segunda-feira, 25 de setembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Cultura lança programa de incentivo ao audiovisual voltado para novas mídias

Cultura lança programa de incentivo ao audiovisual voltado para novas mídias

Matéria publicada em 14 de julho de 2017, 17:19 horas

 


Com cinco editais que totalizam R$ 8,6 milhões, o Ministério da Cultura lançou o Programa Nacional de Fomento do Audiovisual. As informações são da Agência Brasil.

De acordo com o ministério, pela primeira vez, serão contemplados projetos para canais web e aplicativos, além de festivais e mostras de audiovisual. As inscrições podem ser feitas até dia 21 de agosto. O objetivo é enriquecer e modernizar os editais já conhecidos, como os de curta metragem, com o incentivo à produção de novas mídias. “O jovem hoje se comunica pela internet. Você é produtor e distribuidor do conteúdo que prepara”, disse a secretária de Audiovisual da pasta, Mariana Ribas.

Segundo a secretária, o refinamento exigiu reflexão, para preservar um “dos grandes legados”, e não “somente repetir” os antigos entendimentos. “Temos que identificar quais as vocações do mercado, entender o que o jovem deseja”.

Peça que tem sobressaído no meio audiovisual, o canal web gratuito é contemplado em um edital específico, o juventude vlogueira. Na categoria, serão selecionadas 16 propostas de tema livre. O interessado, que deve ter entre 18 e 29 anos, poderá concorrer mesmo se já tiver outros canais, mas a proposta apresentada tem de ser original. Cada escolhido receberá R$ 50 mil e terá que abastecer o canal com, no mínimo, dois vídeos por mês, com duração de 5 a 15 minutos.

“O interessante da cultura digital é exatamente poder criar nichos, diversidade, mas cada um ter seu foco. Tem um mundo de feministas que estão indo por essa linha e se destacam. Você pode ter, em paralelo, os canais dos gamers [jogadores] que fazem vídeos sobre jogos. É falar sobre a sua área, de forma bastante específica. A gente quer ver essa diversidade de temáticas nos editais e dar essa possibilidade a quem ainda não tem sustentabilidade neste mercado“, afirmou a coordenadora de Novas Mídias na secretaria, Lina Távora, mestre em cinema.

Iniciantes na área do audiovisual poderão pleitear tutoria de profissionais do ramo. O treinamento é previsto no edital de desenvolvimento de roteiros, que dará R$ 40 mil a cada um dos 12 projetos selecionados.

Afinado com a robustez digital, o edital App pra Cultura destinará R$ 20 mil para cada um dos 40 aplicativos e jogos eletrônicos dedicados à difusão desse ramo. A regra é que metade deles crie exclusivamente conteúdo relacionado a cinema.

Participação feminina

Sucesso, segundo Lina, de políticas afirmativas para a equidade de gênero, o edital Carmen Santos busca assegurar a participação de mulheres no meio cinematográfico. Essa modalidade e a de temática e público livres subsidiarão 30 obras de curta metragem. Serão disponibilizados R$ 80 mil a cada projeto.

Pela primeira vez, o Ministério da Cultura distribuirá também recursos para mostras e festivais. O incentivo ocorre após a criação de um programa nacional relacionado à área. O edital é dividido em três modalidades, que distribuem diferentes faixas de recursos a partir do critério de experiência. Nenhum novato poderá concorrer, já que o nível mínimo é de duas edições já realizadas.

De acordo com Mariana, prioritários para o ministério, os editais foram elaborados no fim do ano passado. Ela admitiu a dificuldade de captação de recursos hoje em dia. “A gente está passando por um momento bastante complicado, os projetos têm tido bastante dificuldade para ser desenvolvidos, e os produtores têm nos procurado.”

“A gente sabe que nunca [a quantia de recursos] é suficiente, e não conseguimos atender todas as demandas”, ressaltou.

Todos os editais do programa já podem ser consultados no site do ministério (http://www.cultura.gov.br/1158).

 

Untitled Document