segunda-feira, 12 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Exposição, desfile e roda de conversa celebram Semana da Consciência Negra em Resende

Exposição, desfile e roda de conversa celebram Semana da Consciência Negra em Resende

Matéria publicada em 14 de novembro de 2017, 08:00 horas

 


Atividades serão realizadas no Espaço Z, a partir do dia 16

Resende – Refletir sobre as desigualdades que ainda permeiam a sociedade brasileira quando o assunto é a questão racial, mostrar a beleza da raça negra, e resgatar a importância do trabalho manual para a preservação e divulgação da cultura afro. Com esses objetivos a prefeitura de Resende realiza, entre os dias 16 e 24 de novembro, a Semana da Consciência Negra, com diversas atividades promovidas no Espaço Z.

De acordo com a coordenadora de Promoção da Igualdade Racial, Sônia Maria de Freitas, a programação começa no próximo dia 16, quinta-feira, com a abertura da exposição “Raízes D’África”, através da qual o artista plástico Cláudio de Araújo exalta o negro no samba, na capoeira e em cultos afroreligiosos. A mostra, que fica em cartaz até o dia 24 e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, das 14 às 18h, também traz peças artesanais produzidas pela artista Ivanir Aparecida Nazaro, a Nena.

Já na quarta-feira, dia 22, será realizada uma roda de conversa onde serão debatidos os temas “Violência contra as religiões de matriz africana”, com a participação da advogada e yawo no candomblé (filha de santo já iniciada), Márcia Meireles; “Raízes Negras: o que o racismo esconde”, com a professora de sociologia da IFRJ, Flávia Vidal Magalhães; e “Desigualdades sociais e relações raciais no Brasil”, com Sebastião de Oliveira, advogado e militante do Movimento Negro. As apresentações, seguidas de debate, começam às 18h30.

Logo após, acontece um desfile da beleza negra, com a participação de cerca de 30 pessoas, entre homens, mulheres e crianças, que mostrarão em suas performances toda a diversidade da raça negra, com destaque para a maquiagem e o cabelo dos modelos afrodescendentes.

Consciência Negra: Diversas atividades acontecerão no Espaço Z (Foto: Divulgação)

Consciência Negra: Diversas atividades acontecerão no Espaço Z (Foto: Divulgação)

João Cândido

Também em comemoração ao mês de reflexão da cultura negra, o Arquivo Histórico Municipal abriu a exposição João Cândido e a Revolta da Chibata. A mostra, composta por vários banners, conta, em textos e fotos, como foi o mais marcante motim da Marinha Brasileira, ocorrido em novembro de 1910, quando soldados revoltados com a punição que recebiam tomaram o controle de dois encouraçados que estavam atracados no Rio de Janeiro. A revolta foi liderada por João Cândido, que passou a ser conhecido como o Almirante Negro.

A exposição, que fica aberta ao público até o dia 30, pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, no andar térreo da Fundação Casa da Cultura Macedo Miranda.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document