A grande aventura espacial do diretor James Cameron - Diário do Vale
terça-feira, 21 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / A grande aventura espacial do diretor James Cameron

A grande aventura espacial do diretor James Cameron

Matéria publicada em 10 de junho de 2018, 08:48 horas

 


Avatar foi o segundo salto tecnológico na tecnologia do cinema moderno

Tecnologia: Captura de movimento criou os seres de Pandora.

Desde que filmou “O segredo do abismo”, em 1989, que o cineasta James Cameron vinha matutando sobre um projeto impossível. Um filme de ficção científica chamado Avatar, sobre um homem que vira alienígena para explorar um planeta distante. Na época ainda não existia a tecnologia necessária para dar vida ao projeto e Cameron teve que esperar mais de uma década, até que o cinema estivesse pronto para dar vida ao seu projeto. Se os avanços na computação gráfica tornaram possível o “Parque dos dinossauros”, “Avatar” foi o resultado de uma nova tecnologia chamada “captura de movimento”.

Na captura de movimento, atores comuns se movem com uma série de sensores instalados no corpo. E um computador cria todo o tipo de seres estranhos a partir das coordenadas enviadas por esses sensores. Como ficção científica a trama de “Avatar” não tem grandes novidades. A história do filme foi tirada de vários contos de ficção científica da década de 1950, como “Deserção” de Clifford Simak e “Me chame de Joe” de Poul Anderson, que narra uma rebelião semelhante a do personagem do filme.

O mérito de Cameron foi transformar essa ideia antiga num filme visualmente espetacular e de certa forma profético. Recentemente os astrônomos admitiram a possibilidade de existir vida nas luas de planetas gasosos extra-solares. Como a Pandora mostrada no filme de 2012. “Avatar” também foi o primeiro filme de ficção a utilizar a moderna tecnologia da terceira dimensão. O que certamente contribuiu para aumentar seu impacto. Em DVD e Blu-Ray não há este efeito, mas o filme é suficientemente espetacular para funcionar sem o artificio da imagem tridimensional.

Ao contrário do “Jurassic Park”, que já teve quatro sequencias, Cameron ainda não conseguiu produzir um “Avatar 2”. Há alguns anos ele disse que um novo filme iria focalizar o mundo submarino dos oceanos de Pandora. Mas parece ter mudado de ideia e agora dizem que o novo filme terá um cenário mais convencional. As filmagens já começaram e o elenco inclui a Kate Winslet e o Sam Worthington. Na verdade Cameron dividiu o novo roteiro em dois filmes, o Avatar 2 e o Avatar 3. O primeiro só chega nos cinemas em 2020, enquanto isso vale a pena rever o primeiro filme.

Untitled Document