quarta-feira, 28 de junho de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Exposição de Loreley Luderer segue aberta para visitas até dia 30 de junho

Exposição de Loreley Luderer segue aberta para visitas até dia 30 de junho

Matéria publicada em 16 de junho de 2017, 08:00 horas

 


Pinturas estão na Galeria Cílio Bastos, anexa ao Teatro Gacemss, na Vila Santa Cecília

CAPA (4)

Brasil: Animais e paisagens brasileiras são retratadas através de técnica mista de pintura em acrílico com mosaico
(Foto: Wallace Feitosa)

Retratar o colorido e a diversidade do Brasil através da arte esse é o objetivo da exposição “Brasil em pó e pedra”, a primeira da artista plástica e médica Loreley Luderer, que segue aberta para visitas até o dia 30 de junho, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, na Galeria de Arte Cílio Bastos – anexa ao Teatro Gacemss – na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda.
Com a utilização de recursos variados como o pó e as pedras brasileiras é possível enxergar as belezas do país através dos quadros que retratam os animais e as paisagens com a composição de técnica mista de pintura em acrílico com mosaico das referidas pedras e pastel seco.
A artista em entrevista ao DIÁRIO DO VALE explicou a criação das peças e o título da mostra.
– Com relação ao título da exposição “Brasil em pó e pedra”, o pó está relacionado ao pastel seco utilizado muito para o desenho de pessoas porque dá mais suavidade aos traços e fisionomias. Já com relação às pedras decidi inovar também com os quadros de técnica mista de pintura em acrílico com mosaico de pedras brasileiras, pois estas últimas são muito variadas aqui, permitindo também mostrar o colorido de nosso país – comentou.
A artista destacou que o tema escolhido é o que ela acha melhor e mais agradável no Brasil. Além disso, as visitas e a receptividade do público estão sendo excelentes e Loreley se diz emocionada com tudo isso.
– Esta foi a minha primeira exposição e confesso que fiquei emocionada com os comentários elogiosos que ouvi durante a inauguração e posteriormente pelas pessoas que lá estiveram até agora visitando a exposição – falou.
As peças expostas, com exceção dos acervos, estão à venda e a renda será em prol do Lar Espírita Irmã Zilá, no bairro Belmonte, que a artista ajudou a criar em 1997.
A artista destacou que desenha desde criança e esse dom é uma herança de família. Na década de 90 através do contato com um artista plástico aperfeiçoou o talento artístico.
– Desenho desde criança, herança de pai avô e tio, mas fazia sempre trabalhos a crayon pois não sabia utilizar cores. Na década de 90, entrei em contato com um artista plástico muito bom daqui, Nelson Cople, e perguntei se ele podia me ajudar nas cores o que o fez com a máxima boa vontade. A partir daí comecei a fazer trabalhos a óleo, pastel e acrílico – disse.
Loreley Luderer ainda não tem projetos para o futuro, mas pontuou que sua ideia é desenhar e pintar cada vez mais, pois atualmente está com mais tempo para se dedicar a arte.
– Ainda não pensei no futuro, mas minha ideia é desenhar e pintar cada vez mais, pois agora tenho mais tempo para isto desde que vendi meu laboratório – contou.
A artista plástica se formou em Medicina em 1973, na primeira turma do UniFOA, fez mestrado e doutorado em São Paulo. Atualmente dá aulas no curso de Odontologia no Centro Universitário em que se formou. Ela explicou que a pintura durante esse tempo ficou como hobby.
– Sempre pretendi me formar em Medicina e, para tal, tive que me dedicar bastante. Formei em 1973, na primeira turma do UniFOA e fiquei, por aqui, trabalhando no Laboratório de Patologia que formei e dando aulas de Patologia nas Faculdades de Medicina, Odontologia, Fisioterapia e Nutrição. Durante este tempo fiz Mestrado e Doutorado em São Paulo. Hoje só dou aulas no curso de Odontologia. Durante estes mais de 40 anos a pintura ficou só como hobby e fui adquirindo material para um futuro trabalho – finalizou.

Serviço

Exposição ‘Brasil em pó e pedra’ da artista Loreley Luderer segue aberta para visitas até o dia 30 de junho, na Galeria de Arte Cílio Bastos – Espaço Cultural Gacemss, na Rua 14 nº 22 – Vila Santa Cecília, em Volta Redonda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document