sábado, 25 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / ‘Carros’ e a pré-estreia de ‘Transformers: O Último Cavaleiro’

‘Carros’ e a pré-estreia de ‘Transformers: O Último Cavaleiro’

Matéria publicada em 13 de julho de 2017, 08:30 horas

 


Cinema fica na entressafra à espera dos lançamentos do final do mês; única estreia da semana é o terceiro episódio da franquia Carros, da Disney

A programação dos cinemas quase não tem novidades esta semana. A única estreia é o terceiro episódio da franquia Carros, da Disney, que resolveu aposentar seu herói, o Relâmpago McQueen, e substitui-lo por uma heroína, Cruz Ramirez. Como se a Disney já não tivesse heroínas suficientes. A trama é sobre uma nova corrida que o McQueen não consegue ganhar porque já está velho demais. Deprimente.

Em Resende, no CineShow Agulhas Negras, vai rolar a pré-estreia de “Transformers: O Último Cavaleiro”, que deve chegar aqui em Volta Redonda lá pela semana que vem. Como no caso da franquia dos carrinhos, os Transformers já esgotaram o assunto e este quinto filme da série, iniciada pelo Michael Bay, recicla os mesmos temas e situações dos filmes anteriores.

Mas vamos aos carrinhos. O primeiro filme, de 2006, criou um mundo povoado por carros de corrida antropomórficos. Relâmpago McQueen era um novo carrinho vermelho que vencia as corridas com a ajuda dos seus amigos, incluindo o velho caminhão guincho Matter. Foi um enorme sucesso da Pixar e acabou gerando uma série semelhante com aviões no lugar de carros.

Em 2011 teve o “Carros 2”, onde McQueen (cujo nome é uma homenagem ao ator Steve McQueen, que era fã de corridas de carros) e Matter viajavam para a Europa para participar de uma corrida através do velho continente. E acabavam se envolvendo em uma trama de espionagem com carros do serviço secreto britânico. Este segundo filme já mostrava o esgotamento da ideia, mas cumpriu o seu propósito de encher as lojas de brinquedos de miniaturas dos personagens do filme.

Agora, seis anos depois, temos o terceiro e aparentemente último exemplar da série. McQueen, que era um carro de última geração em 2006, ficou obsoleto. Ele não consegue acompanhar o poderoso Jackson Storm, um carro azul que começa a vencer todas as competições. Sem ânimo para ir para o ferro velho, ou para um museu de carros de corrida, ele pede a ajuda de sua nova amiga Cruz Ramirez. E ela também acaba entrando na corrida.

Para as crianças que são fãs do carrinho vermelho este novo desenho pode ser uma decepção. O pessoal da Disney devia aprender com a turma dos Simpsons que os personagens de desenhos animados não precisam ficar velhos. Mas “Carros 3” se insere na nova paixão da Disney por personagens femininas. Até Star Wars virou um clube da Luluzinha, cheio de novas heroínas, enquanto aos homens resta o papel de coadjuvantes. Daí o herói masculino do McQueen precisar se salvo por uma Corvette bem feminina.

Bom para as meninas, que ficam com um monte de personagens para enriquecer suas fantasias e brincadeiras. Aos garotos resta sonhar com o Batman, o Capitão América e outros heróis do século passado.

Obsoleto: McQueen em sua última corrida

Obsoleto: McQueen em sua última corrida

Quinto episódio

A série dos Transformers chega ao seu quinto episódio. Na verdade a ideia original era criar somente uma trilogia sobre os carros que viram robôs. Mas, os filmes fizeram tanto sucesso e venderam tantos brinquedos (como os Carros aí em cima) que o diretor Michael Bay continuou dando ao seu público mais do mesmo. Neste “novo” episódio o robô Optimus Prime retorna ao seu mundo de origem, o planeta Cybertron, e encontra um planeta morto. Ele consegue reativá-lo, mas descobre que vai precisar de um artefato místico que se encontra, adivinhem onde… Na Terra!

Mark Wahlberg repete o papel de Cade Yeager, mas a jovem modelo Nicola Peltz não quis embarcar nesta aventura. Assim a filha de Cade sumiu e foi substituída por duas novas heroínas, Vivian e Isabella. Mas o resto continua o mesmo com aquelas explosões e lutas em câmera lenta.

Por Jorge Luiz Calife

jorge.calife@diariodovale.com.br

Um comentário

  1. Ninguém aguenta mais essa franquia dos Transformers, já deu. Ouvi dizer que a animação Carros teve uma bilheteria até modesta, mas que o licenciamento de produtos teria dado um lucro de 8 bilhões para a Disney.

Untitled Document