sexta-feira, 24 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Livro analisa o ridículo na política

Livro analisa o ridículo na política

Matéria publicada em 13 de novembro de 2017, 08:00 horas

 


Do Donald Trump ao Congresso Nacional e o repúdio do povo; ‘O ridículo político’ é da filósofa e ensaísta Marcia Tiburi

A Editora Record está mandando para as livrarias o novo livro de ensaios da filósofa e ensaísta Marcia Tiburi. Em “O ridículo político” ela fala sobre os exageros e a cara de pau dos políticos modernos, em ensaios que abordam os fatos recentes da história brasileira e mundial. Como as peripécias do presidente americano Donald Trump e do Congresso Nacional. E analisa episódios como a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, quando os deputados dedicavam seu voto à família, ao animal de estimação e por aí afora.

Segundo Tiburi esses exageros dos políticos derivam da cultura moderna da superexposição. Onde aparecer é mais importante do que ser. É a cultura das redes sociais, onde as pessoas fotografam e expõem até a comida que comem e que acabou entrando no mundo dos políticos. Com ela o cidadão, incluindo o político, não tem mais medo de se expor ao ridículo, o que importa é ser visto e ouvido.

O livro também comenta o desencanto atual da população com os políticos. No Brasil, por exemplo, o povo esperou muito da democracia, aguardou um futuro maravilhoso depois do fim da ditadura e hoje se sente logrado. Com 238 páginas o livro é formado por ensaios fáceis de ser ler e que levam o leitor a olhar de forma crítica para muita coisa que vemos hoje em dia. Não só na vida dos políticos como nas nossas vidas diárias.

“Aquilo que todos querem é o reconhecimento, que foi deturpado em nossa época. Um político fascista ainda ganha em fama; tudo o que ele quer é aparecer, porque aparecer tornou-se o capital. Seguindo essa linha isso não é diferente do que acontece com o cidadão que perdeu o senso de cidadania e ajuda a rebaixar a política ao assistencialismo”, diz a autora.

O livro seria um pouco melhor se Marcia Tiburi procurasse ter uma visão mais isenta. Ela não esconde sua paixão pela esquerda. Crítica o Jair Bolsonaro, mas se esquece de que o Luiz Inácio Lula da Silva, ao se autoproclamar o “homem mais honesto do Brasil”, é tão ridículo quanto o seu rival da extrema direita.

Ensaio: A política na era das redes sociais

Ensaio: A política na era das redes sociais

 

Por Jorge Luiz Calife

jorge.calife@diariodovale.com.br

3 comentários

  1. Fala sério, né? Uma petista filósofa falando de política. VAI VENDO ela está trocando política com comunismo em todo o livro. Os petistas não perdem uma oportunidade de serem RIDÍCULOS.

    Nem se eu estivesse bastante interessado em ciência política leria isso.

    • E desde quando cabo eleitoral de político de interior derrotado lê algum livro? Para distribuir santinho qualquer jegue treinado feito vc não precisa ler.

  2. Lixo… Vai encalhar nas bancas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document