clássico diante do Fluminense crédito: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

Gilberto teve boa estreia apesar de ter passado em branco no clássico diante do Fluminense
crédito: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

Rio-

No primeiro clássico carioca da temporada, o Vasco venceu por 1 a 0 o Fluminense, neste domingo, no estádio Nilton Santos. Com o resultado, os cruz-maltinos chegaram aos 14 pontos e terminam a rodada na terceira posição, de volta ao grupo de classificação para as semifinais. Já os tricolores acumularam a segunda derrota seguida, seguem com 12, e caem para quinto.

Os vascaínos foram melhores durante quase os 90 minutos. No primeiro tempo, o clássico foi um pouco mais equilibrado. No entanto, na etapa final, o Vasco dominou as ações e chegou à vitória com gol de pênalti de Luan, aos 35 minutos. Na próxima rodada, o Vasco terá pela frente o Bangu, no sábado, em São Januário, às 16 horas (de Brasília). No dia seguinte, o Fluminense encara o Resende, em Volta Redonda, às 18h30 (de Brasília).

O jogo

O Vasco começou melhor a partida, explorando os avanços dos laterais. No entanto, a primeira boa chance de gol aconteceu somente aos 15 minutos. Gilberto recebeu na área e chutou cruzado, para fora. O Fluminense tinha muita dificuldade em passar pela marcação cruz-maltina e só finalizou uma vez, com Jean, sem assustar Martín Silva. O Vasco seguia com mais posse de bola e rondando a área tricolor, mas com pouca objetividade.

Somente aos 24 minutos, o Vasco voltou a chegar com perigo. Após cruzamento de Madson, Gilberto apareceu no meio da área para cabecear, mas em cima de Diego Cavalieri. Depois disso, o Fluminense melhorou a marcação e começou dominar a partida. Os tricolores passaram a chegar mais vezes ao ataque e criaram boa chance aos 32 minutos. Vinícius arriscou de fora da área e obrigou Martín Silva a se esticar para fazer a defesa.

Na parte final, o clássico ficou nervoso. Primeiro, Diego Cavalieri empurrou Rafael Silva após marcação de impedimento. Depois, foi a vez de Serginho entrar duro em Lucas Gomes e iniciar discussão entre os jogadores. Antes do intervalo, os cruz-maltinos ainda reclamaram de um pênalti de Cavalieri em Gilberto, mas o árbitro marcou simulação do atacante. Assim, a igualdade permaneceu no Niltão.

No segundo tempo, o Vasco teve a primeira boa chance logo com dois minutos. Após cobrança de falta de Marcinho na área, Rafael Silva apareceu para cabecear cruzado, mas para fora. Os cruz-maltinos continuaram em cima do Fluminense e quase abriram o placar aos seis. Rodrigo cobrou falta no travessão de Diego Cavalieri.

Os cruz-maltinos continuavam tendo o domínio da partida sem permitir os avanços do Fluminense. O Vasco acertou outra vez a trave tricolor aos 16 minutos. Após cobrança de falta na área, Gilberto desviou e Julio dos Santos cabeceou no travessão de Diego Cavalieri.

Quatro minutos depois, os vascaínos desperdiçaram mais duas chances. Primeiro, Yago foi lançado, mas demorou no domínio da bola e permitiu a recuperação da zaga tricolor. Depois, em cobrança de escanteio, Rodrigo apareceu livre, mas cabeceou mal.

O Fluminense, com as alterações, tentou equilibrar a partida, mas acabou deixando espaço atrás. Tanto que, aos 29 minutos, em contra-ataque rápido, Yago tocou para Gilberto na área, mas o atacante finalizou em cima de Diego Cavalieri. A resposta dos tricolores veio dois minutos depois, em chute de longe de Edson que parou em defesa segura de Martín Silva.

De tanto insistir, o Vasco chegou ao gol aos 35 minutos. O zagueiro Luan foi agarrado na área por Victor Oliveira, e o árbitro marcou pênalti. O próprio jogador cobrou com categoria para abrir o placar no Niltão.

Após o revés, o Fluminense ainda buscou o empate, mas acabou com um homem a menos aos 41 minutos. Rafinha fez falta dura em Yago e recebeu o cartão vermelho direto. Nos últimos minutos, os cruz-maltinos administraram o resultado até o apito final.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Cristóvão é técnico de segunda linha, não pode dirigir o Fluminense. Muito fraco, não sabe mexer no time, não tem boa leitura do jogo, seus neurônios parecem estáticos. Que vá treinar Bahia, ABC, América-MG ou algo semelhante. Se continuar, vai levar o Flu a perda do Carioca 2015 e rebaixar no Brasileiro. Ainda é tempo, fora com ele.
    E o que está acontecendo que o Guerreiro GUM não volta para dar mais confiança a zaga?

Untitled Document